Usuário

Informe abaixo os dados para a criação do usuário que será o administrador do sistema

Domínio

Crie um endereço exclusivo para sua empresa acessar o sistema de gestão MarketUP

CONTA CRIADA COM SUCESSO!

Para ativar sua conta e começar a utilizar o MarketUP, basta seguir as instruções enviadas para o e-mail abaixo, utilizado no seu cadastro de administrador.

OCORREU UM PROBLEMA!

Não foi possível, neste momento, completar sua solicitaçao e criar sua conta no MarketUP. Pedimos desculpas pelo ocorrido e solicitamos que tente novamente.

TENTAR NOVAMENTE
Crie sua conta em
1 Minuto
100% grátis

O que é “Fator R do Simples Nacional”?

MarketUP > Mercado  > O que é “Fator R do Simples Nacional”?
Como calcular o Fator IR ?

O que é “Fator R do Simples Nacional”?

Entenda em qual tipo de anexo sua empresa pode ser tributada

 

A vontade de montar o próprio negócio habita em muitos indivíduos que desejam investir e gerenciar as tomadas de decisão. Empreender e ter a própria empresa traz inúmeras vantagens, como controlar o próprio tempo ou definir o modelo de negócio aplicado. Entretanto, também há muitas responsabilidades que uma empresa requer. Entre algumas delas, está a necessidade de saber quais são os impostos da NFC-e ou o que é “Fator R do Simples Nacional”, por exemplo.

 

A consciência de tudo o que é tributado na empresa é critério básico para equacionar as contas e obter sucesso no empreendimento. Por isso, ficar atento a qual anexo a companhia se encaixa no regime tributário Simples Nacional é muito importante. E, claro, saber qual é a alíquota adequada para seu empreendimento pode trazer mais vantagens ao negócio.

 

O QUE É SIMPLES NACIONAL?

 

Simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e tributos. Lei complementar de 2006, é aplicável às microempresas e estabelecimentos de pequeno porte. Além disso, o Simples Nacional atinge todos os entes federados, como estados e municípios.

 

O QUE É “FATOR R”?

 

Esse cálculo é referente ao Simples Nacional e serve para que o empreendedor descubra se o negócio encaixa-se no Anexo III ou Anexo V. E em cada uma dessas categorias definidas aplica-se uma tributação distinta. Por exemplo: caso a empresa tenha uma porcentagem igual ou superior a 28% na razão entre folha de salários nos doze meses anteriores e a receita bruta acumulada também nos últimos doze meses, ela fará parte do Anexo III. Quando o “fator R” for menor que este valor, a tributação é feita pelo Anexo V.

 

COMO CALCULAR?

 

Para saber a porcentagem da sua empresa e qual o anexo é preciso fazer uma conta simples. Deve-se dividir o valor da folha de pagamentos dos últimos doze meses pelo faturamento obtido no mesmo período.

 

Ou seja: Salários de 12 meses / Receita bruta de 12 meses = Fator R

 

EM QUAL ANEXO PAGA-SE MENOS?

 

As empresas que estão no Anexo III pagam uma alíquota menor. Isso acontece porque esse grupo abrange os empreendimentos com “fator R” de no mínimo 28%. Ou seja, proporcionalmente, a diferença entre salários pagos e receita arrecadada é menor do que uma companhia do Anexo V (“fator R” menor que 28%).

 

Por isso, algumas empresas aumentam o “pró-labore” — remuneração paga a um administrador e que é diferente de salário. Com isso, aumenta-se a folha salarial e pode ser que seja paga uma alíquota menor. Porém, como toda ação tem uma consequência, é necessário ficar atento se o aumento do pró-labore vale a pena, já que ao aumentar este tipo de remuneração, também cresce proporcionalmente os impostos sobre ela, como o INSS.

 

POR: Rudiney Freitas

 

VEJA MAIS

> Como vender mais no Carnaval: 6 dicas para lucrar na folia

> O que é a Indústria 4.0? Como ela pode impactar no seu negócio?

> Mercado de franquias: vale a pena investir?

 

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    18
    Shares

Comentários no Facebook