Últimas postagens

Ver todos

Empresa brasileira oferece R$500 milhões para financiar projetos

Mecanismo lançou uma nova linha de crédito que dá apoio às empresas que investirem em projetos de pesquisa e desenvolvimento

O novo procedimento da Finep – Empresa pública brasileira de fomento à ciência, tecnologia e inovação, prevê taxas de juros menores e prazos de carência mais longos. O dinheiro estará disponível para aquelas empresas que se enquadrarem nos requisitos.

Ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, a Finep financia tanto empresas quanto universidades. Os recursos disponíveis são derivados da própria instituição. Foi informado ainda que caso seja necessário o orçamento, de R$ 5 milhões, será ampliado.

O presidente da Finep, Marcos Cintra, disse durante o lançamento do projeto na sede da Federação das indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que isso é um grande avanço para as empresas brasileira. “Na Coréia 80% dos pesquisadores estão nas empresas. No Brasil é o inverso, são só 20%. Os outros 80% estão nas universidades ou nos laboratórios públicos”. Cintra ainda destacou que a Finep está oferecendo recursos de longo prazo (16 anos, no máximo), barato e acessível às empresas para elas desenvolverem os seus projetos de inovação, desde que tragam o meio acadêmico para o desenvolvimento.

Ainda segundo o presidente, na maioria das vezes, as empresas não geram ideias inovadoras porque os pesquisadores não são contratados. Paralelamente, pesquisadores preferem mais suas teses e estudos e não trabalhar em projetos dos setores produtivos. “Esse programa faz com que a empresa diga ao pesquisador o que ela precisa e pague o pesquisador para desenvolver o produto”, comenta.

Muitas empresas não tinham conhecimento desta linha de crédito, até a divulgação do projeto que ocorreu no final de outubro. “Acredito que diversas áreas de negócios menores comecem a se interessar a partir da divulgação do programa”, afirma Cintra.

Aprenda a fazer uma análise financeira eficiente em curso gratuito do SEBRAE

Fonte: Thinkstock

Fonte: Thinkstock

Uma análise financeira competente é a ferramenta essencial para que o empreendedor seja capaz de determinar estratégias pertinentes de crescimento. Entretanto, muitos empresários têm dificuldades de elaborar boas avaliações sobre a saúde das finanças de seu negócio – e esta dificuldade torna-se ainda mais evidente quando nos referimos a pequenos empreendimentos.

Caso você se encontre no grupo de pequenos empresários que possui problemas em relação ao controle financeiro de sua empresa, uma boa opção é realizar o curso de Análise e Planejamento Financeiro oferecido pelo EAD SEBRAE. Inteiramente gratuito, o programa de estudos se divide nos seguintes módulos:

MÓDULO 1 – ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DA EMPRESA

Unidade 1 – Análise financeira

Unidade 2 – Investimentos

MÓDULO 2 – PROJETAR O FLUXO DE CAIXA

Unidade 1 – O caixa da empresa

Unidade 2 – Fluxo de caixa

Unidade 3 – Analisando os resultados do fluxo de caixa

MÓDULO 3 – FATORES QUE INFLUENCIAM O PLANEJAMENTO

Unidade 1 – A importância do planejamento

Unidade 2 – Analisando os fatores externos

Unidade 3 – Fatores internos da empresa

MÓDULO 4 – DEFINIÇÃO DE METAS COM BASE NOS RESULTADOS GERENCIAIS

Unidade 1 – Estrutura gerencial de resultados

Unidade 2 – Análise e projeção de resultados

Unidade 3 – Análise de sensibilidade

Unidade 4 – Indicadores de desempenho

Voltado essencialmente para pequenos empresários, o curso tem duração equivalente a 15 horas, o empreendedor terá 30 dias para realizar o curso após se matricular. O curso se adequa ao espírito SEBRAE, sempre em busca de oferecer soluções para as MPEs brasileiras.

Para acessar o curso e verificar mais informações acesse o link do EAE Sebrae:

http://www.ead.sebrae.com.br/tenho-uma-microempresa/apf-analise-e-planejamento-financeiro/

Por: Redação MarketUP

Fonte: Sebrae