Usuário

Informe abaixo os dados para a criação do usuário que será o administrador do sistema

Domínio

Crie um endereço exclusivo para sua empresa acessar o sistema de gestão MarketUP

CONTA CRIADA COM SUCESSO!

Para ativar sua conta e começar a utilizar o MarketUP, basta seguir as instruções enviadas para o e-mail abaixo, utilizado no seu cadastro de administrador.

OCORREU UM PROBLEMA!

Não foi possível, neste momento, completar sua solicitaçao e criar sua conta no MarketUP. Pedimos desculpas pelo ocorrido e solicitamos que tente novamente.

TENTAR NOVAMENTE
Crie sua conta em
1 Minuto
100% grátis

Descubra quando e como contratar o primeiro funcionário

MarketUP > PME  > Descubra quando e como contratar o primeiro funcionário
Descubra quando e como contratar o primeiro funcionário

Descubra quando e como contratar o primeiro funcionário

Admitir um funcionário pode ser importante para o negócio; saiba quando fazer

 

Uma grande vantagem de cuidar do próprio negócio é a capacidade de geri-lo da forma como você acha mais adequado. Apesar da obrigatoriedade de alguns compromissos, componentes da liturgia de qualquer empresário, sua empresa é reflexo também da sua personalidade. O Microempreendedor Individual (MEI), por exemplo, sabe bem disso. Geralmente começa trabalhando sozinho no próprio negócio e estruturando a companhia como acha mais pertinente. Só então, quando a demanda aumenta, recorre às melhores maneiras para contratar o primeiro funcionário.

 

De acordo com a legislação, o MEI pode ter um empregado pago com um salário mínimo da categoria, além dos encargos trabalhistas. Em outros casos, como empresas de pequeno porte, o número é maior, apesar de também haver limites estabelecidos por lei. Porém, apesar das distinções entre as categorias para admissão de colaboradores, há uma dúvida comum: quando e como contratar o primeiro funcionário?

 

Recorrer a um parceiro, seja no empreendimento individual ou em um negócio maior, pode ser crucial para a companhia. Por isso, listamos o que você deve considerar sobre o momento para contratar o primeiro funcionário e as melhores maneiras para fazer isso; confira:

 

CARGA DE TRABALHO

 

 

Antes de refutar a ideia de contratar o primeiro funcionário, o empreendedor deve analisar a quantidade de tarefas pendentes. Se não está sendo mais possível dar conta de tudo de maneira produtiva, pode ser importante considerar a admissão de um colaborador. Os indícios da perda de efetividade nas atividades devido à carga de trabalho costumam ser a queda na qualidade do atendimento e o acúmulo de problemas burocráticos para resolver. Além disso, mais tempo é gasto no ambiente profissional — como consequência, pode haver aumento no estresse e menor tempo de lazer, gatilhos para a Síndrome de Burnout.

 

Nestes casos anteriores, a importância de contratar o primeiro funcionário se mostra evidente. Porém, um outro indício da necessidade de admitir um colaborador pode ser a ausência de clareza sobre as funções diárias. Se o administrador do negócio começa o dia sem saber o que enfrentará no expediente, pode ser o momento certo para contratar um empregado.

 

PROCESSO DE SELEÇÃO

 

 

A decisão de contratar o primeiro funcionário não demanda tantos segredos. Antes de abrir um processo seletivo, é preciso que o empreendedor saiba bem suas necessidades, técnicas e pessoais. Uma pergunta que pode ser feita é: “quais qualidades a pessoa deve ter para trabalhar em minha empresa?”.

 

A partir disso, é possível começar a filtrar os candidatos pelos dois quesitos anteriores. Tecnicamente, deve-se avaliar fatores como grau de formação, conhecimento da área e experiências anteriores. No âmbito comportamental, é importante analisar se os candidatos têm perfil condizente com a empresa e se as ações refletem os discursos apresentados. Além disso, é valioso traçar perspectivas de crescimento mútuo. Ou seja, vale a pena considerar o que a empresa poderá ensinar ao funcionário e vice-versa.

 

Uma das melhores plataformas para começar a procurar um novo colaborador é o LinkedIn. Por meio dele, é possível filtrar informações por palavras-chave e analisar o comportamento do candidato na rede, por exemplo.

 

ANÁLISE EXTRA

 

 

 

Apesar da clara necessidade em contar com um auxiliar, muitos empreendedores ficam um pouco ressabiados por causa dos custos. Se a dúvida sobre gastos e encargos for grande, o mais recomendado é procurar ajuda de um terceiro. No caso de MEIs, a análise do contador é uma excelente opção.

 

POR: Rudiney Freitas

 

 

VEJA MAIS

> Entenda a diferença entre lucro e faturamento de um negócio

> Vale a pena pegar empréstimo para abrir uma empresa?

> 5 dicas para sua empresa aparecer na primeira página do Google  

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários no Facebook