Capital de giro: o que é, por que ele é importante e como administrá-lo

Você que possui e administra o seu próprio negócio, ou que pensa em investir em um novo empreendimento, provavelmente já ouviu falar em capital de giro. Em termos simples, o capital de giro nada mais é do que o dinheiro necessário para manter a sua empresa funcionando e garantir que ela siga operando no futuro. O seu cálculo leva em consideração valores como o dinheiro que seu negócio tem em caixa e em suas contas bancárias, suas contas a receber, entre outros. 

É a partir do capital de giro que você, gestor, determina os recursos financeiros disponíveis para que a empresa cumpra seus deveres e faça novos investimentos mesmo em cenários menos positivos. Ele garante, em última instância, a saúde financeira do seu negócio. Mas como descobrir qual é o valor do seu capital de giro?

O modo mais simples de calculá-lo para um determinado período de tempo — por mês, por exemplo — é primeiramente somar todas as contas que tem a receber com o valor que possui em estoque (em caixa, no banco, etc) nesse intervalo de tempo. Em seguida, subtrai-se desse montante as contas a pagar e os valores que sua empresa deve pagar em impostos e despesas no geral. Ao final, você tem seu capital de giro.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Confira cinco dicas do Sebrae para controlar o seu capital de giro e garantir a segurança e a saúde financeiras do seu negócio:

Identifique e reduza gastos

Um bom ponto de partida é avaliar os seus custos periódicos — mensais, trimestrais ou semestrais, a depender de como é feito o controle financeiro do seu negócio. A partir desse pente fino, é possível descobrir quais desses gastos podem ser diminuídos, ou até mesmo cortados. Reduzir o volume de dinheiro que sai do seu caixa é uma ótima forma de garantir a preservação da sua saúde financeira. Lembre-se de ficar sempre atento ao fluxo de caixa e manter as finanças em dia, pois empresas muitas vezes fecham as portas pela má administração do capital de giro.

Tenha disciplina

Outro importante hábito a ser cultivado é não utilizar o seu capital de giro para cobrir despesas ou dívidas, principalmente se deixar de repor a mesma quantia quando entrar dinheiro em caixa. Usar esse artifício pode ser o início de uma espiral que levará ao comprometimento financeiro da sua empresa. Seja “chato” com o seu controle de entradas e saídas, reduzindo possíveis riscos no futuro.

Saiba negociar com fornecedores e clientes

A negociação com parceiros e compradores também é uma forma de controlar melhor o seu capital de giro. Converse com seus fornecedores e procure formas de pagamento que sejam mais confortáveis para você e sua empresa, seja com o aumento de prazo ou com desconto à vista, por exemplo. Já em relação a seus clientes, tente sempre que possível reduzir os prazos de financiamento. Essa nem sempre é uma opção viável, principalmente porque seus concorrentes podem oferecer condições de pagamento melhores que a sua — mas vale a avaliação e a tentativa, não é mesmo?

Antecipe pagamentos a receber

O adiantamento dos valores que seu negócio tem a receber também pode ser uma opção para ter mais dinheiro em caixa. Para isso, basta procurar seu banco ou instituição financeira e receber deles os pagamentos que cairiam na conta da sua empresa somente no futuro. Esse recurso, contudo, deve ser usado com bastante cautela. Fique atento às taxas de juros cobradas por esse serviço e veja se realmente vale a pena para o seu negócio ou se é faz mais sentido aguardar para receber esses valores.

Faça um empréstimo

Por fim, caso a sua empresa precise pagar dívidas e não tenha dinheiro em caixa, um financiamento ou empréstimo pode ser uma alternativa. Aqui, o planejamento é essencial: não procure esse serviço se seu negócio não possui garantias futuras para quitá-lo. Também é importante pesquisar os menores juros do mercado e não fazer dessa alternativa um hábito. E, para o futuro, corrija os procedimentos de compra e venda para conseguir ficar no azul com seu capital de giro sem precisar recorrer a meios como esse.

Gostou do conteúdo? Fique de olho no Canal PME para entender mais sobre todos os principais temas do mercado e conhecer em primeira mão as novidades da MarketUP! Aproveite também para acessar o nosso site, conhecer mais sobre os nossos produtos e serviços e criar sua conta 100% gratuita.

Redação MarketUP