Últimas postagens

Ver todos

E aí, vamos falar de moda? Como vender no Instagram e WhatsApp

Se você é empresário de moda e deseja vender online, saiba como vender nas redes sociais Instagram

 

Os canais de vendas nos últimos tempos têm se diversificado. Além do e-commerce e loja física, um canal com bastante destaque para expor produtos e vender são as redes sociais, principalmente quando falamos de moda. Quer saber como vender no Instagram e WhatsApp, vem conferir neste artigo como adequar o seu negócio nestes canais.


Veja algumas dicas de como vender online sem ter uma loja virtual. Esse conteúdo é tão amplo que foi dividido em duas partes pra você! Acompanhe as ideias abaixo e transforme as vendas digitais na grande oportunidade dessa crise! E não deixe de conferir a Parte 2!

Parte 1 – Redes sociais: Instagram e WhatsApp

A venda por meio das redes sociais não é novidade, mesmo antes da crise já era o principal canal de vendas para muitas marcas. É possível utilizar várias delas de forma comercial, mas para negócios de moda a mais indicada hoje é o Instagram. Além de ser uma rede social com forte apelo visual, tem grande audiênciaconteúdos e consumidores de moda. Combinada com o WhatsApp são ferramentas poderosas de presença, relacionamento e vendas para marcas e empresários.  

Se você é uma marca e já está no mercado, provavelmente já possui uma conta no Instagram. Se ainda nãoé bem fácil criar a sua e coloque o nome de sua empresa, mas antes leia esse post até o final!  

Conta criada, considere que ela é sua loja e seu perfil é sua marca. Parabéns, você acaba de criar um canal de vendas online! Para começar a movimentar sua marca via Instagram vale as dicas abaixo:

Dica 01 – Transforme seu perfil em “perfil comercial”

Muita gente não sabe, mas em 2016 a rede social permitiu a criação de contas comerciais com a finalidade de diferenciar um perfil pessoal do perfil de uma empresa, oferecendo também outras funcionalidades que podem te ajudar na gestão do seu negócio. Além disso um perfil comercial já mostra para o público que sua empresa tem uma postura profissional e busca oferecer o melhor tipo de atendimento — com todos os recursos disponíveis na ferramenta. 

Se você ainda não tem um perfil comercial, pode cria-lo agora! Esses sites dão o passo a passo de como fazer:

Dica 02 – Tenha uma Bio inteligente

A bio é aquele espacinho no topo do aplicativo que traz informações sobre o seu perfil e a sua marca. É o espaço que deve comunicar ao visitante qual é o seu negócio e quais os seus diferenciais. Ela deve ser interessante a ponto de convertê-los em seguidores e em futuros clientes.  A bio é o primeiro ponto de contato do seu visitante antes do seu feed. Por isso é super importante você dizer claramente quem você é!  

Quer saber mais sobre como construir uma bio de sucesso? Veja esse vídeo da Camila Renaux, que fala super bem sobre esse assunto.

Dica 03 – Seu feed é sua vitrine!

No mundo da moda a vitrine é uma das principais ferramentas de atração clientes para dentro das lojas. No Instagram não é diferente. Se sua conta é sua loja e seu perfil é sua marca, seu feed é sua vitrine.  

É importante que os negócios de moda que desejam investir no Instagram mantenham seu feed com fotos de qualidade dos seus produtos, além de outros conteúdos que possam apoiar as vendas.

Dicas quentes:

  1. Mostre fotos das araras, do seu espaço físico, para que o/a cliente perceba que o seu negócio é estabelecido além das redes sociais, e, se ele desejar, é uma opção o atendimento presencial também (dica para quando acabar o isolamento social).
  1. Mostre fotos de looks completos, mostrando que sua loja tem uma curadoria de estilo e busque com isso alavancar o tíquete médio – ou seja, o número de peças vendidas por cliente. Faça parcerias com consultoras de imagens que possam te ajudar a montar os looks e ofereçam conteúdo no seu perfil e em troca da divulgação do seu trabalho.

Use modelos reais nas suas fotos! Evite pegar fotos de modelos na internet usando as mesmas roupas. Por mais que seus fornecedores possam ter fotos super elaboradas com roupas que você também vende, em geral, elas não representam a identidade da sua marca. Utilizar as fotos de fornecedores pode deixar o seu feed sem identidade e desconectado do que você oferece.

Não é necessário contratar modelos, mas é interessante que suas clientes conheçam a modelagem do produto, o caimento, o comprimento das peças. Lembrem-se: elas não estão tocando nas roupas, por isso, o máximo de informações que puder passar por meio da foto é ideal. Por isso é momento de você entrar na frente das câmeras ou convidar uma amiga, uma tia, uma sobrinha, para ser sua garota ou garotas propaganda!

Quer saber mais sobre como construir um feed harmônico e organizadoVeja esse vídeo da Camila Renaux, que fala super bem sobre esse assunto.

Dica 04 – Produza conteúdo

Essa é a dica do milhão! A finalidade das redes sociais, seja ela qual for, é a conversa, o bate papo, a troca de informações e interação entre as pessoas. Por isso, só a venda de produtos não é suficiente para manter seu canal interessante e acessado. A criação de bons conteúdos se tornou algo muito importante e, hoje, é uma das estratégias indispensáveis para se ter sucesso na internet.

Trazer dicas úteis para seus clientes é uma boa forma de produzir conteúdo complementar no seu canal. Seu perfil está disponível para os seus seguidores 24 horas por dia, 7 dias na semana, por isso nem sempre eles vão acessar o seu espaço para comprar. Ter informação interessante e de qualidade é fundamental para manter um cliente sempre presente que lembrará da sua marca no momento da compra.

Que tipos de conteúdo eu posso oferecer no meu canal de moda?

  1. Tendências, cores e modelos da temporada
  1. Dicas sobre organização de guarda-roupas e closets
  1. Dicas sobre a lavagem e armazenagem de peças delicadas
  1. Dicas de montagem looks para diversas ocasiões
  1. Notícias do mundo da moda
  1. Dicas sobre o universo do seu público: dicas sobre o universo feminino, infantil, praia, fitness, masculino – de acordo com os produtos que você venda 

Ponto importante é que nem sempre você será o gerador de todo esse conteúdo, até porque alguns deles exigem a presença de um profissional qualificado para entregar informação de qualidade. Faça parcerias! Personal stylists, maquiadores, consultores de imagem, personal organizers e muitos outros podem ser parceiros na construção dos temas. Ele ganha visibilidade e autoridade no Instagram e você um conteúdo de qualidade e mais seguidores.  

É importante saber também que o modelo de textos no Instagram são textos curtos. Se você gostar da ideia e quiser escrever mais direcione seus seguidores para outros canais, um blog, site, LinkdIn ou outros.

Dica 05 – Abuse dos stories, vídeos, lives e destaques para apresentar os seus produtos 

A geração de conteúdo não deve ser explorada só no feed, na verdade uma das grandes ferramentas de engajamento no Instagram são os Stories. Por ser de rápido consumo e ter um apelo visual incrível, os Stories te ajudam a captar rapidamente a atenção do público e opinião deles sobre determinado assunto.  

Disseminar conteúdos por meio de vídeos faz muito sentido no Instagram. Você pode utilizar vídeos tanto no feed (no máximo 1 minuto), no stories ou num espaço específico do Instagram, que é o IGTV. Hoje os vídeos são a maneira mais eficiente de trazer engajamento e atenção para a sua marca. Seus clientes se identificam primeiro com o que você fala e depois com o que você vende. Explore essas ferramentas!  

Confira a diferença entre Feed e Stories e se prepare para a sua produção de conteúdo. 

E conheça outras formas de trabalhar com vídeos e stories no Instagram nesse vídeo.

Vendas por WhatsApp

Além de utilizar seu Instagram como vitrine para os seus produtos e ponto de contato com os seus clientes, uma forma de potencializar esse canal de vendas é utilizar o WhatsApp ou o Telegram para aproximar ainda mais esse relacionamento. Você pode distribuir os conteúdos também por WhatsApp por meio de listas de transmissão, grupos ou formar um grupo da sua marca no Telegram.

A vantagem do Telegram em relação ao WhatsApp é que ele permite grupos para um número maior de pessoas. Enquanto um grupo de WhatsApp tem o limite de 256 membros, no Telegram são permitidos até 200 mil integrantes. Via Telegram é possível que você utilize também as famosas enquetes, as mesmas que o Instagram possui para movimentar as suas redes. A venda por esses canais deve ser a mais direta e facilitada possível. Por isso, é importante que suas peças sigam com os valores e formas de pagamento, as promoções devem ser anunciadas logo de início, o que chama a atenção de seus clientes para explorar os conteúdos.

Gostou das dicas? Agora que você já conhece os primeiros passos para começar suas vendas no Instagram saiba que tem mais oportunidades no mundo digital antes de abrir o seu e-commerce.

 

FONTE: Sebrae

PMEs participam de versão do São Paulo Fashion Week

SPFW Day (Dia do São Paulo Fashion Week) vai incentivar empreendedores da moda em Alagoas, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro

A 4ª edição do SPFW Day levará a experiência do São Paulo Fashion Week para três estados: Maceió (AL), Campo Grande (MS) e Rio de Janeiro (RJ). O evento, parceria entre o Sebrae e o Instituto Nacional de Moda e Design (IN-MOD), vai apresentar a um grupo de empresários que não puderam comparecer ao SPFW os principais destaques da maior semana de moda da América Latina. Em Maceió, o evento será nos dias 11 e 12 de julho, em Campo Grande, 25 e 26 de julho, e no Rio de Janeiro, 15 e 16 de agosto.

O evento é voltado para micro e pequenas empresas de moda e design. O intuito é promover a reflexão sobre a produção local e dar visibilidade às marcas. No primeiro dia de SPFW Day, o público participa de uma palestra do fundador do maior evento de moda do país, Paulo Borges. Ele falará sobre a temporada N45 do SPFW, que aconteceu em abril deste ano e dará um panorama sobre os caminhos da moda brasileira.

Já no segundo dia, duas palestras técnicas servem de apoio para os participantes: Uma apresentada por um estilista do SPFW e a outra focada no futuro do varejo com Iza Dezon, da Peclers Paris. Além disso, uma exposição vai apresentar os melhores momentos da SPFWN45 para os visitantes.

“Levar a experiência do SPFW para perto dos pequenos negócios que atuam com moda em outros estados é promover ampliação de mercado e inovação para as empresas desse macrossegmento, que tem uma expectativa de crescimento de 2,6% por ano, em média, até 2021, no Brasil”, assinala a diretora técnica no exercício da presidência do Sebrae, Heloisa Menezes.

Reconhecimento

Além das palestras, cinco empresas receberão o selo ‘SPFW Ama’, que valoriza criações de micro e pequenas marcas de moda e design brasileiras que se destacam pela identidade, originalidade, design, qualidade e inovação na proposta criativa e desenvolvimento de materiais. Em 2017, cerca de 20 produtos foram reconhecidos nos estados do Pará, Rio Grande do Norte e Santa Catarina. Os curadores devem escolher, no mínimo, cinco produtos para receber o selo, podendo extrapolar a quantidade de acordo com a avaliação da equipe.

As peças que recebem a tag ‘SPFW Ama’ ampliam a visão do consumidor para a marca. Além das etiquetas nos produtos escolhidos, o selo poderá ser aplicado nas vitrines das lojas físicas e virtuais das marcas, bem como em suas redes sociais. Galerias destacando os produtos selecionados serão publicadas no portal de moda e lifestyle ffw.com.br e também nas redes sociais oficiais do São Paulo Fashion Week.

Fonte: Agência Sebrae Notícias

O que é preciso saber para investir no mercado de Moda?

O mercado de moda se encontra em constante crescimento, impulsionado principalmente pelo o e-commerce, veja os motivos para investir neste setor

 

Moda é um termo amplo e digno de diversas pesquisas que examinam desde as tendências contemporâneas de consumo, até os costumes e vestimentas de determinados períodos de tempo na história. Mas o mercado de moda é um dos maiores atualmente, e diversos empreendedores têm centrado suas atenções para esse campo de negócios.

 

Segundo pesquisa da Abit, a perspectiva do consumo de vestuário no Brasil, a produção de vestuário deve aumentar 2,5%, para 6,05 bilhões de peças em 2018. Pensando em você que está cogitando montar um negócio no ramo, nós separamos algumas informações e novidades dessa área em que a visão empreendedora é um fator fundamental para o sucesso.

 

Inovações

 

O mercado de moda é alvo de constantes inovações e mudanças. Uma delas está presente na forma de pagamento que algumas redes de varejo adotaram para seus clientes. Conhecido como self check-out, este sistema permite que o consumidor faça a sua compra, passe os produtos no leitor, pague e saia da loja. Segundo desenvolvedores desse sistema, o self check-out permite que o comprador administre de forma independente o seu tempo, e o processo de compra acaba por ser mais rápido, aumentando assim a sua satisfação.

 

Preparação

 

Tendo em vista o crescimento do mercado nacional, diversas instituições já oferecem cursos voltados para área de gestão de negócios com foco em moda. É um passo interessante para aqueles que desejam se preparar melhor para um setor que possui suas próprias especificações. Os cursos abrangem vários níveis de ensino superior – graduação, cursos sequenciais e pós-graduação.

 

Sustentabilidade

 

Uma das grandes tendências do mercado têxtil e da moda é a utilização de matérias-primas naturais e o investimento no conceito de sustentabilidade. Materiais que seguem padrões sustentáveis – como couros alternativos, por exemplo –, além de técnicas de produção artesanal, são elementos que estão em alta no mercado. Os chamados econegócios, são campos de investimento que trazem vantagens para o empreendedor brasileiro, já que o país é rico em recursos naturais e fontes de material de produção.

 

Resumindo

 

Se você pensa em investir no mercado de vestuário, esteja preparado para atuar em uma área de constantes mudanças, sempre aberta a inovação tecnológica, e que exigirá do investidor ampla visão empreendedora.

 

Como a MarketUP pode te ajudar em seu comércio de vestuário?

 

Para você que pretende investir em moda, ou já tem um negócio no setor, o ERP MarketUP alia aos nossos outros recursos a ferramenta de Grade, que te possibilita registrar vários produtos sob um único código de barras, diferenciando-os por cor e tamanho.

 

Este é um dos recursos disponíveis  de forma inteiramente gratuita e sem limitações de uso no ERP MarketUP.  Você pode obter mais informações sobre as funcionalidades do nosso sistema, através dos canais de atendimento disponíveis no site – http://marketup.com/.

Por: João F. Barros

O que é preciso saber para investir no mercado de Moda?

O mercado de moda se encontra em constante crescimento, impulsionado principalmente pelo o e-commerce, veja os motivos para investir neste setor

Moda é um termo amplo e digno de diversas pesquisas que examinam desde as tendências contemporâneas de consumo, até os costumes e vestimentas de determinados períodos de tempo na história. Mas o mercado de moda é um dos maiores atualmente, e diversos empreendedores têm centrado suas atenções para esse campo de negócios.

Segundo pesquisa da Abit, a perspectiva do consumo de vestuário no Brasil, a produção de vestuário deve aumentar 2,5%, para 6,05 bilhões de peças em 2018. Pensando em você que está cogitando montar um negócio no ramo, nós separamos algumas informações e novidades dessa área em que a visão empreendedora é um fator fundamental para o sucesso.

Inovações

O mercado de moda é alvo de constantes inovações e mudanças. Uma delas está presente na forma de pagamento que algumas redes de varejo adotaram para seus clientes. Conhecido como self check-out, este sistema permite que o consumidor faça a sua compra, passe os produtos no leitor, pague e saia da loja. Segundo desenvolvedores desse sistema, o self check-out permite que o comprador administre de forma independente o seu tempo, e o processo de compra acaba por ser mais rápido, aumentando assim a sua satisfação.

Preparação

Tendo em vista o crescimento do mercado nacional, diversas instituições já oferecem cursos voltados para área de gestão de negócios com foco em moda. É um passo interessante para aqueles que desejam se preparar melhor para um setor que possui suas próprias especificações. Os cursos abrangem vários níveis de ensino superior – graduação, cursos sequenciais e pós-graduação.

Sustentabilidade

Uma das grandes tendências do mercado têxtil e da moda é a utilização de matérias-primas naturais e o investimento no conceito de sustentabilidade. Materiais que seguem padrões sustentáveis – como couros alternativos, por exemplo –, além de técnicas de produção artesanal, são elementos que estão em alta no mercado. Os chamados econegócios, são campos de investimento que trazem vantagens para o empreendedor brasileiro, já que o país é rico em recursos naturais e fontes de material de produção.

Resumindo

Se você pensa em investir no mercado de vestuário, esteja preparado para atuar em uma área de constantes mudanças, sempre aberta a inovação tecnológica, e que exigirá do investidor ampla visão empreendedora.

Como a MarketUP pode te ajudar em seu comércio de vestuário?

Para você que pretende investir em moda, ou já tem um negócio no setor, o ERP MarketUP alia aos nossos outros recursos a ferramenta de Grade, que te possibilita registrar vários produtos sob um único código de barras, diferenciando-os por cor e tamanho.

Este é mais recurso disponível de forma inteiramente gratuita e sem limitações de uso no ERP MarketUP.  Você pode obter mais informações sobre as funcionalidades do nosso sistema, através dos canais de atendimento disponíveis no site – http://marketup.com/.

Por: João F. Barros

Três Funcionalidades do Sistema de Gestão MarketUP Excelentes Para Sua Loja de Roupas

Ter uma loja de roupas ou um varejo que atue no mercado de moda é o sonho de muitos empreendedores e empreendedoras. Quando analisamos dados do segmento no país, conseguimos verificar que esta meta – se bem planejada – tem boas chances de se tornar rentável. Segundo o especialista em varejo e empreendedorismo, Cláudio Forner, o Brasil é o 4º país no varejo de moda em termos de desempenho econômico e o que mais cresce no setor. “Não existe concentração de mercado, o empreendedor da moda tem de ficar atento à movimentação do grande varejo que dita o ritmo do mercado e tem apenas 10% deste comércio. Existe um grande mercado para o pequeno varejo, basta prestar atenção”, comenta Cláudio.

É natural que informações como essas motivam qualquer futuro empreendedor. Entretanto, você já deve saber que, apesar de essencial, a análise do cenário externo não é o único fator que trará sucesso para o seu negócio. Força de vontade, organização e planejamento são alguns dos outros elementos fundamentais para que seu sonho torne-se algo viável. Além disso, quando a empresa sair do papel, uma boa gestão de suas finanças, estoque, fornecedores e vendas será aquilo que poderá lhe trazer pontos diferenciais em um mercado tão competitivo.

Com tantas coisas para dar conta, nada melhor do que um sistema capaz de organizar todas essas informações para você em uma plataforma única e inteligente, a qual você pode acessar através de um Computador simples, Notebook, Tablet ou Smartphone. Imagine agora que este sistema é gratuito e com ele você vai poder gerenciar todos os setores do seu negócio (finanças, estoque, fornecedores e vendas) de um modo rápido e fácil.

Gostou? Pois essa é a proposta do Sistema de Gestão MarketUP, um ERP sem custos voltado para micro, pequenas e médias empresas!

E, para auxiliar os pequenos empreendedores que administram – ou administrarão –, uma loja de roupas, confira agora três funcionalidades do Sistema de Gestão MarketUP que certamente serão muito úteis para o seu negócio:

Grade de Produtos

Com o recurso da Grade de Produtos, ao cadastrar um novo item, você possui a opção de selecionar o estoque com grade. Isso lhe dará total liberdade na adição de variadas cores e tamanhos na hora de cadastrar uma peça de roupa, por exemplo. Cadastre da maneira que preferir e for mais funcional para o seu negócio.

Gestão de Compras e Fornecedores

Através do módulo de compras você poderá cadastrar sua lista de fornecedores, agenda de pagamentos de faturas e recebimentos de mercadorias, além de poder gerir seus orçamentos e importar suas notas fiscais de compra pelo sistema. E lembre-se: tudo isso integrado a seu estoque e financeiro!

Loja Virtual

Aumente sua fonte de recursos vendendo suas peças também pela internet! Tenha a sua disposição os principais recursos para ter uma Loja Virtual Completa, como integração com os Correios para cálculo de envios, integração com os principais meios de pagamentos do mercado (PayPal, Bcash e PagSeguro), opções de cores e layouts, além de poder trabalhar a gestão de pedidos, financeiro e estoque da sua Loja Virtual e Física em um único sistema.

Então, se você já tem o seu negócio, não deixe de usar um ERP criado para atender exclusivamente as PMEs. E, caso esteja planejando abrir sua empresa, não se esqueça: o Sistema de Gestão MarketUP está aqui, basta começar a usar!

Por: Redação MarketUP