PME: 5 dicas para ter sucesso na sua primeira empresa

Não é preciso empreender para conhecer as práticas essenciais da gestão de negócios para obter sucesso

Pensando nisso, o site EXAME conversou com alguns empreendedores e elencou os conselhos mais essenciais para criar um bom empreendimento. Eles vão desde elaborar um plano de negócios certeiro até controlar indicadores importantes das finanças empresariais.

Acompanhe, 5 dicas para alcançar o sucesso na sua primeira empresa:

1.Conheça a si mesmo

A primeira dica para abrir um negócio próprio é fazer um processo de autoconhecimento – saber qual é o seu perfil e como ele pode se relacionar com sua futura empresa. Diogo Amato, fundador da rede de cuidados com estofados Doutor Sofá, em entrevista para a EXAME elenca algumas perguntas que você deve se fazer no processo de autoconhecimento.

“Tenho conhecimento dessa área? Vejo-me trabalhando nesse segmento daqui a cinco anos? Qual é a necessidade de tempo que esse negócio exigirá de mim. Essas são perguntas de grande importância e suas respostas podem lhe dizer se está, ou não, no caminho certo”, afirma. A Doutor Sofá faturou cerca de 1 milhão de reais em 2017.

2.Defina sua principal contribuição ao negócio

Reconhecer qualidades e pontos a melhorar não apenas ajuda a decidir qual empreendimento tocar, mas também a definir em qual área você será mais estratégico para sua empresa – o que aumenta as chances de sucesso do negócio como um todo. Se você é experiente em desenvolvimento de produto, por exemplo, pode ajudar a desenvolver uma experiência do usuário incrível.

“Sem essa percepção, você ficará como mais um funcionário da sua própria empresa, apenas apagando incêndios. Dificilmente você terá a visão para crescer seu negócio e obter sucesso”, afirma Meriellin Albuquerque, do empreendimento de desenvolvimento de mulheres Todas em Uma. O negócio faturou 150 mil reais em 2017.

3.Tenha uma proposta de negócio simples

Você consegue explicar sua ideia de negócio em poucas palavras? Se não consegue, provavelmente será difícil conquistar clientes – e talvez você tenha de refletir mais sobre qual problema sua empresa resolve e de qual forma.

“Tenha diferenciais de mercado que sejam fáceis de serem compreendidas pelo público alvo. Se tiver que explicar muito quais são seus pontos fortes, é provável que tenha dificuldade de aceitação, afirma Bruno Magalhães, CEO da rede de franquias Grupo Odontológico Unificado. Com investimento inicial de 1 milhão de reais, o negócio faturou 50 milhões de reais no ano passado.

4.Faça um bom plano de negócios e mantenha-se focado

Após uma ideia, o próximo grande passo para criar uma empresa é elaborar um plano de negócios. Ele deve conter aspectos como formas de receita e de despesas, quantidade de funcionários, estratégia de vendas e previsão de alcançar o ponto de equilíbrio financeiro, por exemplo.

“O plano de negócios nada mais é do que um grande roteiro sobre tudo aquilo que vai acontecer, desde a realização do pré-operacional até o dia a dia do negócio em si”, afirma Paulo Conrad, da rede Restaura Jeans, que faturou 86 milhões de reais em 2017. “O plano de negócios não serve para ter certeza de que tudo dará certo, mas, para minimizar os riscos de insucesso.”

Mas como elaborar esse roteiro na prática? Marcelo de Freitas, da Academia do Rock, lista algumas perguntas a serem respondidas. O faturamento da rede de escolas de música foi de 1,4 milhão em 2017.

“Responda: quanto eu preciso investir, qual a necessidade de capital de giro e quais são os meus custos fixos? De quantas pessoas eu preciso para iniciar as operações e em quais funções? O que eu faço diferente, melhor ou com um custo bem mais baixo que do meu concorrente e como eu comunico isso? E, por fim, como eu posso melhorar meu resultado?”

5.Pense grande, mas comece pequeno

Muitos empreendedores de primeira viagem querem que seu negócio comece perfeito. Porém, ter um escritório pomposo ou criar um site extremamente bem desenvolvido não são investimentos baratos. Quem já obteve sucesso com seus negócios recomenda começar pequeno, ainda que suas ambições sejam grandes.

A marca de brindes e lembranças comestíveis Give a Gift Gourmet foi fundada em 2011, com apenas 5 mil reais. O negócio faturou 125 mil reais em 2017, atendendo clientes como HP, Itaú e Porto Seguro.

“O importante é aprender a crescer com segurança e solidez. Assim, caso ocorram erros, eles serão em tamanhos contornáveis”, afirma a CEO e chef Luciana dos Santos. “Tanto o empresário quanto a empresa se tornam maduros para conquistar mercados cada vez maiores, o que também é importante para consolidar parcerias com os fornecedores certos e para atender clientes maiores com segurança.”

Fonte: EXAME