Últimas postagens

Ver todos

Expectativa dos PMEs é de aumentar vendas na Copa

Próximo do começo da Copa, empresários apostam no crescimento do movimento no Comércio e Serviços

A alguns dias da Copa do Mundo, o otimismo do brasileiro não está depositado apenas na seleção, mas também nas vendas que começam a crescer com a aproximação do início dos jogos.

A expectativa de vendas aumenta nos pequenos negócios, principalmente do comércio de vestuário e enfeites, além de serviços. Apesar de ser uma competição sazonal, a Copa do Mundo é ainda um dos momentos em que os pequenos negócios do varejo costumam aumentar suas vendas, reforçar o estoque ou até contratar funcionários temporários, como acontece com bares e restaurantes.

Exemplos de empreendedores em época de Copa do Mundo

Thailini Paloschi, moradora de Águas Claras, no Distrito Federal, aproveitou a licença maternidade para unir o útil ao agradável. Sem ficar distante da filha de três meses, a administradora passou a vender uniformes da Seleção Brasileira pela internet.  O negócio superou suas expectativas. “Deu mais do que certo e já na primeira demanda não consegui atender todo mundo”, diz ela.

Quando se trata de souveniers as crianças são os principais clientes de Daniel Moura dos Santos, em sua banca na Feira dos Importados, em Brasília. “É inevitável que o os meninos levem uma camisa da Seleção Brasileira”, conta Moura.

“São as micro e pequenas empresas que levam o País adiante, pois geram emprego e renda, além de serem as que estão mais perto da sociedade, com quem mantém maior contato pessoal, direto. Sem dúvida, grandes eventos, como a Copa, representam excelentes oportunidades para os pequenos negócios ”, afirma a diretora técnica no exercício da presidência do Sebrae, Heloisa Menezes.

Dias antes – Daniel afirma que as vendas estavam aceleradas, mas em decorrência da manifestação dos caminhoneiros, o movimento caiu. Porém, ele ressalta que poucos dias antes da competição as vendas aceleram. “Se o Brasil passar para as outras fases da Copa, com certeza vamos vender muito bem”, observa o vendedor, avaliando que muitas pessoas ainda não estão comprando produtos ligados à competição por causa da derrota do Brasil em 2014. “Mas isso passa”, brinca Daniel.

Estimativas

Os PMEs devem lucrar nas áreas do Comércio e Serviços, setores que também abriram maior número de vagas de trabalho. No 1º quadrimestre de 2018, o saldo acumulado foi de 293 mil novos empregos, quase 10 vezes maior que os postos gerados pelas médias e grandes empresas neste mesmo período e 88,4% acima do saldo registrado por eles no mesmo período do ano passado.

Bons ventos – Em março de 2018, o volume do comércio varejista mostrou expansão de 6,5% na comparação com igual mês do ano anterior, décima segunda taxa positiva seguida, sendo esse avanço o maior desde abril de 2014 (6,7%).

Veja algumas dicas do Sebrae para os pequenos negócios no período da Copa:

Segmentos mais diretamente envolvidos:

  • Bares e restaurantes: Prepare-se para definir e divulgar fortemente (inclusive      pelas redes sociais) programação para os jogos do Brasil e de outros      grandes confrontos. Ambiente fechado, serviços, TVs…
  • Hotéis e pousadas: Busque incluir nos pacotes a programação dos jogos;
  • Moda:  Procure dar visibilidade total ao verde e amarelo, combos, kits para      vendas adicionais, grade completa (cores/tamanhos);
  • Lojas de material esportivo: Idem + foco na modalidade futebol;

Atenção!

  • Time vendas: Engajado (treinamento específico para realizar vendas simultâneas;      majoração de comissões no período operação ganha/ganha); Bem identificados  (fantasia criativa); focados em soluções;
  • Local: Organizado (velocidade significa + vendas); loja ornamentada; proporcionar      experiência positiva (sons, aromas, serviços adicionais correlatos);
  • Jornada do  cliente: Desde o contato/momento zero com o cliente até um eventual pós-venda com muita fluidez e sem fricção (dificuldades no pagamento, devolução de mercadoria, etc.)
  •  Fidelização: Busque alternativas de fidelização pós Copa, estratégias para que o      cliente transforme-se em um seguidor do seu negócio que eventualmente conheceu durante a copa;
  • Compras: Só vende bem quem compra bem, prepare-se para compras conjuntas com      empreendedores do mesmo segmento, compras maiores aumentam o poder de barganha junto ao fornecedor;
  • Reposição de  estoques: Prepare-se para atender a um grande volume de vendas; muitas distribuidoras ainda não restabeleceram seus padrões de normalidade em  função da greve de caminhoneiros.

Fonte: Agência Sebrae Notícias

Google vai mostrar comércios que passarem jogos da Copa

As Tecnologias do Google para a Copa foram desenvolvidas com a ajuda de brasileiros, diz diretor de engenharia da empresa

O Diretor de Engenharia do Google, Berthier Ribeiro-Neto, mostrou novidades que a Google terá a para a Copa do Mundo de 2018. A Google vai mostrar no mapa onde ficam os bares e restaurantes que exibirão os jogos da Copa 2018.

Como será fornecida a informação

Os próprios estabelecimentos deverão fornecer este dado, assim que ativarem a opção “bom para assistir esportes” em seus perfis do Google Maps. Esses lugares serão indicados como o ícone de uma bola de futebol.

É possível também ver na plataforma de mapas do Google se o lugar vai transmitir as partidas. Uma vez que esse detalhe estiver dentro das plataformas do Google, será possível descobri-la de outros jeitos.

Bastará digitar no mecanismo de busca “Lugares próximos que exibirão jogos da Copa” ou perguntar por isso no Google Assistente, e a resposta será dada em forma de uma lista com as possível opções.

Outra opção para descobrir novos locais para ver jogos da Copa é a aba “Explorar”, que reunirá um conjunto de opções selecionadas pelo Guia da Semana em 13 cidades pela América Latina.

A Copa do Mundo e as novas ferramentas da Google

Durante o evento esportivo, o buscador ficará repleto de pesquisas a respeito do torneio. Como a maior parte da receita da empresa vem de anúncios publicitários, eles aproveitam esta hora para faturar.

Então, a empresa reforçou seu tratamento dado às informações exibidas nas ferramentas de busca sobre os times da Copa. Aquele que buscar por um país em específico vai vera as estatísticas, os próximo jogos, últimas notícias e vídeos de cobertura oficial. Durante as partidas, as informações mudar]ão em tempo real, entrarão em cena lances do jogo, expulsões, cartões e gols.

google-marketup-copa 2018

Quem tiver smartphones Android, o sistema operacional do Google, possível fixar um placar eletrônico na tela do celular para acompanhar os jogos que estiverem acontecendo.

“Dessa forma, enquanto você vê o Brasil jogar, vai poder ficar de olho na partida da Argentina. Sabe como é, né”, brincou Berthier Ribeiro-Neto, diretor de engenharia do Google para América Latina.

Segundo o executivo, o Google deslocou engenheiros do Brasil para criar essas ferramentas. A ideia era envolver no projeto “engenheiros que vivem o futebol”. Ele conta que tiveram de ir até a sede da empresa, na Califórnia, nos Estados Unidas, para mostrar a relevância do evento. “Quando você olha o mundo, tem futebol de um lado e todos os outros esportes combinados de outro.”

Fonte: G1 Globo

Copa do Mundo: aproveite esta época e fature muito

A Copa do Mundo, como qualquer data sazonal, costuma estimular o consumo de certos produtos específicos

A cada quatro anos todo o planeta se volta para a Copa do Mundo de Futebol que neste ano de 2018 acontecerá na Rússia. O evento já começou a tomar as notícias e os pensamentos das pessoas, assim como os comércios e diversos segmentos também trabalham em vender mais nesta época do ano.

Ao contrário de muitos comércios, que buscam parar na Copa, você pode aproveitar este momento e conquistar uma renda extra, de modo que este um mês comemorativo pode servir para gerar a vontade de compras dos clientes.

Outro modo é instigar a compra dos consumidores quando a Copa do Mundo acabar, porque muitas pessoas apenas guardam dinheiro para poder gastar depois das festividades, é bom pensar nelas também.

Pensando nisto separamos certas dicas para conseguir vender nesta época do esporte mundial, recomendamos seguir aquelas dicas que mais se enquadram com o seu perfil de empreendimento:

1.Faça “promoções da Copa do Mundo”

Não busque vender apenas camisetas do Brasil e televisões, que por acaso são produtos que mais vendem. Seja criativo, dê um desconto para produtos dependendo de resultados específicos, busque se planejar neste caso. Faça combos de produtos com descontos, ou com a metade do preço com nomes que têm a ver com o evento.

2.Faça networking com seus clientes

É bem provável que o faturamento não seja favorável nessa época, isso já é um aviso. Então, aproveite o momento de mais tranquilidade e busque um contato maior com seus clientes e funcionários também (por que não?).

Libere seus funcionários mais cedo e chame seus melhores clientes para assistirem o jogo do Brasil na sua empresa. Desta maneira o jogo da Copa pode servir para trocar contatos e ainda garantir vendas futuras. Se em todos os jogos você chamar pessoas diferentes, na final sua empresa terá muita gente para comemorar o futuro hexa do Brasil!

3.Inclua produtos que são “tendência”

Vuvuzelas, chapéus decorativos, bandeiras do Brasil e coisas afins podem ser incluídas em seu inventário. não em muitas quantidade, claro, mas sim o suficiente para que você garanta uma renda extra.

Venda lembrancinhas, podem até ser chaveiros, artesanatos, o mascote da Copa de pelúcia e objetos ligados a jogadores. Busque aproveitar qualquer chance que estiver ao alcance.

4.Decoração

Se você possui um e-commerce trabalhe no visual do seu site. De modo que, fique no clima da Copa do Mundo. Se possui uma loja física, faça o mesmo, coloque bandeiras, fitas, faça um banner sobre alguma promoção relacionada e coloque na vitrine. Com certeza fazer isso vai acabar atraindo mais clientes.

5.Comece a trabalhar a sua argumentação

Uma das desculpas mais usadas nesta época é que a Copa do Mundo não é uma boa data para fazer compras. Isso não é uma objeção que se aceite. Caso isso ocorra, busque aumentar o prazo de pagamento, dar um desconto maior devido à festividade ou alargar o parcelamento.

Pense que nem para todos é uma época ruim para vender, alguns faturam e muito. As vezes as desculpas dos consumidores é apenas uma forma defensiva dele dizer que não confia em você ou no produto. Sabendo disso, seja agressivo com respeito e mostre para o seu cliente a necessidade dele comprar com você.

Fontes: Blog Agendor  e E-commerce de Sucesso

 

Cinco dicas para aumentar as vendas na Copa do Mundo

Fonte: Thinkstock

Leia as dicas e faça download da cartilha Venda Melhor do Sebrae Nacional

Segundo o site do Governo Federal, mais de 600 mil turistas estrangeiros vindos de 186 países viajarão pelo país durante a Copa do Mundo. Além disso, 3,1 milhões de brasileiros se espalharão entre as sedes do mundial, aumentando ainda mais o fluxo turístico no país.

Todo este contingente de pessoas pode movimentar cerca de 6,7 bilhões na economia nacional, de acordo com previsão divulgada no site do governo “Copa 2014”.  Ainda dá tempo de aproveitar o potencial de consumo dos visitantes apaixonados por futebol! Neste sentido, separamos seis dicas do Sebrae Nacional para que você possa aumentar as vendas do seu negócio e aumentar seus lucros enquanto torce para a seleção canarinho.

1 – Mix de produtos

Busque conhecer os desejos do público que você deseja atrair no período da Copa. Tenha em mente quais os produtos podem ser chamarizes e leve em conta o estoque – tomando cuidado para não comprar demais ou perder uma venda por falta de itens –, acompanhando-o de perto para ter tempo de fazer ajustes de curto prazo, de modo a aumentar lucros ou evitar prejuízos.

2 – Vitrine

Seja criativo na decoração de sua loja. Não caia no óbvio de usar apenas as cores da seleção brasileira. Já que seu objetivo é atrair também os clientes estrangeiros, use as cores dos 32 participantes do evento, e invista nos adereços, mascotes e bandeiras das outras seleções – que também podem ser itens de venda interessantes para o período.

3 – Equipe

Seus funcionários precisam estar alinhados para atender um público específico. Motive-os a vender mais, incentive o espírito de equipe, e crie premiações para os mais empenhados. Caso seu aumento nas vendas exija, contrate funcionários temporários para auxiliá-lo durante o evento.

4 – Divulgação

Um dos pontos que merece maior investimento durante a Copa é a divulgação, afinal, não adianta ter uma decoração atraente, equipe alinhada e um bom estoque de produtos, se você não conseguir chegar de modo eficiente aos turistas presentes no mundial. Use os meios de comunicação mais acessados pelo seu público, não abra mão das redes sociais e crie um breve planejamento de comunicação para os dias restantes da Copa.

5 – Informe-se!

Uma boa maneira de melhorar as vendas de seu negócio é buscar o suporte de especialistas e leitura focada na preparação para a Copa do Mundo. O Sebrae Nacional disponibilizou uma cartilha com o aprofundamento dessas e de outras dicas para que você concentre seus esforços no potencial de consumo dos turistas apaixonados por futebol. Faça o download do arquivo aqui, aumente seus lucros, e, claro, não deixe de torcer pelo Brasil!

Por: Redação MarketUP

Fonte: Sebrae Nacional

Veja sete orientações para curtir a Copa sem problemas financeiros

Fonte: Thinkstock

A ocasião já está mexendo significativamente com a economia do país e, por isso, os brasileiros devem se planejar para esse megaevento, que tem início daqui há menos de um mês.

Nesse período, a população estará focada nos jogos, em ritmo de comemoração, o que significa aumento de gastos, desde compra de eletrônicos – como uma TV nova, por exemplo – até alimentação. Segundo o educador financeiro DSOP Reinaldo Domingos, autor do bestseller Terapia Financeira, é preciso ficar atento para que um único período não desequilibre toda uma vida financeira.

Evitando que, o que era para ser diversão, se torne o ponto de desequilíbrio da vida das pessoas, contribuindo para o aumento dos índices de endividamento e inadimplência do país. “Para evitar complicações com o dinheiro, o primeiro passo é saber da real situação financeira em que se encontra. Se você não tem controle da sua condição financeira, como poderá se comprometer com algum gasto?”, comenta Domingos.

Grande parte da população não é educada financeiramente e, por esse motivo, tem dificuldade em organizar as finanças. Então, após tomar ciência da condição financeira, há outros pontos a serem levados em consideração. É preciso ponderar, pois, caso contrário, se for tomado pela animação do momento, acabará comprando mais do que pode e precisa. “Copa é momento de alegria e festa, mas não pode ser sinônimo de endividamento”, ressalta o educador.

Caso não haja essa preocupação agora, as consequências poderão ser negativas e duradouras, comprometendo o orçamento financeiro pessoal/familiar durante meses. Além disso, não se pode esquecer que, daqui dois anos, o país será palco de mais um grande evento esportivo: as Olimpíadas. Portanto, esse é um ótimo momento para já começar a se educar financeiramente, mudando os hábitos com relação ao uso e à administração do dinheiro.

Veja algumas orientações do autor do livro Terapia Financeira:

1. Caso não tenha conseguido ingressos para assistir os jogos da Copa, não cometa loucuras, pagando exorbitâncias para cambistas. Além de ser um crime, há o risco de ser falsificado e dos valores descontrolarem as contas da família;

2. Pense duas vezes antes de viajar para outra cidade, principalmente se essa for sede de algum jogo, pesquise com antecedência passagens e estadia. Os preços já estão exorbitantes e ficarão ainda maiores para quem deixar para a última hora;

3. Estabeleça valores a serem gastos no período, separando uma quantia que não trará grande impacto no orçamento dos próximos meses;

4. Uma boa pedida é se planejar com antecedência para assistir aos jogos com amigos. É preciso levantar o que será servido: bebidas e comidas, quanto será investido de dinheiro e, então, dividir com todos. Esse é um evento coletivo, não só para os jogadores, mas também para os que assistem e curtem;

5. Não é por causa da Copa que precisa trocar todos os eletrônicos (TV, computador, celular, som, etc.). Acalme-se e nada de ansiedade, talvez, este momento não seja uma boa hora para isso. Mas, se realmente achar necessário, pesquise na internet e em diversas lojas em busca do melhor preço;

6. Comprar produtos relacionados ao evento é interessante, todavia é imprescindível controle, nem tudo é necessário, e muitos consumidores gastam muito dinheiro em coisas sem significado nenhum. É importante ter em mente que o descontrole financeiro geralmente ocorre nos pequenos gastos;

7. Não se esqueça, depois da Copa, o Brasil ganhando ou não, a vida continua, assim não se comprometa profissionalmente e muito menos financeiramente no período, evite que a ressaca seja grande.

Fonte: Jessika Lopes