Finanças e Tributos
26
abr

6 dicas para organizar as finanças das pequenas empresas

Toda empresa, grande ou pequena, está sempre preocupada com uma coisa – organizar as finanças e o dinheiro

A gestão financeira adequada é crucial para sobreviver a uma economia volátil e à concorrência da indústria. Especialmente as pequenas empresas precisam ter cautela organizar as finanças desde o início. Para organizar e administrar um negócio é preciso muito mais do que apenas uma boa ideia.

Toda empresa precisa de uma estrutura financeira que gere lucro para permanecer confiável. Os empresários precisam estar equipados com boas habilidades de gerenciamento de dinheiro para transformar seu empreendimento em uma história de sucesso.

No entanto, nem todos os empresários, são adeptos de lidar com as finanças. Mas isso não significa que a esperança está perdida. Aqui estão 6 dicas para organizar as finanças das pequenas empresas:

1.Eduque-se

Uma das primeiras coisas que você deve fazer é se informar sobre os vários aspectos das finanças. Para começar, aprenda a ler as demonstrações financeiras (se você ainda não sabe como).

As demonstrações contábeis contêm 4 detalhes essenciais – demonstração de fluxo de caixa, demonstração do resultado, balanço patrimonial e demonstração do patrimônio líquido. A demonstração do fluxo de caixa analisa as atividades operacionais, os investimentos e as entradas / saídas financeiras.

2.Finanças pessoais e empresariais separadas

Sempre mantenha suas finanças pessoais e comerciais separadas. isso implica obter um cartão de crédito comercial e colocar todas as despesas relacionadas a ele. Isso deve ajudá-lo a rastrear seus gastos e mantê-los no controle.

Você também fará bem em abrir uma conta poupança dedicadas ao seu negócio, em que você pode transferir uma certa quantia de dinheiro de cada pagamento que você recebe e gradualmente, construir um valor considerável. Esse dinheiro pode ser usado para pagar impostos.

3.Cortar custos

É importante que os empresários mantenham o controle de suas despesas sem prejudicar a satisfação do cliente. Isso, especialmente, vale para pequenas empresas.

Cada empresa suporta 2 tipos de custos – fixos e variáveis. Embora os custos fixos devam ser suportados, independentemente de a sua empresa estar ganhando dinheiro ou não, há margem para economias nos custos variáveis.

Por exemplo, em vez de comprar um software de marca caro, você poderia trabalhar com software gratuito, baseado na nuvem e de código aberto, o que é igualmente bom. Realize chamadas on-line gratuitas, videoconferências em vez de percorrer distâncias perdidas.

4.Invista em softwares de contabilidade baseados na nuvem

Enquanto você pode baixar um software de contabilidade regular para gerenciar suas finanças, ele nunca lhe dará o tipo de conveniência que um software de contabilidade baseado na nuvem pode.

O software baseado no web fornece insights em tempo real, já que a maioria permite que você armazene, atualize, rastreie e acesse dados de qualquer lugar em qualquer momento.

5.Monitorar e medir o desempenho

É crucial que você, como proprietário de uma empresa, acompanhe o movimento do seu dinheiro, especialmente quando grandes quantias estão envolvidas. Continue observando o desempenho financeiro de sua empresa em comparação com as demonstrações financeiras anteriores para projetar sua receita, despesas e fluxos de caixa futuros.

Estar ciente destes aspectos ajudará você a tomar decisões informadas para o seu negócio.

6.Contrate ajuda profissional

Todo mundo precisa de ajuda, especialmente um empreendedor iniciante interessado em fazer um enorme sucesso de seu empreendimento. Às vezes, vale a pena contratar os serviços de um especialista, mesmo que seja em meio período. Eles podem ajudá-lo a determinar onde está sua empresa, aonde está inda, usando e analisado seus dados. Certifique-se de contratar alguém que você confia.

Seja planejamento tributário para o próximo exercício financeiro ou pagamento para o ano corrente, sua especialização pode ser um grande passo para guiá-lo e lhe trazer tranquilidade.

Conclusão

Embora possuir e administrar seu próprio negócio possa ser emocionante, também pode ser estressante, especialmente quando se trata de lidar com finanças de maneira lucrativa. Não permita que sua empresa sofra devido à má administração do dinheiro. Mantenha as dicas acima em mente e dê a sua empresa um futuro brilhante.

 

Autor:

MarketUP

Essas são as informações do autor que postou esse conteúdo muito interessante.