Últimas postagens

Ver todos

Como Surgiram Algumas das Principais Marcas Esportivas

Persistência e coragem para enfrentar grandes desafios são pontos em comum entre os primeiros empresários de artigos esportivos

Muitas empresas que desenvolvem equipamentos para atletas são sinônimos de superação. Elas começaram pequenas. Cresceram por conta do esforço de seus donos. Por fim, ganharam o mundo. Conheça a história de algumas marcas esportivas e inspire-se.

Nike

Treinador de corrida da Universidade de Oregon, Bill Bowerman estudava novos métodos para melhorar o desempenho de seus atletas. Depois de incessáveis tentativas, ele encontrou alguns meios de tornar os tênis de corrida mais eficazes. Ofereceu sua ideia para as grandes fabricantes de calçados, mas nenhuma aceitou. Após o revés, ele mesmo resolveu fazer melhores tênis para seus atletas.

Phill Knight, corredor de destaque da Universidade de Oregon, após se formar em finanças decidiu ir ao Japão a fim de fazer uma parceria com a fabricante de tênis de corrida Onitsuka Tiger (atual ASCIS). O acordo foi firmado. Knight revenderia os tênis japoneses nos Estados Unidos.

De volta a sua terra natal, Kinght soube que seu ex-treinador Bill Bowerman queria ser seu sócio em sua distribuidora de calçados esportivos. A partir de um investimento de 500 dólares cada, eles formaram a Blue Ribbon Sports (BRS). Enquanto Knight fazia com que as vendas dos tênis japoneses aumentassem, Boweman os abria para ver a tecnologia neles presente.

Criada na costa oeste dos Estados Unidos em 1964, a BRS teve um rápido sucesso. Em 1970 a empresa já estava presente na costa leste do país. Decididos a aumentar seus lucros, eles resolveram fazer sua própria linha de tênis de corrida, mais leves e confortáveis do que os calçados japoneses. A inspiração para os novos modelos veio em um café da manhã. Assim, Bowerman despejou borracha no aparelho de fazer waffle e criou o molde do que seria a primeira entressola inteiriça da história. A partir dessa descoberta, eles desenvolveram o primeiro tênis da marca.

O novo tênis precisava de uma marca com nome de impacto. A ideia de dar o nome “Nike” veio do também corredor e primeiro funcionário da nova empresa, Jeff Johnson, que diz ter sonhado com a Nike, deusa grega que, segundo a mitologia, conseguia voar e alcançar altas velocidades. A partir daí os alicerces da empresa estavam prontos. Nem precisamos afirmar que a empreitada foi certeira.

Irmãos Dassler: o surgimento da Adidas e Puma

Aldolf e Rudolf Dassler nasceram no final do século XIX em uma pequena cidade da Alemanha chamada Herzogenaurach. Desde criança, a rivalidade fazia parte de suas vidas. Porém, isso não os impediram de montar um grande negócio, a Gebrüder Dassler Schuhfabrik, que em alemão significa “Fábrica de Sapatos Irmãos Dassler”.

O momento podia não ser o mais propício para abrir uma empresa na Alemanha. O fim da Primeira Guerra Mundial tinha sido há apenas dois anos. Os alemães estavam devastados, mas isso não abalou o sonho dos filhos de Paulina e Christoph Dassler.

Após voltar da Primeira Guerra Mundial, Adolf começou a produzir calçados esportivos na lavanderia da casa de sua mãe. Logo depois, seu irmão Rudolf, juntou-se a ele e passou a vender os tênis de uma forma impressionante. E foi assim durante anos. Enquanto Adolf se concentrava em criar os tênis mais leves e confortáveis para a prática esportiva, Rudolf se esforçava para comercializá-los.

Com a ascensão do Partido Nazista, os irmãos se colocaram a favor do novo regime, por conveniência, já que os nazistas incentivavam a prática esportiva, o que, consequentemente, aumentava seus lucros. Mesmo assim, pouco antes das Olimpíadas de 1936, realizada em Berlim, os irmãos foram ao encontro do atleta afro-americano Jesse Owens e o convenceram a utilizar um par de tênis fabricado pela dupla. A jogada de marketing deu muito certo. O americano conquistou quatro medalhas de ouro e os tênis dos irmãos Dessler se tornaram mundialmente conhecidos.

Apesar dos altos lucros da Gebrüder Dassler Schuhfabrik, as brigas entre Adolf e Rudolf eram constantes. O ano de 1948 foi o estopim e cada um resolveu seguir seu próprio caminho. Adolf, que também era conhecido como Adi, criou a Adidas a partir das inicias Adi Dassler. Rudolf criou a Ruda, também com as inicias de seu nome (Rudolf Dassler). Por acreditar que Puma soaria mais esportivo, posteriormente, ele trocou o nome da empresa, assim como seu logo.

Na época, as brigas entre os irmãos dividiu Herzogenaurach. Cortada por um rio, a cidade abrigava a fabrica da Adidas de um lado e a da Puma de outro. A rivalidade entre os irmãos era tanta que, mesmo após eles morrerem seus familiares fizeram questão de enterrá-los em um mesmo cemitério, mas em extremidades opostas.

ASICS

Após voltar da Segunda Guerra Mundial, em 1945, o japonês Kihachiro Onitsuka arrumou um emprego em uma empresa de importação e exportação na cidade de Kobe, ele trabalhou lá por apenas três anos – tempo necessário para juntar dinheiro para abrir seu próprio negócio.

Em uma conversa que teve com seu amigo e parceiro de guerra, Kohei Hori, Onitsuka perguntou o que ele achava de seu novo projeto. Seu amigo respondeu com uma máxima do poeta romano Juvenal “se você reza para Deus, você deveria rezar por uma mente saudável em um corpo saudável” (em latim, Anima Sana in Corpore Sano), que futuramente seria o significado do acrônimo ASICS.

O começo da nova empresa de Onitsuka não foi moleza. Como na época, os tênis de basquete eram um dos menos desenvolvidos, o novo empresário resolveu investir nessa área e começou a produzir tênis de basquete na sala de estar de sua casa. Por conta dos tênis possuírem uma cara de tigre desenhada, eles passaram a ser vendidos como Onitsuka Tiger.

Apesar dos primeiros tênis da Onitsuka Tiger terem sido bastante comercializados nos primeiros anos da empresa, foi só dois anos depois, em 1951, que Onitsuka teria a ideia que levaria a empresa a outro patamar. Enquanto comia polvo e analisava os tentáculos, ele descobriu uma maneira de desenvolver um solado mais aderente, inspirado nas ventosas do animal. Isso fez com que ele conquistasse 50% do mercado de calçados no Japão.

Com mais dinheiro para investir, outras inovações vieram rapidamente. Em 1953 a marca de Onitsuka desenvolveu o Marathon Tabi, tênis próprio para maratonas, que viria a ser usado por Abebe Bikila, maratonista acostumado a correr descalço. Além dos calçados para maratonas e basquete, Onitsuka Tiger passou a investir em diversos esportes ao longo de suas primeiras décadas de existência. Vôlei, wrestelling e ginástica foram algumas das modalidades que ganharam tênis especiais feitos pela empresa.

Reebok

No fim do século XIX, o fundador da Reebok, Joseph William Foster era apenas um velocista e membro do clube atlético Bolton Primrose Harries, da Inglaterra. Por não ser excepcional nas pistas, ele buscou aprimorar seus equipamentos.

Sua brilhante ideia poderia soar um pouco maluca: adicionar alguns pregos à sola de seus tênis. Ao testar seu mais novo invento, ele notou uma melhora em seu desempenho. Como resultado, seus companheiros de treino também quiseram calçar os tênis criados por Foster.

Pouco tempo depois, seu produto ganhou grande notoriedade entre os atletas ingleses de atletismo. Então, entre 1895 e 1900 Foster dedicou-se a produzir à mão os tênis de corrida para os velocistas de elite da Inglaterra.
A fama dos “Foster’s” logo alcançou os atletas de outros países, que também se interessaram por aquele calçado capaz de torná-los mais rápidos. Então, para suprir as demandas, em 1900, Foster abriu sua própria fábrica, a J.W. Foster and Sons.

Ao longo dos anos, a J.W. Foster and Sons se consolidou no mercado inglês de calçados esportivos. Os tênis de corrida, principal produto da empresa, foi referência mundial por 50 anos, sendo usados por grande parte dos melhores velocistas do mundo.

O nome “Reebok”, no entanto, só foi aparecer em 1958, quando dois netos de Joseph Foster renomearam a empresa. A renomeação foi mais uma jogada de marketing, já que “Reebok” é uma rápida e ágil gazela africana.

Por Guilherme de Souza Guilherme