Últimas postagens

Ver todos

Você sabe o que é Fusão e Aquisição (F&A)?

Nas décadas de 80 e 90 o Brasil começou a sentir os efeitos da internacionalização econômica, financeira e produtiva, fruto da globalização. Isso fez com que empresas precisassem reagir rapidamente para não perderem a competitividade. Foi assim que Fusão e Aquisição (F&A) passaram a ser objetos de atenção de muitas organizações.

Para você entender melhor, as fusões são operações econômicas que agrupam duas ou mais empresas originando uma nova. Aquisições são a compra de uma empresa por outra empresa. Em ambos os casos ocorre uma integração de operações, organização, estratégia e controle do capital.

Normalmente, a empresa adquirente é maior do que a adquirida ou incorporada. No entanto, também é possível que uma empresa mais pequena adquira uma maior. Isso é possível através do recurso a fontes de financiamento externo.

As Pequenas e Médias Empresas – PME, são maioria em nosso país e elas também podem utilizar destes recursos para melhorar, otimizar e alavancar seus negócios.

Um exemplo bem conhecido é a Arizona, empresa média de tecnologia e marketing que adquiriu sua maior concorrente, a Image Networks, empresa especializada em pré-impressão digital – que era praticamente metade de seu tamanho.

Neste sentido, a fusão ou aquisição ajuda a criar mais força para as empresas trabalharem melhor do que nunca. Ou mesmo mudar o ambiente e a lógica do negócio em busca da inovação. Saiba mais sobre nos tópicos:

Fusão

Como dissemos, é a junção de duas entidades empresariais com o objetivo de formar um novo negócio. Esta sociedade traz direitos e obrigações, normalmente através da troca de ações. Um bom exemplo é a união entre o Itaú e o Unibanco. As fusões podem ocorrer dentro de uma mesma indústria ou segmento, mas até mesmo empresas muito diferentes podem fazer uma fusão, para arriscar e diversificar.

Aquisição

É quando uma empresa compra tudo ou parte de outra. A operação normalmente é feita por uma empresa maior que compra uma menor, que as vezes deixa de existir. Quem possuir dinheiro para expandir os negócios deve pensar seriamente em adquirir outra empresa.

Entretanto, existem cuidados básicos que devem ser tomados ao realizar tais tipos de estratégias empresariais.

Duo Dilligence – saiba o que está comprando

Seja extremamente criterioso na hora de conhecer as empresas que você pretende comprar. Se, por exemplo, ocorrer um processo trabalhista no futuro, não importará de quem era à empresa na época. É você, o atual dono, quem deverá arcar com a responsabilidade.

De forma simples, o Duo Dilligence é uma avaliação detalhada de informações e documentos ligados à empresa, mais concentrada nos campos contábeis e jurídicos, fazendo uma análise dos pontos críticos e relevantes existentes na estrutura jurídica da sociedade e de seus riscos passivos legais. Além do processo, você também deve identificar quais providências podem ser tomadas para sanar os possíveis problemas.

Proteja o seu negócio – tag along e drag along

Muitas pessoas assemelham Fusões e Aquisições à casamentos, pois você precisa saber o que cada palavra do seu contrato significa. Por isso é importante ter bons advogados para te aconselhar. Eles podem evitar que, de última hora, apareçam cláusulas de drag along e tag along.

O tag along é uma cláusula de proteção ao acionista minoritário de uma empresa (que pode ser você no caso da fusão). A cláusula assegura o direito de negociar a venda de suas ações nas mesmas condições que um eventual negócio realizado entre outra empresa/investidor ou acionista. O tag along é um direito e garante sua participação nos negócios.

Já o drag along é outra cláusula que determina que os acionistas minoritários de uma empresa tenham a obrigação de vender suas ações caso o acionista majoritário decida vender sua parte. Geralmente esta venda deve ser feita sob o mesmo preço e as mesmas ações do sócio majoritário.