Usuário

Informe abaixo os dados para a criação do usuário que será o administrador do sistema

Domínio

Crie um endereço exclusivo para sua empresa acessar o sistema de gestão MarketUP

CONTA CRIADA COM SUCESSO!

Para ativar sua conta e começar a utilizar o MarketUP, basta seguir as instruções enviadas para o e-mail abaixo, utilizado no seu cadastro de administrador.

OCORREU UM PROBLEMA!

Não foi possível, neste momento, completar sua solicitaçao e criar sua conta no MarketUP. Pedimos desculpas pelo ocorrido e solicitamos que tente novamente.

TENTAR NOVAMENTE
Crie sua conta em
1 Minuto
100% grátis

O que fazer para montar uma franquia de sucesso?

MarketUP > Gestão  > O que fazer para montar uma franquia de sucesso?
franquia

O que fazer para montar uma franquia de sucesso?

Montar uma empresa própria e gerenciá-la é o sonho de muitos brasileiros pelas cinco regiões do país. E, devido a alguns fatores do mercado e de gestão, uma parcela de proprietários consegue prosperar muito no empreendimento e já começa a vislumbrar possibilidades de abrir uma franquia.

Também conhecida como franchising, essa estratégia administrativa é utilizada por empreendedores que desejam expandir sua marca. Com um licenciamento legal, é possível que o nome, patente e serviços prestados pela empresa do franqueador sejam reproduzidos por um segundo agente, chamado de franqueado.

Entretanto, mesmo que um negócio vá de vento em popa, é necessário que o empresário tenha cautela antes de abrir uma franquia. É preciso que o empreendedor saiba, entre tantas coisas, o que deve ser ponderado antes da abertura da nova unidade e quais são as melhores estratégias para maximizar as chances de sucesso.

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

CONHECIMENTO DA REALIDADE

Presenciar o crescimento do negócio, o alto número de vendas e a grande demanda dos clientes empolga qualquer indivíduo. Afinal, os indicadores financeiros melhoram e abrem caminho para novos investimentos. Porém, o que pode ser um aceno para melhorias no espaço do negócio acaba sendo entendido como “convite” a abrir uma franquia. O problema se materializa quando não há recursos para isso, tanto financeiros quanto legais. Aí, quando isso acontece, as chances de frustração aumentam vertiginosamente.

Por isso, é fundamental que o dono do próprio negócio saiba muito bem a realidade que vive seu empreendimento. Lucrar bem com a empresa não necessariamente significa que há viabilidade suficiente para abrir uma franquia. Então, nada mais recomendado do que um estudo detalhado da empresa e dos recursos financeiros.

MODELO DE NEGÓCIO

modelo

Antes de levar em frente a ideia de abrir uma franquia da empresa, o modelo de negócio não pode deixar de ser considerado. Afinal, nada adianta tentar replicar um formato de empreendimento e não entender os desafios que ele pode enfrentar em uma outra localidade. Em alguns casos, será preciso modificar alguns pontos do modelo de negócio para abrir uma franquia, em especial pelas peculiaridades da região.

Por exemplo: um dos componentes de um modelo de negócio é o público-alvo. Então, ao abrir uma franquia vendendo os mesmos produtos da loja “original” em um local específico, precisa-se de ajustes. Talvez as pessoas da cidade em que a nova unidade está sendo aberta não tenham os mesmos interesses. Ou talvez não tenham poderio financeiro para adquirir os produtos que o empreendimento oferece.

TAMANHO DA DEMANDA

“Será que o produto oferecido por meu negócio é tão procurado no mercado para justificar a abertura de uma franquia?” Perguntas desse tipo são interessantes para o empreendedor fazer a si mesmo. Afinal, a resposta para o questionamento pode ser negativa e talvez não faça tanto sentido investir em um outro espaço com a mesma marca.

BUSCA PELO PADRÃO

padrao

Uma franquia, como foi abordado anteriormente, é uma representação da empresa como qualquer outra unidade. Para os consumidores, se espaços carregam o mesmo logotipo e nome do empreendimento “original”, eles são extensão da mesma empresa. Portanto, é necessário que a companhia siga a mesma filosofia e manuais que o “negócio-matriz”. Seja no trato com os clientes ou na maneira de comunicação e organização da unidade, tudo precisa estar meticulosamente alinhado.

Então, uma das reflexões mais importantes para o empreendedor pôr em prática antes de desenvolver a ideia de uma franquia é pensar se há capacidade para replicar manuais da empresa para o franqueado. Afinal, eles precisarão ser aplicados posteriormente à rotina dos funcionários da nova unidade.

PERFIL DO FRANQUEADO

No lado humano de quem coordenará a franquia, o empreendedor deve construir modelos ideais de pessoas para gerenciar o projeto. “Precisa-se ter muita experiência ou não no ramo?” “Qual é o histórico do indivíduo na administração de franquias?” Questões como estas anteriores ajudarão na hora de escolher o responsável pela nova unidade. A escolha de qualquer pessoa para a função, claro, pode acarretar uma série de problemas.

VALORES DE RETORNO

royalties

O dono do próprio negócio precisa estipular um valor de royalties. Eles são a quantia paga pelo franqueado ao franqueador por utilizar sua marca e afins. E, a partir desse valor, será mais fácil mensurar a viabilidade de seguir adiante com a ideia. Caso o projeto não seja lucrativo, é melhor repensar as cifras ou então a própria existência do novo empreendimento.

E DEPOIS, COMO PROCEDER?

Após analisar os pontos anteriores abordados neste texto e verificar que a empreitada vale a pena, o franqueador precisa se atentar a outros passos para aplicar o compartilhamento de sua marca.

Parte jurídica

Em âmbito jurídico, as franquias são abordadas na Lei 8.955 e, por meio do documento de dezembro de 1994, o empreendedor sabe quais são as responsabilidades do tema central. Documentos precisarão ser providenciados, como o Circular de Oferta de Franquia (COF) e o contrato da nova unidade.

De acordo com o Art. 6º do texto, o “contrato de franquia deve ser sempre escrito e assinado na presença de 2 (duas) testemunhas e terá validade independentemente de ser levado a registro perante cartório ou órgão público”, além de outras observações quanto ao documento. Para maior auxílio durante o procedimento de franqueamento, contratar um advogado pode ser o mais indicado para dirimir enganos e maiores dúvidas.

Experiência com terceiros

Além de tudo o que foi discutido neste texto, é recomendado que o empreendedor participe de ambientes em que outros franqueadores também atuam. Por meio deles, um canal de comunicação pode ser aberto para adquirir experiências e sanar problemas inerentes à nova atividade.

Portanto, se houver dúvidas específicas, uma boa maneira de resolvê-las é pedir ajuda de quem já está no ramo há mais tempo.

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários no Facebook