Usuário

Informe abaixo os dados para a criação do usuário que será o administrador do sistema

Domínio

Crie um endereço exclusivo para sua empresa acessar o sistema de gestão MarketUP

CONTA CRIADA COM SUCESSO!

Para ativar sua conta e começar a utilizar o MarketUP, basta seguir as instruções enviadas para o e-mail abaixo, utilizado no seu cadastro de administrador.

OCORREU UM PROBLEMA!

Não foi possível, neste momento, completar sua solicitaçao e criar sua conta no MarketUP. Pedimos desculpas pelo ocorrido e solicitamos que tente novamente.

TENTAR NOVAMENTE
Crie sua conta em
1 Minuto
100% grátis

Benchmarking: o que é e como fazer em sua empresa

MarketUP > O que é  > Benchmarking: o que é e como fazer em sua empresa
o-que-e-benchmarking

Benchmarking: o que é e como fazer em sua empresa

Toda empresa que tem o desejo de liderar seu segmento deve conhecer as ferramentas que são capazes de ajudá-la. Ter um sistema de gestão para automatizar processos internos e organizar o negócio é fundamental, mas não basta. Muitas vezes, é necessário também lançar mão de estratégias capazes de trazer insights preciosos para serem implementados. Uma delas é o benchmarking.

O termo, em inglês, é derivado da palavra benchmark, ou seja, “referência”. Talvez pela tradução você já seja capaz de ter alguma ideia sobre do que se trata a prática. Neste artigo, iremos explicar melhor o que, afinal, é benchmarking, qual sua importância para uma empresa e como usar essa ferramenta corretamente. Com as estratégias que ensinaremos a seguir, você será capaz de usá-la muito facilmente.

Então, não perca mais tempo. Continue a leitura deste artigo e descubra tudo que você precisa saber sobre benchmarking. Depois, procure adotar as estratégias que ensinaremos a seguir em seu negócio e veja como elas podem melhorar seus resultados.

O QUE É BENCHMARKING

Como dissemos antes, a palavra benchmark significa referência. Portanto, para uma empresa, benchmarking é uma prática que consiste na comparação entre produtos, serviços e técnicas entre duas ou mais empresas do mesmo segmento. Essa comparação tem como objetivo buscar diferenças e semelhanças a fim de coletar dados que possam ser usados para aumentar a competitividade e resultados.

Imagine, por exemplo, duas lojas concorrentes em um mesmo bairro, loja A e loja B. A loja A percebe que a loja B está recebendo muito mais clientes e, portanto, tendo resultados financeiros melhores. Ao pesquisar o motivo disso, a loja A descobre que a loja B começou a usar as redes sociais para anunciar seus produtos ou serviços. Então, a loja A começa a utilizar técnicas semelhantes. Isso é benchmarking.

Em resumo, fazer benchmarking significa fazer um monitoramento detalhado das práticas de concorrentes em busca do que pode ser adotado ou não no próprio negócio. Isso vale para qualquer coisa, seja serviços, produtos, marketing, etc. Por meio do uso de técnicas de benchmarking, uma empresa consegue manter-se atualizada no mercado, aumentando sua competitividade e mantendo a relevância

POR QUE FAZER BENCHMARKING

Mas, afinal, por que o benchmarking é tão importante para as empresas? Por que é importante dedicar tempo e disposição a fazer essa pesquisa entre os concorrentes? O que sua empresa ganha com isso? A resposta é muito simples: desenvolvimento. Para que um negócio possa evoluir, é essencial compará-lo com outros. Com os insights do benchmarking, sua empresa adotará várias melhorias.

O benchmarking também é uma ferramenta extremamente útil para mostrar a uma empresa o que ela NÃO deve fazer. Quando observamos os erros de nossos concorrentes, e a consequente reação dos clientes, sabemos o que jamais devemos repetir em suas estratégias. Nesse sentido, é muito importante saber identificar o que agregará valor ao seu negócio e o que pode levá-lo a cometer os mesmo erros.

No entanto, não pense que o benchmarking é útil somente para “correr atrás do prejuízo”, ou seja, adotar medidas apenas depois que seus concorrentes o fizeram. Essa ferramenta, quando usada com inteligência, pode ser usada também para identificar tendências que permitem à sua empresa “sair na frente”. Porém, isso vai depender muito da qualidade dos dados coletados e do uso que você fará deles. 

COMO FAZER BENCHMARKING

Enfim, chegamos àquela parte em que você pega bloquinho e caneta para anotar todas as dicas que daremos a seguir. Se você chegou até este ponto do artigo, deve estar se perguntando como começar a fazer benchmarking em sua própria empresa. O primeiro passo, naturalmente, deve ser uma autoavaliação. Busque entender tudo sobre seu próprio negócio antes de olhar os concorrentes, inclusive seus problemas.

O próximo passo é identificar quais são as melhores empresas do seu segmento, aquelas que servirão de referência para a sua. Depois, é o momento da prática do benchmarking em si. Para ajudar você nesta parte, separamos três dicas:

Participe de eventos

Eventos são uma oportunidade de ouro para entrar em contato com outras empresas e descobrir como elas fazem o que fazem. Mas, antes de participar de algum, faça sua lição de casa: saiba quem irá participar, o que fazem as empresas que estarão presentes, quais contatos serão mais úteis para você. Quando estiver lá, converse com as pessoas, faça perguntas, tire suas dúvidas e construa pontes que possam render futuras visitas. Vários insights podem nascer desses contatos.

Visite outra empresa

Quer descobrir o que uma empresa concorrente faz para atrair mais clientes do que a sua? Visite essa empresa ou alguma loja que pertença a ela. Observe como ela trata seus clientes, como acontecem as negociações, e tudo mais que puder descobrir. Outra opção na mesma linha é visitar qualquer empresa que te inspire, independente do segmento que ela for. Se houver lições que podem ser tiradas dela e serem implantadas na sua, aproveite a oportunidade para aprender o que puder.

Faça pesquisa online

Praticamente todas as empresas estão presentes no meio digital, seja com perfis nas redes sociais ou em avaliações de consumidores, clientes e usuários. Você pode usar isso em sua estratégia de benchmarking. Estude o posicionamento online de empresas concorrentes ou que você admira, leia comentários e reclamações de clientes que já passaram por elas e absorva tudo. Certamente haverá algo que você possa aprender para adotar em seu próprio negócio, então aproveite a oportunidade.

Por: Luis Carvalho

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários no Facebook