Últimas postagens

Ver todos

Quais são os principais desafios do empreendedorismo

Quem decide começar a jornada de empreendedor pode encontrar diversos obstáculos no caminho. Ser dono do próprio negócio exige muito do profissional e é preciso estar preparado para enfrentar os desafios do empreendedorismo

Muitos profissionais desejam ser o próprio chefe e acreditam que isto será mais fácil do que trabalhar em empresas. No entanto, existem vantagens e desvantagens como em qualquer carreira. É importante saber como lidar com estes desafios para garantir que a empresa cresça cada vez mais e tenha um bom desempenho. Saiba como a seguir.

  • Gerir todas as áreas sendo um único profissional

Fazer a gestão de uma empresa requer gerir diferentes áreas sendo apenas uma pessoa, algo que no dia a dia pode ser complicado. Afinal, mesmo que seja um pequeno negócio também existem os setores tradicionais de uma empresa, como financeiro, comercial, marketing e outros. 

Você vai precisar atuar ativamente em cada setor para ter sucesso com sua empresa, sendo necessário equilibrar as tarefas. Neste caso, é importante ter conhecimentos amplos, controle das demandas e do que acontece em seu negócio, além de uma excelente organização. 

  • Fazer a gestão financeira para ficar sempre no azul

Administrar o financeiro de uma empresa é um desafio e tanto, principalmente para os empreendedores que estão começando suas jornadas. 

Mas a gestão financeira está diretamente relacionada com o crescimento saudável do empreendimento, sendo essencial superar este desafio de mexer com as finanças para ficar sempre no azul.

Para isso, faça o que for necessário para aprender a gerir os recursos financeiros, como participar de cursos ou conversar com outros empreendedores. 

  • Conquistar clientes e fidelizá-los

O empreendedorismo também pode encontrar um obstáculo quando se trata de clientela. Atrair, conquistar e fidelizar clientes é um processo e cada empresa pode passar por isso de uma maneira. 

É importante colocar seu cliente como foco de todo o atendimento, proporcionando uma experiência agradável e que esteja de acordo com as expectativas que ele tem em relação ao consumo de serviços ou produtos. 

  • Destacar-se em um mercado competitivo

O mercado pode ser considerado como competitivo por existirem tantas empresas em um mesmo segmento. Um empreendedor precisa estar sempre pensando em estratégias para se destacar com seu negócio, de modo que possa aumentar seu público e vender mais. 

É fundamental observar e entender o que as empresas concorrentes estão fazendo a fim de se diferenciar com alguma atitude, como descontos, qualidade, maneiras de divulgar, entre outras.

Abra sua conta no MarketUP e experimente um novo jeito de fazer a gestão da sua empresa. É totalmente online e gratuito!

Gestão Multilojas: como gerenciar uma rede de lojas com eficiência

Fazer com que a empresa cresça e se desenvolva é o objetivo de todos os gestores. Por isso, abrir a segunda e demais lojas é visto como um momento de grande conquista. No entanto, com a alegria de crescer também estão os novos desafios: como fazer a gestão multilojas de forma eficiente e bem feita. 

Existem diversos desafios na gestão de uma loja própria. Afinal, é preciso saber administrar o estoque, o financeiro, os funcionários, entre outras demandas. Se isso é difícil de fazer com apenas uma loja, com duas ou mais pode ser ainda mais complicado. 

E é neste contexto que entra a gestão multilojas: uma maneira de gerenciar as lojas de uma mesma marca com controle unificado. Com a gestão centralizada, o profissional responsável pelo bom desempenho do negócio é capaz de acompanhar e otimizar os processos com os recursos necessários.

1. Faça o acompanhamento de estoque e fluxo de caixa

A gestão multilojas precisa acompanhar com atenção a performance de cada loja. Para isso, é essencial observar o estoque e fluxo de caixa de modo que seja possível entender como estão as vendas, as receitas e pagamentos que estão entrando, além das despesas geradas por cada unidade do seu negócio.

Além disso, saber quais produtos e suas respectivas quantidades tem em cada estoque é uma maneira de poder se organizar. Imagine a seguinte situação: um cliente não encontra determinada mercadoria em uma das unidades. Com uma gestão multilojas centralizada, há como solicitar o produto no estoque da outra loja, apresentando um melhor atendimento para o cliente.

2. Entenda as diferenças entre as lojas

Cada loja tem suas particularidades, sendo fundamental saber identificar quais são as características diferentes de cada uma para saber se se trata de um fator que está prejudicando o desempenho da empresa ou não. As diferenças podem estar relacionadas com regionalismo, um público distinto, entre outros fatores que podem influenciar nas vendas.

Para garantir um bom desempenho de suas lojas, o gestor deverá analisar se precisa de mudanças práticas ou se as características distintas não têm impacto na loja em questão.

3. Utilize um software de gestão

A tecnologia se tornou uma das principais facilitadoras de processos em uma gestão. Quando se trata de gestão multilojas não é diferente. Afinal, utilizar ferramentas que auxiliem na gestão é uma maneira de organizar e otimizar as demandas, possibilitando que melhores resultados sejam alcançados. 

Uma destas ferramentas é a plataforma de gestão online MarketUP, um ERP totalmente online e gratuito para os empreendedores que desejam descomplicar e desburocratizar seu trabalho de gestão.

Para fazer uma gestão multilojas mais eficiente e com bom desempenho, é preciso implementar um software de gestão em seu dia a dia de trabalho a fim de ter acesso aos principais recursos, como controle de estoque, relatórios financeiros, fluxo de caixa, entre tantas outras funcionalidades que permitem fazer uma gestão centralizada e completa.

Conheça o MarketUP+: melhor custo-benefício para sua empresa

O MarketUP+ é a solução ideal para as empresas que cresceram e são multilojas. Este recurso é um conjunto de serviços diferenciados e com o melhor custo-benefício para empreendimentos que se enquadram em todos os regimes de tributação.

Ele possibilita que você tenha centralização do cadastro de produtos de suas lojas, multiestoque, relatórios consolidados e dashboards para acompanhar o desempenho de forma facilitada, ágil e sem burocracias. Conheça e entre em contato!

Os Desafios de ter uma Empresa Familiar

Como trabalhar com os familiares e não prejudicar as relações?

 

A ideia de empresa familiar compreende o fato de que, em algum momento, você, seus filhos ou netos estarão no comando do negócio. O crescimento da empresa será viável por meio da dedicação de cada um, mas ainda assim os conflitos são inevitáveis. O desafio, portanto, é impedir que os problemas comuns do trabalho impactem diretamente no ambiente familiar.

 

É preciso também saber se os herdeiros estão capacitados e comprometidos em assumir o negócio, caso seja necessário. Entretanto, a especialização deve ocorrer quando os atuais líderes ainda estiverem em atividade, não às pressas.

 

Por isso, com base nessas questões anteriores, separamos algumas dicas para você manter uma empresa familiar de sucesso e evitar conflitos; confira.

 

ATENÇÃO À RELAÇÃO FAMILIAR

 

Em uma empresa familiar, é importante deixar claro para todos os parentes quem está dentro do negócio e quem não está. No dia a dia, essa separação será muito importante. Isso evitará alguns problemas no núcleo familiar que dizem respeito ao ambiente de trabalho. Alguns temas discutidos na hora errada, por exemplo, podem gerar um grande problema depois.

 

ESTABELEÇA REGRAS PARA REMUNERAÇÃO

 

Estabelecer critérios de remuneração para cada membro da família e para quem é colaborador da empresa mantém um fluxo de caixa saudável. Inúmeros conflitos podem surgir caso não haja a exposição clara das condições de pagamento. É importante dizer que desempenho e expertise devem pautar esses critérios. Afinal, a remuneração dos familiares ativos na empresa não deve ser necessariamente maior do que de outros funcionários. É preciso levar em conta o tempo no cargo, experiência na função e, claro, o desempenho.

 

NÃO CENTRALIZE DECISÕES

 

Centralizar decisões no fundador da empresa pode deixar os funcionários presos à sua presença. Em uma empresa familiar, é necessário ter um plano alternativo de gestão caso ele precise se ausentar. Afinal, estabelecer essa estratégia pode servir como simplificador de processos em uma eventual sucessão repentina. Por isso, é muito importante ter em mente a importância da gestão participativa e descentralizada, próxima dos funcionários e que resulte em um maior comprometimento da equipe com os resultados.

 

VALORES DO NEGÓCIO E O CONTRATO DE USO DE MARCA  

 

Ao longo da história de uma empresa, podem surgir divergências quanto ao uso da marca. Uma dúvida bastante comum em uma empresa familiar é se os membros podem abrir novas empresas com marcas diferentes. A melhor maneira de tirar qualquer dúvida sobre o assunto é revisar ou reiterar o que está no contrato. Absolutamente tudo deve estar previsto neste tipo de documento.

 

É importante compreender que os valores de uma empresa familiar são elementos que pesam bastante na hora das tomadas de decisão. Geralmente, esses valores também são o diferencial do negócio. Porém, deve haver um cuidado redobrado para que os valores não limitem o posicionamento da empresa.

 

EVITE BRIGAS ENTRE HERDEIROS

 

Aproximadamente 30% das empresas familiares chegam à segunda geração e 5% chegam à terceira. E muitas vezes, há mais do que um candidato para tomar conta dos negócios de uma empresa familiar. O desafio, portanto, é encontrar uma solução pacífica, que agrade ambos os sucessores e ainda esteja de acordo com os interesses da empresa. Uma boa sugestão é estabelecer posições de liderança com pesos semelhantes. Com isso, é possível evitar rusgas desnecessárias e fortalecer o núcleo de gestão.  

 

Porém, apesar da importância de novas ideias e modernização das práticas de negócio com o novo gestor, é necessário compreender a essência da empresa e dar continuidade ao negócio que está estabelecido desde outra geração.

 

 

VEJA MAIS

> As novas tecnologias que podem ajudar seu negócio

> Qual a melhor tecnologia para meu estabelecimento?

> O que é Indústria 4.0? Como ela impacta em seu negócio?