Últimas postagens

Ver todos

MP do Ambiente de Negócios deve ser votada nesta terça-feira

A Câmara dos Deputados pode votar já nesta terça-feira, 15 de junho, a Medida Provisória 1.041/21. Apelidada de MP do Ambiente de Negócios, a medida pretende facilitar a abertura e a gestão de empresas no País. O projeto entrou na pauta do plenário na última quinta-feira (10), mas os parlamentares pediram mais para analisar o texto.

 

Criada pelo governo federal, a MP do Ambiente de Negócios tem como um de seus objetivos melhorar a posição do Brasil no Doing Business, ranking do Banco Mundial que mede a facilidade de fazer negócios em cada país. Ocupamos, segundo relatório divulgado em 2019, a 124ª colocação entre 190 países avaliados. O governo espera que, caso aprovada, a medida ajude o País a subir até 20 posições.

 

A MP foi divulgada no dia 29 de março, mas ainda precisa ser aprovada pela Câmara e pelo Senado antes de se tornar lei. O relatório do deputado Marco Bertaiolli (PSD-SP) foi protocolado na semana passada, mantendo os pontos principais da medida e sugerindo algumas novidades.

 

Unificação de dados sobre regularidade fiscal

 

Uma das propostas de Bertaiolli foi a criação de um Cadastro Fiscal Positivo para as empresas. Hoje, para comprovar que funcionam regularmente e não possuem débitos em aberto com o governo, as empresas precisam acessar diversos sistemas para pedir certidões. O Cadastro Fiscal Positivo concentraria essas informações em um único sistema digital, de responsabilidade da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). 

 

De acordo com o deputado, “pretendemos desburocratizar a apresentação de documentos comprovando a regularidade fiscal de contribuintes, criamos incentivos para os bons pagadores e melhoramos a gestão de riscos no âmbito da PGFN [com esse novo sistema]”. Em um primeiro momento, seriam unificados apenas os dados fiscais federais. Estados e municípios poderiam aderir ao programa em um segundo momento.

 

Outras propostas de desburocratização da MP 

 

A MP do Ambiente de Negócios também propõe que o CNPJ seja o único número de inscrição fiscal das companhias. As regras atuais obrigam as empresas a ter inscrição federal (CNPJ), estadual e municipal. A proposta inclui, ainda, ampliar a emissão automática de licenças e alvarás de abertura de empresas para aquelas de médio risco, desde que com assinatura de termo de ciência e responsabilidade por parte do empresário.

 

A criação do Sistema Integrado de Recuperação de Ativos (Sira) — sistema administrado pela PGFN para facilitar a identificação de bens e devedores federais e agilizar a recuperação de créditos — e a proibição de cobrança de dados ou informações que já constem das bases de dados do governo federal também estão no texto da MP.

 

Redação MarketUP | Fonte: G1

ERP ou CRM: Qual o melhor sistema de gestão para o meu negócio?

Um dos maiores aliados das empresas é a tecnologia. Cada vez mais necessária, ela otimiza inúmeros processos, ganhando tempo — e dinheiro — para a organização. Um claro exemplo disso são os sistemas de gestão ERP e CRM, peças fundamentais para o sucesso de um negócio. Esses softwares possibilitam, dentre outras coisas, a criação de automatizações, a coleta e análise de dados, o gerenciamento de documentos, a geração de relatórios, o controle financeiro e o de estoque.

 

Há, atualmente, uma série de sistemas diferentes, com finalidades diferentes, à disposição de quem decide iniciar o seu próprio negócio. A ampla gama de possibilidades, porém, pode confundir o gestor que decide implementar um software de gestão em sua empresa e busca mais informações. O que são ERP e CRM? Quais as diferenças entre eles? Qual deles é mais adequado às minhas necessidades?

 

CRM: o sistema para quem quer fidelizar o cliente

 

O CRM, sigla de Customer Relationship Management (em português, “Gestão de Relacionamento com o Consumidor”), é um software com foco em vendas e na relação com o cliente. O sistema é uma ferramenta valiosa para analisar o comportamento dos leads e consumidores da empresa, permitindo fazer ações de marketing mais assertivas e efetivas.

 

O software armazena dados de contato de todos os clientes e leads do negócio, além das interações — trocas de e-mail, download de materiais digitais, telefonemas — que eles têm com a companhia. Essas funcionalidades auxiliam no acompanhamento de negociações através dos relatórios gerados pelo CRM, contato a longo prazo e na otimização práticas de fidelização e retenção do consumidor.

 

ERP: o sistema para quem quer otimizar a gestão do seu negócio

 

Já o ERP, sigla para Enterprise Resource Planning (“Planejamento de Recursos Empresariais”, na tradução para português) é um software integrado de gestão empresarial. Ele é uma boa opção para quem quer tentar reduzir custos e tomar  melhores decisões estratégicas com base nos dados coletados a partir da padronização dos processos.

 

A ferramenta elimina controles paralelos e melhora a comunicação entre os departamentos da empresa, aumentando a produtividade. Ela permite integrar atividades comerciais, contábeis, financeiras e fiscais, além de estoque, compras, recursos humanos, produção e logística. 

 

Por meio da automatização, o ERP possibilita a coleta e tratamento de dados em tempo real, dispensando o processo manual. Esses dados são reunidos em uma base única, facilitando o acesso de toda empresa às informações. Além disso, o sistema é bastante flexível, adaptando-se às necessidades e possíveis mudanças do negócio. 

 

Vantagens do ERP da MarketUP

 

Um sistema de gestão empresarial completo comporta funções variadas. Ele deve permitir que o negócio atenda seu cliente melhor e mais rapidamente, controle e reponha facilmente seu estoque, gerencie sua empresa de forma eficiente e facilite o seu dia-a-dia. O ERP da MarketUP atende a todas essas necessidades.

 

Com o sistema da MarketUP, é possível ter acesso a um PDV offline, gestão de comandas de clientes, controle de catálogo, estoque, geração de relatórios e emissor de notas fiscais, loja virtual e diversas outras funcionalidades de forma totalmente gratuita. A plataforma ainda conta com suporte aos usuários em duas frentes: através do FAQ (perguntas frequentes) e de atendimento humano.

 

A empresa conta, também, com uma série de vídeos tutoriais e informativos sobre as diversas funções do ERP MarketUP, as respostas às principais dúvidas dos usuários e as novidades do sistema. 

 

Para mais informações sobre nosso sistema de gestão e as principais notícias sobre o setor empresarial, acompanhe as redes sociais da MarketUP e o nosso blog Canal PME.

 

Redação MarketUP

Vantagens de um sistema de gestão para uma empresa

Empreender faz parte do sonho de muitos brasileiros. Somente em nosso País há cerca de 52 milhões de empreendedores, segundo pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), realiza em 2018, com o apoio do Sebrae.

No entanto, ter o próprio negócio vai muito além do que botar em prática uma ideia. É necessário se preparar e fazer um planejamento estratégico dos passos que deseja alcançar com o empreendimento.

É nesse contexto, que a administração começa a fazer parte do dia a dia de qualquer dono de estabelecimento. E para ajudar a otimizar o tempo gasto nesse tipo de atividade existem no mercado os softwares de gestão integrada.

Uma tecnologia que possibilita organizar e automatizar os processos, tornando a empresa mais eficiente, melhorando a qualidade, reduzindo riscos, custos e falhas, bem como auxiliando na tomada de decisão de empreendedor.

Um exemplo é a plataforma MarketUP, que além de ser gratuita e online, é um ERP (inglês Enterprise Resource Planning) completo, que atende diversas necessidades como: no atendimento, incluindo frente de caixa (PDV), loja virtual, venda e comandas; no controle de estoque, envolvendo compras, catálogos e estoque; e no gerenciamento da empresa, o que contempla a parte financeira, relatórios, emissão de nota fiscal e pagamentos.

Conheça a seguir algumas vantagens que um sistema integrado de gestão empresarial pode trazer para o seu negócio.

# Integração das áreas da empresa

O sistema de gestão centraliza todas as informações que envolvem os diversos setores da empresa em um único lugar, o que otimiza a rotina do empreendedor, que além de ter uma visão mais completa de sua companhia, consegue ter uma previsibilidade para as tomadas de decisão.

Essa é uma maneira de desburocratizar os processos, reduzir as planilhas, e ter aquela ajuda no controle de estoque, de forma mais automatizada.

#Mais Segurança

Com um software ERP online todas as informações da empresa ficam armazenadas no mesmo lugar, o que possibilita mais segurança aos processos, acabando assim, com o perigo de perder dados ou documentos, por exemplo.

Com essa tecnologia, ainda é possível optar por um sistema de senhas para restringir e proteger o acesso a alguns conteúdos.

#Controle

Uma das vantagens de uma ferramenta de gestão é que a automatização das tarefas, além de reduzir o risco de falha humana, permite que o acesso às informações e a todos os dados fique mais organizado e aconteça de maneira simplificada. Dessa forma, o gestor tem o controle dos processos e procedimentos, assim como consegue fiscalizar a operação com mais facilidade.

#Mais produtividade

A automatização dos processos com a utilização de um sistema de gestão traz um impacto muito significativo na produtividade, pois deixa o ambiente de trabalho mais organizado e otimiza a rotina do dia a dia. Com a desburocratização das tarefas, é possível tanto o gestor quanto o colaborador, se dedicarem às estratégias, ao planejamento e às análises referentes ao negócio.

#Diminuição de custos

Um sistema integrado de gestão empresarial tem como vantagem, ainda, a redução de custos na empresa, pois atividades realizadas manualmente demandam investimento de recursos e tempo.

Com relatórios e procedimentos padronizados, o gestor consegue identificar erros ou até desperdícios que poderiam trazer prejuízos para a empresa.

 #Acompanhamento de resultados

O monitoramento dos resultados das ações e atividades é a melhor forma de avaliar o desempenho da companhia. Somente dessa forma, é possível ter previsibilidade e identificar os erros e corrigi-los, caso necessário, bem como encontrar oportunidades para melhorias.

Uma supervisão detalhada e em tempo real é possível com um sistema de gestão, que por meio de relatórios, gráficos e indicadores, mostra esse desempenho, o que contribui para agilizar na tomada de decisão do gestor.

 #Monitoramento de vendas

Empresas que trabalham com vendas precisam de um controle eficiente, principalmente se possuem diversos canais para esse fim como, por exemplo, pontos de vendas (lojas) e e-commerce. E um sistema de gestão pode ser um grande benefício para auxiliar nessa administração.

Um ERP pode integrar os diferentes canais e ajudar em questões como no estoque, tanto na atualização em tempo real quanto no controle.

 #Evitar o retrabalho

O retrabalho é algo que gera impacto nas empresas, pois interfere diretamente na produtividade. Um sistema de gestão auxilia na automação de certos procedimentos que, muitas vezes, têm que ser refeitos por conta de erro ou até esquecimento. Um exemplo típico é a emissão de nota fiscal. Uma atividade que depende de atenção e padronização, que pode ser automatizada, contribuindo para melhorar o fluxo de tarefas.

 #Gestão eficaz da equipe

A automatização dos procedimentos diminui a burocracia nas atividades, bem como permitem uma melhor gestão de equipe, ou seja, que os colaboradores se concentrem em atividades mais estratégicas e aumentem a sua produtividade no trabalho, tornando a rotina mais fluida. 

Essa é uma alternativa de motivá-los dentro da empresa, pois com a disponibilização de mais tempo, eles conseguem assumir novos desafios. E um fator que impacta de forma positiva os resultados dos departamentos das empresas como um todo.

Com um software de gestão como o da MarketUP, a equipe consegue acompanhar as ações e os resultados, bem como aperfeiçoar constantemente os procedimentos, se necessário. Assim, agilizando a tomada de decisão e contribuindo para o sucesso da empresa.

 

POR: CAROLINA BARROS

8 estratégias para melhorar a gestão empresarial da sua organização

Se você possui um empreendimento, ou seja é dono de um negócio, precisa pensar e se preocupar em todas as etapas da empresa.

Se sua atenção está apenas no volume de vendas e o que está acontecendo no seu PDV, você está perdendo grandes oportunidades de enxergar as estratégias para crescer com sua empresa.

 Este é um erro comum que vemos na gestão empresarial de muitas empresas. 

Você empreendedor deve se questionar: Como está o andamento da minha empresa?”, “Como melhorar o meu negócio?” , “Será que estou fazendo um controle financeiro adequado?”

A gestão empresarial é algo presente em toda empresa. Quando você se pergunta como melhorar essa administração, é porque percebeu que seu negócio não está atingindo todo o seu potencial e nem os resultados esperados.

Se o seu estabelecimento está com vários problemas, você precisa manter o foco para solucioná-los. Pois, este é um hábito comum de muitos empreendedores de sucesso.

Concentre suas atenções em um problema de cada vez, principalmente se este é a gestão de sua empresa.

Conte com sua equipe para ajudar nas operações e foque toda sua atenção em melhorar a gestão empresarial de sua empresa.

Se este é o seu objetivo, veja neste artigo 8 estratégias para melhorar a gestão da sua empresa agora mesmo.

O que é gestão empresarial?

A gestão empresarial nada mais é do que a estratégia de conduzir os negócios aos melhores resultados. Na gestão, várias ações envolvem a organização eficiente dos processos como: controle das finanças, da equipe, materiais e tudo que engloba uma empresa.

Falar de gestão é algo bem complexo, pois está voltado à todas as áreas da organização.
E não poderia ser diferente, pois administrar uma empresa é uma missão complexa. Para o sucesso empresarial é preciso que todos os setores estejam alinhados,  para que desta forma os resultados sejam maiores.

Portanto, é imprescindível dominar técnicas e práticas para expandir sua empresa. Uma dica importante: faça sempre cursos de empreendedorismo para ajudar na gestão eficiente do seu negócio. 

A gestão pode ser dividida em três etapas:

  • Estratégico –  Aqui está o nível mais alto da hierarquia, é nesta etapa que as decisões afetam a empresa no modo geral;
  • Tático –  Neste nível os gerentes são responsáveis em coordenar e implementar estratégias decididas pelo nível estratégico;
  • Operacional –  E aqui estão os supervisores que aplicam as táticas e incentiva a equipe para conquistar metas e objetivos proposto pela empresa.

Por que a gestão empresarial é importante ?

O mercado está cada vez mais competitivo e não há como negar isso. A concorrência está acirrada devido a crise econômica e a alta taxa de desemprego em nosso país. Por isso, não estar com sua empresa bem estruturada pode levá-la à falência em pouco tempo.  

Contar com uma gestão empresarial bem definida a sua empresa ganha vários benefícios, como: uma rotina bem organizada e funcionários mais motivados. Além disso, é possível identificar ameaças e oportunidades com antecedência, visando o melhor desempenho de sua organização.

Também é possível ficar de olho no planejamento estratégico para que as  modificações sejam feitas em tempo real, com base nos resultados obtidos em seu negócio. Dessa maneira, você aumenta a competitividade de sua empresa e consegue minimizar os riscos que seu negócio possa enfrentar. 

Sem contar que uma boa gestão empresarial contribui também para as finanças de sua empresa. Pois, é possível tomar as decisões com muito mais segurança a fim de reduzir custos e otimizar seus resultados.

O controle de sua empresa serve para várias coisas, entre elas:

  • Evitar que os bens de sua empresa sofram desperdícios ou má utilização;
  • Acompanhar o desempenho de sua equipe;
  • Melhorar a qualidade dos serviços ou produtos de sua organização, assim como outros setores.

Como realizar uma gestão empresarial desde o início

A gestão empresarial deve ser pensada desde o início da sua operação, a fim de evitar problemas no decorrer do seu negócio.

Quando você está abrindo uma empresa, vários pontos devem ser levados em consideração. Entre eles, o plano de negócios. Ele é um pré-requisito básico para o empreendedor iniciar a sua empresa. 

Com ele, é possível você colocar no papel todas as suas ideias e expectativas para sua empresa. Ou seja, é uma estratégia de gestão para que você avalie se sua empresa está no caminho certo, assim como evitar problemas no decorrer da operação.

Além disso, você pode contar com um ERP, sigla de origem inglesa que significa em português Planejamento de Recursos Empresariais.  Ou seja, é uma ferramenta que auxilia o empreendedor a gerenciar melhor por meio de automação comercial todos os departamentos da empresa. 

Quando o empreendedor faz um plano de negócios bem estruturado e adota um ERP em seu negócio o caminho já está mais perto de uma gestão empresarial eficiente. 

Mas não é só isso !

Você precisa de uma boa equipe para que juntos conquistem os resultados desejados.  Então saiba como contratar um bom funcionário e como você consegue aumentar o desempenho de sua equipe, sendo um bom gestor.

Com essas estratégias e ações bem definidas você conseguirá com muito mais facilidade ser um bom empreendedor.


 Como identificar os problemas de gestão e melhorá-los

Se você começou a perceber que sua empresa está saindo do controle, é preciso resolvê-los agora mesmo. E vamos te ajudar !

Quando uma empresa não conta principalmente com tecnologias que podem melhorar o desempenho do negócio, os erros e problemas são mais suscetíveis.

A medida em que as tarefas são feitas manualmente muitos problemas podem surgir, como: erros na contabilidade, problemas no estoque, nos relatórios entre muito outros. 

Se estes são alguns dos problemas que você está enfrentando em sua empresa, está na hora de contar com um sistema de gestão.

Com ele, você otimiza suas tarefas e tem muito mais sucesso na gestão empresarial de seu negócio. 

Veja algumas estratégias que podem melhorar sua gestão

 Emita notas fiscais

Muitos empreendedores acreditam que não emitir nota fiscal é uma atitude inteligente, mas não é! Fazer transações comerciais sem nota fiscal é crime, mais conhecido como sonegação de impostos. Emitir nota fiscal é a maneira mais fácil de fazer o controle financeiro de sua empresa e assim conseguir mensurar seu lucro no final do mês. Conte com o emissor fiscal gratuito MarketUP. Clique aqui e saiba mais.

Mantenha o controle do estoque

Para um bom funcionamento da sua operação é preciso acompanhar o funcionamento do seu estoque, não é mesmo? Já pensou em vender um produto e perceber que ele está em falta no estoque? Sem dúvidas, é uma situação complicada que pode ocasionar na perda do seu cliente. Portanto, é preciso acompanhar as movimentações de entrada e saída de seus produtos para manter a organização de seu estabelecimento.

Fluxo de Caixa

Manter o fluxo de caixa bem estruturado também é uma forma de saber se a sua empresa está tendo lucro ou prejuízo. Pois assim, é possível identificar oportunidades para sua empresa. Seja um novo investimento que você quer fazer em seu ponto físico ou em novos colaboradores. E ainda consegue economizar dinheiro e evitar gastos desnecessários

Otimize processos

Como mencionamos anteriormente a automatização dos processos operacionais pode  otimizar ainda mais o seu processo. Hoje o mercado é altamente competitivo e só se destaca quem consegue produzir mais e em menos tempo. A alta produtividade é algo muito procurado em pequenos negócios.  Por isso, apostar em ferramentas, tecnologias é essencial para conseguir esse destaque no mercado.

Abra os olhos para o mercado e seus clientes

A sua empresa sempre terá problemas se você não conhecer bem o mercado em que está inserido assim como quem é o seu público alvo. É por meio deste conhecimento que você conseguirá traçar as estratégias corretas para o sucesso do seu empreendimento.  Mas não basta fazer uma breve pesquisa, pois tudo muda muito rapidamente. O que interessava seu público no mês passado pode não interessar mais. Por isso, fique sempre atento em relação às mudanças e hábitos de compra de seus clientes.

Envolva a equipe nas suas metas

Ninguém consegue alcançar o sucesso sozinho. E você já deve ter percebido que administrar toda a sua empresa sem ajuda é difícil, não é? Por isso, valorize e motive sua equipe. Quando os colaboradores se sentem motivados, é muito mais fácil alcançar as metas e objetivos. Pois, a produtividade aumenta.  Portanto, ofereça sempre capacitações para que seus funcionários se sintam bem e motivados.

Não tenha medo de inovar

A inovação é extremamente importante para o crescimento de qualquer empresa. Você não quer ser só mais um negócio aberto no mercado, não é verdade?

Quando a empresa inova faz o diferente através de ideias criativas e novas formas de solucionar problemas, ela tem muito mais chance de prosperar no mercado. Portanto, inove seja em seus produtos e/ou serviços ou até mesmo no formato de sua empresa. Se você ficar parado, provavelmente irá estagnar no tempo. 

Use a tecnologia a seu favor

Você precisa aproveitar os benefícios e vantagens que o mundo digital proporciona hoje. Existem várias ferramentas online que podem contribuir no dia a dia do seu negócio a fim de otimizar os processos de sua organização, assim como aumentar os seus resultados.

Esta é a proposta da MarketUP com sua plataforma de gestão.

Ajudar os pequenos negócios a melhorarem sua experiência com a gestão de suas empresas de maneira, simples, fácil e rápida.

Com funcionalidades que vão desde frente de caixa (PDV), controle de estoque, controle de vendas, controle das finanças, emissão de notas fiscais, até loja virtual, entre outras ferramentas importantes para a gestão de um estabelecimento.

Tudo isso 100% gratuito.

Veja como a MarketUP pode te ajudar !

 

POR: Tainá Almeida

Por que o controle de Fluxo de Caixa da MarketUP vai salvar seu negócio

Entenda melhor o conceito de fluxo de caixa e saiba como ele pode ajudar você a ter um controle maior sobre seu dinheiro e evitar prejuízos

Como você deve saber, sua gestão financeira pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de seu negócio. E um dos maiores erros que qualquer empreendedor pode cometer para prejudicar sua empresa é negligenciar suas finanças.  O sucesso de qualquer empreendimento exige boa saúde financeira, logo, não dedicar atenção a isso pode aproximá-lo da falência prematura. Portanto, separar um tempo para organizar contas a pagar e a receber, por exemplo, é essencial para evitar esse futuro.

É essencial conhecer os próprios recursos para saber onde e como investi-los para fazer sua empresa crescer. Mas é comum que muitos empreendedores, principalmente aqueles que acabaram de abrir sua empresa, tenham dúvidas de como proceder. É aí que entra uma das ferramentas mais úteis para controlar a saúde financeira da empresa: o Fluxo de Caixa.

Neste artigo, iremos ajudar você a entender melhor o que é e como funciona seu fluxo de caixa. Vamos falar, por exemplo, dos seguintes itens:

  • Afinal, o que é fluxo de caixa?
  • Por que o fluxo de caixa importa?
  • As vantagens do fluxo de caixa
  • Como calcular o fluxo de caixa
  • Como melhorar o fluxo de caixa
  • Fluxo de caixa x conciliação bancária
  • Como organizar um fluxo de caixa eficiente

Ao final da leitura, nosso objetivo é que você se sinta mais preparado para tomar decisões financeira em sua empresa. Afinal, todos aqueles números podem ser bastante confusos e levar facilmente ao erro – e prejudicar (e muito!) seu negócio.

Está preparado? Então, siga com a leitura e prepare-se para mudar a maneira como você enxerga seu fluxo de caixa para sempre.

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

AFINAL, O QUE É FLUXO DE CAIXA?

O fluxo de caixa nada mais é do que uma ferramenta de controle financeiro bastante útil para registrar as receitas de uma determinada empresa. Dessa forma, tudo que entra ou sai do caixa deve ser registrado, de preferência diariamente ou conforme a rotina permitir. Assim, qualquer empreendedor consegue acompanhar a movimentação financeira de seu negócio, além de organizar-se melhor.

Portanto, até mesmo microempreendedores individuais (MEIs) podem aproveitar este recurso para manter as próprias finanças sob controle. E o melhor: o fluxo de caixa pode ser feito tanto em uma planilha simples como em um relatório personalizado.

Mas afinal, qual o objetivo de perder preciosos minutos do seu dia para acompanhar a movimentação financeira de seu empreendimento? Muito simples: para analisar o desempenho do seu negócio e fazer uma projeção financeira. Dessa forma, fica mais fácil para o empreendedor saber quando houve o crescimento da sua receita ou quando houve prejuízo – e como reverter isso.

Se você realizou uma promoção, por exemplo, a ferramenta indica se houve lucro ou se você sofreu prejuízo. Uma vez que todos os débitos foram quitados, o fluxo de caixa final indicará o saldo definitivo da empresa. E pode acontecer dele ter sido positivo ou negativo, dependendo de como você gerencia seus recursos.

Entendeu como acompanhar seu fluxo de caixa pode ser útil para entender os gastos e rendimentos de seu negócio? Se você deseja que sua empresa cresça, o primeiro passo a dar é monitorar seu fluxo de caixa de perto. Pode ter certeza de que o esforço valerá a pena com o tempo.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE FLUXO DE CAIXA?

Ao fazer um fluxo de caixa, é comum que cada empresa escolha o tipo que mais combine com suas necessidades. E sim, existem vários tipos de fluxo de caixa, cada um com sua utilidade e maneira de monitorar suas finanças. Em um primeiro momento, até pode parecer complicado escolher qual tipo de controle de caixa escolher para seu negócio. Por isso, para ajudar você a tomar uma decisão consciente, vamos explicar a seguir cada um dos tipos que existem. Leia atentamente e, de acordo com a realidade de sua empresa, escolha qual melhor se adequa às necessidades dela.

Fluxo de Caixa Direto

Este costuma ser um dos tipos mais usados por empresas que estão começando a fazer seu fluxo de caixa. Nele, são consideradas todas as entradas e saídas em um determinado período de tempo. Seu objetivo é apontar os resultados brutos das operações realizadas, de maneira completa. Apesar desse método exigir um pouco mais de trabalho, seus resultados costumam estar sempre atualizados e prontos para uso.

Fluxo de Caixa Indireto

Diferentemente do fluxo de caixa direto, o indireto leva em consideração o balanço patrimonial da empresa para ser realizado. Neste modelo, o lucro de um determinado período deve ser contabilizado e, depois, reajustado de acordo com amortização e depreciação. Ao final desta operação, chega-se ao lucro líquido registrado no Demonstrativo do Resultado de Exercício (DRE). Este documento é utilizado por contadores para determinar se uma empresa teve lucro ou prejuízo e quais seus respectivos valores.

Fluxo de Caixa Operacional

Como seu nome já indica, o fluxo de caixa operacional evidencia os valores necessários para a operação de uma empresa. Isso inclui todo e qualquer tipo de movimentação que tenha a ver com seu funcionamento, tais como salários e estoque. No entanto, impostos e outros tipos de taxas não costumam ser incluídos neste tipo de fluxo de caixa. Este modelo é mais indicado para negócios que começaram suas operações recentemente e precisam acompanhar os valores de perto.

Fluxo de Caixa Livre

O objetivo do fluxo de caixa livre é apontar a capacidade de uma empresa em gerar capital de gestão. Este modelo deve indicar o saldo disponível a curto, médio e longo prazo. Neste relatório já devem estar descontados todos os valores gastos por fora da operação da empresa, como empréstimos, por exemplo.

Fluxo de Caixa Projetado

Ao contrário dos outros modelos já apresentados, o fluxo de caixa projetado não leva em consideração valores acrescentados ou subtraídos. Afinal, seu objetivo é muito diferente do fluxo de caixa tradicional: tentar prever receitas e gastos futuros. E sua função é muito útil, já que ele é essencial no planejamento do orçamento disponível para pagamento de despesas. Dessa forma, garante-se que todos os pagamentos estejam em dia e evita-se dívidas.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS DO FLUXO DE CAIXA?

Agora você já sabe o que é fluxo de caixa e quais são seus diferentes tipos, mas “e daí”? Afinal, por que você deveria investir seu tempo e recursos preciosos fazendo o fluxo de caixa de sua empresa? Essa é uma dúvida que perturba muitos empreendedores que ainda não conhecem as várias vantagens que essa ferramenta oferece. E, se você também ainda não está convencido de que deveria fazer seu controle de caixa, vamos ajudá-lo a decidir. Para isso, listamos abaixo algumas vantagens que o uso dessa ferramenta em seu negócio oferece. Dê uma olhada e tire suas conclusões.

Economize dinheiro evitando gastos desnecessários

Sabemos que o pesadelo de qualquer empreendedor é desperdiçar dinheiro, e um fluxo de caixa bem feito pode evitar isso. Isso porque fazer o acompanhamento de todo dinheiro que entra e sai da empresa ajuda você a destiná-lo melhor. Por exemplo: você percebe que o software de gestão que utiliza atualmente está caro demais e não vale a pena. Graças ao fluxo de caixa, você percebe que pode trocá-lo por um sistema de gestão gratuito e mais completo. Dessa forma, você economiza um bom dinheiro mensalmente.

Fique em dia com suas obrigações tributárias

Deixar de cumprir as obrigações tributárias pode ser uma enorme dor de cabeça na vida de qualquer empresário. Às vezes, na correria do dia a dia, pode acontecer de você se esquecer de pagar uma coisa ou outra. Mas aí o estrago já está feito e você precisa correr para resolver o mais rápido possível. Se dedicar a fazer um fluxo de caixa, porém, pode evitar essa situação desagradável e poupá-lo de muito constrangimento. Esse acompanhamento permite que você fique de olho em todas as despesas do negócio e cumpra suas obrigações em dia.

Tome decisões orçamentárias mais acertadas

Escolher como investir o dinheiro em sua empresa pode parecer um jogo perigoso e, muitas vezes, arriscado. E pode ficar ainda pior quando você não tem todas as informações de que precisa em mãos. É aí que entra o fluxo de caixa. Quando você sabe exatamente quanto dinheiro entra e sai de sua empresa e como tomar decisões fica muito mais fácil. Dessa forma, você pode definir com mais precisão em que áreas investir e quais consomem dinheiro demais.

Antecipe futuras crises e busque soluções antecipadamente

Toda empresa está sujeita a crises das mais variadas gravidades, e isso faz parte da realidade de qualquer empreendedor. Infelizmente, nem todo negócio sobrevive a essas crises, muitas vezes porque não estavam preparados para lidar com seus efeitos. Mas, por mais simples que pareça, fazer o fluxo de caixa pode ajudar você a evitar esse tipo de situação. Isso porque fazer um acompanhamento financeiro de seu empreendimento pode ser importante para saber quando as coisas não vão bem. Ao primeiro sinal de problemas, você pode tomar atitudes para evitar que a situação se agrave e saia do controle. Isso pode salvar sua empresa.

Saiba os momentos certos para fazer ofertas e promoções

Para quem trabalha com a venda de produtos, fazer ofertas e promoções é uma ótima maneira de enfrentar a concorrência. Afinal, disputar preços faz parte do jogo e quem conquista os consumidores garante um lugar de destaque no mercado. Mas como saber se oferecer produtos mais baratos não vai lhe causar um prejuízo ao final do mês? Fazer seu fluxo de caixa permite que você saiba quando é possível diminuir preços sem afetar os lucros. Assim, você consegue planejar melhor suas ofertas e evita dar um verdadeiro tiro no próprio pé.

APRENDA COMO CALCULAR SEU FLUXO DE CAIXA

Não precisa se desesperar: calcular o seu fluxo de caixa é bastante simples e não exige conhecimentos avançados de contabilidade, apenas paciência. Confira:

  • Construa sua própria planilha ou acesse um relatório personalizado que permita adicionar recebimentos, pagamentos e saldo;
  • Insira nesta planilha todos os valores de cada venda, recebimento ou pagamento realizado, todos os dias;
  • Contabilize os resultados ao final de cada dia, já incluindo o total de receitas e despesas;
  • Ao final de cada mês, faça um novo fechamento levando em consideração despesas como aluguel, impostos, salários, multas etc.;
  • De acordo com o resultado obtido, planeje os próximos passos: é o momento de cortar despesas ou investir no crescimento?

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

COMO ORGANIZAR UM FLUXO DE CAIXA EFICIENTE

Não basta saber como montar uma planilha de fluxo de caixa, é necessário ainda saber organizá-la eficientemente. Afinal, todas as informações financeiras de suas empresa irão passar por ela, então garanta que esteja tudo claro e conciso. Com o tempo, seu fluxo de caixa será capaz até mesmo de indicar problemas financeiros antes que se agravem demais. Por isso, vale a pena investir alguns minutinhos de seu dia para aprender algumas dicas valiosas sobre fluxo de caixa.

Para ajudar você nesta tarefa, separamos a seguir algumas dicas de como organizar um fluxo de caixa eficiente.

Registre todas as movimentações financeiras

O seu fluxo de caixa deve começar com o registro de todos os valores gastos e recebidos por sua empresa. Como é importante saber de onde veio o dinheiro e para onde ele está indo, separe os valores por categorias. Esse controle, além de ajudar você a conhecer os rendimentos e despesas de seu negócio, será útil para evitar desperdícios. Mas é necessário fazer um acompanhamento diário da situação do fluxo de caixa para elaborar um planejamento estratégico melhor. Dessa maneira, você pode evitar eventuais crises e tomar as atitudes necessárias baseadas em dados concretos e confiáveis.

Lembre-se de considerar seu estoque no fluxo

Todo empreendedor sabe a importância de manter um bom estoque e as consequências de cometer erros graves em sua gestão. Na hora de organizar seu fluxo de caixa, não é diferente. Afinal, seu estoque representa um capital que está parado e não pode ser utilizado para outros investimentos. Essa informação é essencial no momento de planejar os próximos passos de sua empresa. É importante também manter seu fluxo de caixa sempre atualizado para saber quanto se pode gastar com o estoque.

Infográfico BLOG

Faça projeções de fluxo, mas seja realista

Manter seu fluxo de caixa atualizado e organizado é útil no momento de fazer projeções de curto e médio prazo. Com ele, você pode fazer uma estimativa de ganhos futuros e planejar-se de acordo com os resultados. Mas é importante também ser realista e prever possíveis dificuldades e prejuízos que sua empresa pode enfrentar num futuro próximo. Ao fim de cada mês, é aconselhável comparar os resultados de seus lucros e despesas com o esperado. Dessa maneira, você estará muito mais preparado para saber quais atitudes tomar para evitar desperdícios e gastos desnecessários. Uma planilha de vendas pode ajudar você.

Utilize o sistema de gestão ideal para sua empresa

Todas essas dicas serão muito úteis para ajudar você a organizar melhor seu fluxo de caixa e torná-lo mais eficiente. Mas a gestão de sua empresa ainda não estará completa sem um sistema de gestão que facilite essas tarefas diárias. É por isso que existe a MarketUP, um ERP 100% gratuito e feito para aumentar o potencial da sua empresa. Por meio dele você pode controlar e repor seu estoque facilmente e gerenciar sua empresa de forma eficiente. E os relatórios personalizados MarketUP reúnem todas as informações do financeiro da sua empresa de maneira precisa e simples.

COMO MELHORAR SEU FLUXO DE CAIXA?

Chegamos, enfim, à questão que todo empreendedor faz a si mesmo ao analisar o próprio caixa de sua empresa. “Como faço para melhorar o meu e mantê-lo sempre no verde, sem prejuízos?”. Essa é uma dúvida bastante comum, afinal, o objetivo de qualquer negócio é gerar sempre cada vez mais lucro, certo? Quebrar a cabeça em busca de ideias para aumentar os lucros e diminuir as despesas infelizmente faz parte da brincadeira.

Em vista disso, separamos quatro dicas para você garantir o sucesso e longevidade do seu empreendimento. Veja e tome as atitudes necessárias em seu negócio.

Corte todos os gastos desnecessários

Infelizmente, ainda é muito comum que empresas fechem as portas prematuramente devido, principalmente, à má gestão de dinheiro. Gastar mais que o necessário pode ser, na maioria das vezes, um verdadeiro tiro no pé. E o pior é que muitas vezes nem sabemos para onde está indo todo aquele dinheiro. Se quiser um fluxo de caixa sempre positivo, procure cortar os gastos de seu negócio. Descubra quais são os maiores vilões de seu fluxo de caixa e descubra como eliminá-los.

Aprenda a dominar a arte da negociação

Saber negociar é uma das habilidades mais desejadas no mundo dos negócios, mas nem todos a possuem. Se você deseja diminuir os custos de sua empresa, é uma boa ideia começar a negociar com fornecedores e clientes. Você pode, por exemplo, garantir a compra de produtos por preços menores sem afetar seu lucro ao final do mês. Como cada centavo economizado faz toda a diferença, seu bolso sentirá os benefícios dessa atitude.

Tenha controle sobre seu estoque

Não é exagero algum dizer que o estoque é o coração de sua empresa. Quando seu estoque vai bem, seu negócio pode prosperar e você pode até mesmo criar ofertas para atrair mais clientes. Porém, quando seu estoque está mal preparado para atender aos consumidores, seu negócio sofre as piores consequências. Portanto, para garantir que seu fluxo de caixa seja constantemente satisfatório, fazer um bom controle de seu estoque é inestimável. Se precisar de ajuda, siga a próxima dica.

Utilize um sistema de gestão em seu negócio

Adotar um bom sistema de gestão para organizar seu negócio garantirá bons resultados em seu fluxo de caixa. Já são muitas as empresas que utilizam um software de gestão para ajudá-las em suas necessidades diárias. Se você não quiser ficar para trás na concorrência, é essencial que seu negócio também utilize um. E, como estamos falando de maneiras para economizar seu dinheiro, por que não optar por um software gratuito? Assim, você garante que sua empresa contará com uma ferramenta de gestão completa sem precisar colocar a mão no bolso.

DICA: se você deseja aprofundar suas habilidades de controle de fluxo de caixa, o Sebrae oferece um curso gratuito e completo sobre o assunto.

Por: Luis Carvalho

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

Os Desafios de ter uma Empresa Familiar

Como trabalhar com os familiares e não prejudicar as relações?

 

A ideia de empresa familiar compreende o fato de que, em algum momento, você, seus filhos ou netos estarão no comando do negócio. O crescimento da empresa será viável por meio da dedicação de cada um, mas ainda assim os conflitos são inevitáveis. O desafio, portanto, é impedir que os problemas comuns do trabalho impactem diretamente no ambiente familiar.

 

É preciso também saber se os herdeiros estão capacitados e comprometidos em assumir o negócio, caso seja necessário. Entretanto, a especialização deve ocorrer quando os atuais líderes ainda estiverem em atividade, não às pressas.

 

Por isso, com base nessas questões anteriores, separamos algumas dicas para você manter uma empresa familiar de sucesso e evitar conflitos; confira.

 

ATENÇÃO À RELAÇÃO FAMILIAR

 

Em uma empresa familiar, é importante deixar claro para todos os parentes quem está dentro do negócio e quem não está. No dia a dia, essa separação será muito importante. Isso evitará alguns problemas no núcleo familiar que dizem respeito ao ambiente de trabalho. Alguns temas discutidos na hora errada, por exemplo, podem gerar um grande problema depois.

 

ESTABELEÇA REGRAS PARA REMUNERAÇÃO

 

Estabelecer critérios de remuneração para cada membro da família e para quem é colaborador da empresa mantém um fluxo de caixa saudável. Inúmeros conflitos podem surgir caso não haja a exposição clara das condições de pagamento. É importante dizer que desempenho e expertise devem pautar esses critérios. Afinal, a remuneração dos familiares ativos na empresa não deve ser necessariamente maior do que de outros funcionários. É preciso levar em conta o tempo no cargo, experiência na função e, claro, o desempenho.

 

NÃO CENTRALIZE DECISÕES

 

Centralizar decisões no fundador da empresa pode deixar os funcionários presos à sua presença. Em uma empresa familiar, é necessário ter um plano alternativo de gestão caso ele precise se ausentar. Afinal, estabelecer essa estratégia pode servir como simplificador de processos em uma eventual sucessão repentina. Por isso, é muito importante ter em mente a importância da gestão participativa e descentralizada, próxima dos funcionários e que resulte em um maior comprometimento da equipe com os resultados.

 

VALORES DO NEGÓCIO E O CONTRATO DE USO DE MARCA  

 

Ao longo da história de uma empresa, podem surgir divergências quanto ao uso da marca. Uma dúvida bastante comum em uma empresa familiar é se os membros podem abrir novas empresas com marcas diferentes. A melhor maneira de tirar qualquer dúvida sobre o assunto é revisar ou reiterar o que está no contrato. Absolutamente tudo deve estar previsto neste tipo de documento.

 

É importante compreender que os valores de uma empresa familiar são elementos que pesam bastante na hora das tomadas de decisão. Geralmente, esses valores também são o diferencial do negócio. Porém, deve haver um cuidado redobrado para que os valores não limitem o posicionamento da empresa.

 

EVITE BRIGAS ENTRE HERDEIROS

 

Aproximadamente 30% das empresas familiares chegam à segunda geração e 5% chegam à terceira. E muitas vezes, há mais do que um candidato para tomar conta dos negócios de uma empresa familiar. O desafio, portanto, é encontrar uma solução pacífica, que agrade ambos os sucessores e ainda esteja de acordo com os interesses da empresa. Uma boa sugestão é estabelecer posições de liderança com pesos semelhantes. Com isso, é possível evitar rusgas desnecessárias e fortalecer o núcleo de gestão.  

 

Porém, apesar da importância de novas ideias e modernização das práticas de negócio com o novo gestor, é necessário compreender a essência da empresa e dar continuidade ao negócio que está estabelecido desde outra geração.

 

 

VEJA MAIS

> As novas tecnologias que podem ajudar seu negócio

> Qual a melhor tecnologia para meu estabelecimento?

> O que é Indústria 4.0? Como ela impacta em seu negócio?

Dois exemplos de práticas simples que podem tornar seu negócio mais lucrativo

466489967

Muitas vezes, pequenas modificações na gestão de sua empresa irão determinar se o resultado mensal dela será positivo ou negativo. Segundo Débora Ikeda, consultora do Sebrae, os gestores de PMEs  “por conta de múltiplas tarefas que desempenham, não conseguem se dar conta de que uma pequena mudança pode trazer vantagens”.

Além de buscar o auxílio prestado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de sua região, é essencial que o empresário entenda a importância de permanecer atento a todos os fatores que fazem parte de seu negócio. Afinal, sem ter uma visão completa da empresa, é impossível determinar se uma mudança é necessária ou não. Para ajudá-lo a entender esse processo, separamos dois casos de empresários que, após observarem com mais atenção seus empreendimentos, conseguiram aplicar pequenas mudanças que lhe trouxeram maior faturamento mensal.

Exemplo 1

Imagine poder aumentar seus lucros apenas trocando as lâmpadas do seu estabelecimento. Um passo parecido com esse foi tomado por uma confecção brasiliense. Ao corrigir problemas como iluminação inadequada, desperdício de matéria-prima e nivelamento das mesas de corte registrou uma redução de gastos de 200%. O consultor do Sebrae Márcio Américo, ressalta a relevância de medidas simples como essa. “É preciso ser eficiente e eficaz, porque não basta ajustar o sistema e ter os melhores produtos, por exemplo, e deixar a luz acesa o tempo todo sem necessidade”, comenta.

Exemplo 2

Padronização em prol do melhor uso de recursos. Esta foi à ação tomada por uma pizzaria – também de Brasília – para melhorar o faturamento mensal. Ao perceber que os recheios das pizzas eram determinados aleatoriamente pelos funcionários, a empresa resolveu padronizar os recipientes dos principais recheios e teve um ganho de R$ 6,5 mil/mês.

Casos como os citados acima, só reforçam a necessidade de que o empresário esteja a par de tudo aquilo que ocorre no seu empreendimento. A proposta do ERP MarketUP é facilitar esse processo. Conheça nossa ferramenta inteiramente gratuita e tenha o controle gerencial de toda a sua empresa a partir do computador ou Tablet. Dentre outras coisas, você poderá evitar o desperdício administrando melhor seu estoque, dispensar o uso de planilhas de papel e perceber de modo eficaz quais produtos geram um maior nível de receita.

Para entender melhor o que a MarketUP pode fazer pelo seu negócio, acesse: http://marketup.com/

Por: João F. Barros

Fonte: Agência Sebrae

Melhore suas estratégias de crescimento em curso gratuito de Gestão Integrada

Fonte: Thinkstock

Após enfrentar as dificuldades da abertura e dos primeiros meses de um negócio, um dos principais desafios do pequeno empresário consiste em analisar, de modo eficaz, os fatores internos e externos de seu empreendimento. Este ponto é essencial para que ele seja capaz de elaborar estratégias consistentes de crescimento e aumente assim, o valor de mercado de sua empresa.

Pensando nestes empreendedores que já conseguiram superar as demandas iniciais da abertura do próprio negócio e que desejam manter sua empresa competitiva, o Blog MarketUP destaca hoje o curso GEI – Gestão Empresarial Integrada, oferecido gratuitamente pelo Sebrae. Com carga horária equivalente a 15 horas, o curso é voltado para pequenos empresários com negócios em funcionamento há no máximo dois anos.

Ao explorar os tópicos abordados no GEI, o empreendedor poderá adquirir conhecimentos relativos às estratégias de competitividade, expectativas do cliente, excelência empresarial e as relações entre sociedade, empresa e meio ambiente. Dividido em cinco módulos, o curso Gestão Empresarial Integrada faz parte da plataforma de Educação a distância (EAD) do Sebrae.

Para verificar mais informações e fazer a matrícula gratuitamente neste curso, basta acessar o link: http://www.ead.sebrae.com.br/tenho-uma-empresa-de-pequeno-porte/gei-gestao-empresarial-integrada/

Por: Redação MarketUP