Finanças: como não extrapolar o orçamento da sua empresa

Saiba como não extrapolar o orçamento de sua empresa, tenha controle sobre as finanças

Gastar, em qualquer empresa, é um mal inevitável. O problema é quando começamos a gastar mais do que faturamos. Aí, sim, começam os problemas das finanças que nos fazem extrapolar nosso orçamento. Mas é possível evitá-los.

Controlar de forma ponderada e exata as finanças é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Como explicou Edison Kalaf, professor da Business School São Paulo (BSP) para artigo publicado na Exame, “o descontrole financeiro é um dos principais fatores de quebra das pequenas empresas”.

É claro que, antes de tudo, você tem que se preocupar em ter um faturamento razoável. Se não houver faturamento na empresa, você terá um problema muito maior do que uma simples displicência financeira, ou incompatibilidade de gastos. Depois que esta etapa for resolvida, no entanto, você deve estabelecer como meta duas prioridades fundamentais:

  1. Jamais misturar suas contas pessoais com as contas da empresa (se você precisar “pegar emprestado” de sua empresa, lembre-se de pagar depois).
  2. Ser meticulosamente consciencioso no controle do fluxo de caixa. Tenha certeza de que as despesas sejam sempre menores que o faturamento.

Evidentemente, existem outros passos a serem seguidos. Mas, antes de tudo, você deve começar pelo básico, estabelecido nas duas regras listadas acima. No entanto, por mais simples que pareçam, você verá que segui-las de forma categórica e disciplinada, ao menos em determinados meses, será um desafio constante.

Como fazer um controle de orçamento eficiente

Se necessário, utilize planilhas para registrar tudo que a empresa ganha, e tudo o que ela gasta. O MarketUP é uma ótima ferramenta virtual para essa tarefa, que dispensa o uso das planilhas. Outra questão fundamental é calcular quanto você paga por mês de impostos e tributações, além de despesas com contabilidade, entre outros custos fixos.

Outro ponto interessante é calcular o quanto você precisa faturar todo mês para vencer as despesas, e fazer sobrar algum dinheiro (normalmente o dobro, mas nem sempre é viável).

Abaixo, vai uma descrição do controle de orçamentos baseada no Fluxo de Caixa:

Imagem

Com o tempo, gerenciar as finanças da empresa se tornará uma tarefa mais simples e corriqueira, que tem na prática todos os seus segredos. E nunca pare de reduzir gastos, aonde for possível reduzi-los.

Quando o fluxo de caixa é controlado de forma sistemática, com todos os rigores da matemática financeira, e as despesas são equilibradas com um faturamento maior – mesmo que seja apenas por uma pequena margem – você atingirá uma etapa onde equilibrar as contas se tornará um pouco mais fácil.

Não obstante, o malabarismo exigido nem sempre será uma equação simples de seguir. Alguns meses serão mais fáceis que outros. No entanto, é com a prática da experiência que você irá se aprimorando.

Fonte: Jornal do Empreendedor