Usuário

Informe abaixo os dados para a criação do usuário que será o administrador do sistema

Domínio

Crie um endereço exclusivo para sua empresa acessar o sistema de gestão MarketUP

CONTA CRIADA COM SUCESSO!

Para ativar sua conta e começar a utilizar o MarketUP, basta seguir as instruções enviadas para o e-mail abaixo, utilizado no seu cadastro de administrador.

OCORREU UM PROBLEMA!

Não foi possível, neste momento, completar sua solicitaçao e criar sua conta no MarketUP. Pedimos desculpas pelo ocorrido e solicitamos que tente novamente.

TENTAR NOVAMENTE
Crie sua conta em
1 Minuto
100% grátis

Cupom fiscal e nota fiscal: Saiba a diferença para não se confundir

MarketUP > Gestão  > Cupom fiscal e nota fiscal: Saiba a diferença para não se confundir

Cupom fiscal e nota fiscal: Saiba a diferença para não se confundir

Apesar dos dois documentos basicamente terem a mesma função, você, empreendedor precisa entender as diferenças para não se confundir. Essa diferença deve estar clara tanto para o varejista quanto para o consumidor final. Pois, por exemplo na hora de trocar um produto o cliente precisa da nota fiscal e não do cupom, certo ?

Mas, vamos entender primeiramente o que é cada um.

NOTA FISCAL: O que é?

A nota fiscal é um tipo de documento com a finalidade de documentar, para fins fiscais, uma operação de circulação de mercadorias ou uma prestação de serviço. A nota fiscal pode ser impresso e funciona como um recibo obrigatório, sendo entregue ao consumidor após a realização da compra de um produto ou serviço. Além disso, este documento serve para recolher impostos. Ao emitir a nota fiscal, você garante que  sua empresa pague os tributos corretamente e ainda ajuda a manter o seu negócio em dia.
As notas fiscais podem ser usadas tanto por empresas  como por profissionais autônomos, os MEIs.

E para seu estabelecimento emitir este documento é necessário um emissor fiscal, que normalmente é uma funcionalidade de um sistema de gestão. Uma tecnologia importante para o seu negócio. 

E caso o seu cliente precise trocar uma mercadoria, o mesmo precisa apresentar a nota fiscal. Pois, este documento fiscal contém todas as informações da aquisição do produto, assim como os dados do cliente. 

Outro ponto importante sobre a nota fiscal é que nela constam todas as informações da transação comercial:

A nota fiscal deve conter todos os dados da transação, como:

  • CNPJ da empresa;
  • endereço da empresa;
  • data da operação;
  • valor do produto ou do serviço;
  • impostos recolhidos;
  • dados do comprador;
  • inscrição estadual ou municipal;
  • e muito mais.

Vale ainda ressaltar que existem  três tipos de notas fiscais, a NF-e, NFS-e e a NFC-e.
Cada uma com sua finalidade que vai desde operações de compra e venda até registro de serviços.

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

CUPOM FISCAL: O que é ?

O cupom fiscal também é utilizado para formalizar uma venda e tem o papel da nota fiscal, porém é um documento fiscal que é emitido para o consumidor final no comércio. Este cupom é emitido por uma impressora especial, mais conhecida como ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

No Cupom Fiscal é possível ver informações, como:

  • Compra ou venda de produtos;
  • Descrição dos itens;
  • Valor dos itens;
  • Local, data, hora;
  • Valor de pagamento e, se houver, o valor do troco recebido pelo cliente.

Apesar de ser um documento de registro de vendas, ele não possui todas as informações a respeito da venda do produto e também não possui os dados do cliente. Ou seja, pela falta de informação, com este documento não é possível realizar trocas de produtos.

Mas afinal, qual é a diferença ?

A diferença está basicamente nas informações de cada documento. Pois na nota fiscal o consumidor é identificado ao contrário do cupom fiscal. Por conta disso, os processos de trocas ficam comprovados após a apresentação da nota fiscal como comprovante de venda. Assim, a empresa fica mais segura contra fraudes. Outra diferença, está na emissão entre o cupom fiscal e a nota fiscal. Para emitir o cupom fiscal é necessário um equipamento específico: o ECF. Por meio dele é feito a transmissão de dados e pela impressão das informações da venda.

Já a nota fiscal está ligada a um emissor de nota fiscal que conecta as informações diretamente com a SEFAZ.

O AVANÇO DA TECNOLOGIA

Com o avanço da tecnologia e as facilidades de seu uso, a NFC-e está substituindo o cupom fiscal em todo país. Por ser uma nota estadual, cada estado tem suas regras para a emissão.

No estado de São Paulo, por exemplo, exige a utilização do SAT, que documenta e valida as transações comerciais.  

A NFC-e também pode ser emitida por meio de uma DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) em qualquer tipo de impressora.

Com a NFC-e, o cupom fiscal e a nota fiscal tradicional vêm perdendo espaço. Embora, muitos estabelecimentos ainda utilizam este sistema antigo.

 

POR: TAINÁ ALMEIDA

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários no Facebook