Últimas postagens

Ver todos

3 dicas de franquia para investir com menos de R$20 mil

Acompanhe estas dicas de franquia para investir em um negócio com valores inferiores à R$ 20 mil reais de gastos

Se a pessoa tem o sonho de empreender, mas não chegou a desenvolver um plano de negócios para isso, uma dica é investir em microfranquias, que são opções cujo modelo de negócios já foi amplamente testado, portanto oferece risco muito pequeno. Acompanhe nossas dicas de franquia, pois algumas apresentam investimento abaixo de R$ 13 mil, o que torna o sonho acessível para quem pretende usar o décimo terceiro.

 

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), cerca de 82 milhões de trabalhadores foram beneficiados com o 13º salário em 2017, um aumento de 4,7% na comparação ao ano passado.

 

Ao todo, R$ 200,5 bilhões foram injetados na economia brasileira. Aos que não comprarão presentes de fim de ano ou pagarão dividas, uma opção é o dinheiro em negócio próprio, de baixo investimento e baixo risco: as microfranquias.

 

O que é uma microfranquia?

 

Considera-se microfranquia quando o investimento inicial não ultrapassa R$ 80 mil, sendo que dentro desse grupo existem bandeiras que custam até 70% menos que esse valor. A Seguralta, única no franchising que oferece serviços de corretagem, é um exemplo.

 

O modelo home based (quando o franqueado trabalha em casa) custa R$ 16.500. Este é um formato que tem atraído a atenção de empreendedores devido aos valores acessíveis, a fácil manutenção do negócio e economia com gastos de ponto comercial. Não surpreende que das 550 franquias vendidas da Seguralta, boa parte seja do tipo home.

 

Mais dois exemplos: Evolute Cursos Profissionalizantes, rede de escolas de cursos voltados para a nova classe média brasileira, em que o investimento inicial pode ser de R$ 18 mil; e Sr. Computador, especializada em manutenção de computadores, tablets e acessórios.

 

Confira os detalhes de cada bandeira:

 

Nome: Seguralta Franchising

Investimento inicial: R$ 16.500

Taxa de franquia: R$ 16 mil

Royalties: 25% sobre o faturamento mensal

Taxa de propaganda: Isento

Retorno do investimento: 6 a 12 meses

Faturamento mensal bruto: R$ 8 mil

Site: www.franquiaseguralta.com.br

Nome: Evolute Cursos Profissionalizantes

Investimento inicial: de R$ 18 mil a R$ 50 mil

Taxa de franquia: de R$ 9 mil a R$ 21 mil

Royalties: R$ 160 mensais por computador com sistema de ensino instalado

Taxa de propaganda: Isento

Retorno do investimento: de 12 a 24 meses

Faturamento mensal bruto: R$ 50 mil

Site: www.evolutecursos.com.br

Nome: Sr. Computador

Investimento inicial: R$ 13 mil

Taxa de franquia: R$ 12.500

Royalties:

• Um salário mínimo no primeiro ano

• Dois salários mínimos a partir do segundo ano

Taxa de propaganda:

• 25% de um salário mínimo no primeiro ano

• 50% de um salário mínimo a partir do segundo ano

Retorno do investimento: de 8 a 12 meses

Faturamento mensal bruto: R$ 20 mil

Site: www.srcomputador.com.br

 

Por: Damaris Lago

Franquia: passo a passo para abrir a sua

Invista seu dinheiro com segurança e aproveite as vantagens de se abrir uma franquia testada e aprovada

O fato de se investir em uma franquia testada e aprovada leva cada vez mais brasileiros a entrar no ramo. A cada ano, aparecem cerca de 300 redes franqueadoras e de 9 a 10 mil novos franqueados, isso de acordo com o livro “Como abrir uma franquia sem entrar numa fria”.

Diego Simioni, diretor geral da Franquiaz, consultoria especializada em franquias, explica que entre os pontos de atração para o setor, está a segurança do investimento em uma marca consolidada, facilitando o início da operação e a captação de novos clientes. “Além de prover a marca, a franqueadora garante ao franqueado o know-how para gerir o negócio”, diz.

As franquias também apresentam segurança na crise financeira: enquanto 24% dos negócios independentes de pequeno porte não completam dois anos, segundo dados do Sebrae, quando falamos de franquias a taxa de mortalidade é bem menor. Em 2014, por exemplo, apenas 3,7% das unidades fecharam.

Para garantir o seu sucesso, o empreendedor não precisa somente arcar com os investimentos iniciais e possíveis treinamentos. É necessário ter disciplina para seguir manuais e padrões, entender o seu valor para a rede e se comprometer com a marca.

Acompanhe algumas dicas iniciais para você que quer abrir uma franquia ainda em 2018:

Se auto avalie

A primeira coisa é não ter em mente que ao comprar uma franquia, haverá menos trabalho. Existe a ajuda da franqueadora, mas no fim você é quem vai ficar à frente do negócio. Condições financeiras também são importantes, claro, é possível fazer uma análise de seu equilíbrio através de suas finanças pessoais.

Se você não tem experiência em gestão, não há problema, treinamentos fornecidos por franqueadores dão informações sobre o controle das receitas e gestão de softwares.

Selecione os setores de seu interesse

É recomendado fazer uma lista dos segmentos que você tem mais afinidade e se imagina na liderança. É ideal pensar no quanto o empreendimento pode lucrar e o que desperta interesse, porém, é importante pensar também no segmento que mais se gostaria de estar envolvido.

Leve em conta fatores como: competitividade, lucratividade, perspectivas e potencial.

Pesquise bastante

Para saber mais sobre o mercado de franquias, faça uma pesquisa em sites apropriados como o da Associação Brasileira de Franchising. Evite modismos, eles são passageiros e vão embora como aparecem, como foi o caso das “paletas mexicanas”. De acordo com a ABF, os dois setores mais lucrativos são: negócios, serviços e outros varejos.

Faça um estudo de campo

Se você já escolheu a sua marca, visite as franquias concorrentes e procure analisar a qualidade dos produtos. Alguns requisitos obrigatórios para estudo são: investimento, tempo de retorno, custos operacionais, faturamento médio, lucro esperado, prazo do contrato, ticket médio, diferenciais, apoio e suporte.

Circular de Oferta de Franquia (COF)

Aqueles candidatos que possuem os requisitos para ter uma franquia recebem a Circular de Oferta de Franquia (COF), contendo os direitos e deveres do franqueado e do franqueador. No documento, se encontram informações relevantes para avaliar a viabilidade do negócio, coisas como o investimento inicial e as taxas cobradas.

A Lei de Franquias determina que a compra de uma franquia só pode ser efetivada 10 dias após o recebimento da COF, o que garante mais segurança ao investidor.

Converse com franqueados

Escolha pelo menos cinco franqueados para conversar, uma amostra razoável para ter uma opinião consistente. É importante ainda que estes franqueados estejam em diferentes estágios do negócio.

Faça as contas

Para ter direito de usar a marca, é dever do franqueado pagar a taxa de franquia no momento de assinatura do pré-contrato. Considere o aluguel do ponto, que nem sempre é embutido nos valores de investimento.