Últimas postagens

Ver todos

Como as PMEs podem fazer parceria com grandes negócios

Se pergunte por que você precisa de uma parceria, ela pode ser um relacionamento de troca, um acordo de divisão de receitas e até mesmo um patrocínio, podendo ser até os três

Não se deixe intimidar quando você se aproxima de grandes empresas sobre ideias de parceria – as pequenas empresas têm muito a oferecer. Quando você está começando, pode ser difícil abordar grandes marcas sobre uma possível parceria.

É difícil fazer com que uma grande empresa responda, muito menos concordar com uma reunião. Depois, há a questão de se conectar com a pessoas certa que tem a autoridade para influenciar a tomada de decisões. Mas, como um pequena empresa inovadora, você terá muito a oferecer, por isso não fique de fora.

No entanto, como você começa essas conversas iniciais? E a partir da[i como você protegerá os seus interesses mais importantes? Aqui estão algumas dicas para te ajudar neste caminho:

1. Saiba o que você quer

Antes de começar a abordar empresas, considere o porquê você precisa de uma parceria. É um relacionamento de troca que você procura, um acordo de divisão de receita, patrocínio, ou os três simultaneamente?

É essencial que você seja claro em relação às suas perspectivas e expectativas, sabendo quais seriam os resultados mais importantes para sua empresa antes de você começar. Você estará em uma posição muito melhor para obter uma resposta positiva de um parceiro se puder articular claramente o por que você deveria trabalhar em conjunto.

2. Saiba o que eles querem

Não selecione uma empresa apenas porque ela é uma marca de rua. Faça uma pesquisa e certifique-se de que seus valores e objetivos estejam alinhados com os seus – caso contrário, você poderá desperdiçar uma enorme quantidade de tempo em busca de um acordo que nunca se concretizará.

Por exemplo, observe onde um parceiro em potencial está gastando seus orçamentos de marketing e Responsabilidade Social Corporativa (CSR). Se isso corresponder bem ao trabalho que você está fazendo, é mais provável que ele deseje participar e conversar sobre comerciais.

3. Domine seu campo

Grandes empresas recebem centenas de ofertas de parceria, por isso, um e-mail genérico não o corta. Concentre-se – saiba com quem você precisa falar, seja conciso e rápido para destacar como você pode agregar valor aos negócios deles. 

Muitas empresas menores se decepcionam porque estavam muito conscientes de seu tamanho em relação a algum parceiro. Em última análise, você é um líder em seu campo, então você deve estar confiante no trabalho que você faz. Se ainda estiver preocupado, faça uma breve apresentação, incluindo um portfólio de cobertura da mídia e um resumo dos principais marcos da empresa para compartilhar com clientes em potencial.

4. Mantenha sua conversa fluindo

Quando tiver sucesso (e com persistência, você terá) mantenha um relacionamento próximo com o novo parceiro. Esteja preparado para ser firme. Não importa o tamanho deles, se você achar que um parceiro não está cumprindo a proposta, esteja pronto para informá-los.

5. Toque na sua rede

Assegurar sua primeira grande parceria é sempre o mais difícil, mas uma vez que você tenha uma, isso pode levar a um mundo de novas oportunidades. Pergunte a seus parceiros se há alguém a quem possam apresentar. 

Ou, se você abordar novos parceiros em potencial sem uma introdução calorosa, saliente que já conseguiu gerenciar uma transação em larga escala antes. Se você fez isso uma vez, não há razão para que você não possa fazer isso novamente. 

Portanto, considere a cada esquecimento uma oportunidade para refinar sua apresentação, avaliar o que você está oferecendo a um parceiro e, em seguida, encontrar um novo alvo qualificado. Isso só será mais fácil.

Fonte: Douglas Lloyd em Telegraph

Networking: como melhorar suas habilidades

Suas habilidades de networking podem te ajudar a ganhar mais dinheiro

Networking é uma palavra em inglês que indica a capacidade de estabelecer uma rede de contatos, ou uma conexão, com algo ou com alguém. Essa rede de contatos é um sistema de suporte onde existe a partilha de serviços e informação entre indivíduos ou grupos que têm um interesse em comum.

A sua capacidade de agregar o valor real para sua empresa depende do quão bem você constrói e alavanca a sua rede de relacionamentos. Na verdade, custa dinheiro para a sua empresa não fazer um bom networking.

Um empresário que não é bom em se relacionar você pode estar perdendo conhecimento e dicas sobre oportunidades que simplesmente não estão disponíveis por meio de canais comuns.

Acompanhe, 5 habilidades de networking que te farão ganhar dinheiro:

1.Não crie conversas entediantes

Networking é basicamente sobre pessoas tanto quanto negócios, e ter um relacionamento pessoal mais forte com seus contatos acabará por torná-los mais valiosos para você – sem mencionar que deixa as suas relações mais agradáveis.

2.Ligue ou mande e-mails para os cartões de visita

Depois de participar de um evento de networking , é provável que você volte para casa com uma pilha de cartões de visita ou pedidos de amizade de muitas pessoas que acabou por conhecer. Pode ser fácil simplesmente deixá-los de lado em favor de preocupações mais urgentes, mas isso é um erro. As pessoas rapidamente esquecem nomes, rostos e, sem uma acompanhamento adequado é improvável que mostrem um retorno certeiro do tempo que você passou fazendo networking.

Sendo assim, entre em contato com qualquer pessoa interessante que você tenha conhecido, especialmente com as pessoas que você passou mais tempo conversando, mesmo que seja para enviar um breve e-mail ou uma postagem nas redes sociais.

3.Faça networking no trabalho

No final de um longo dia, a última coisa que a maioria das pessoas quer fazer é participar de eventos ou socializar com outras pessoas. Mas não desanime.

Em vez disso, faça seu networking na sua empresa ao longo do dia e também com as pessoas fora dela, com quem você tem contato regular. Usar o tempo de trabalho para socializar com outras pessoas em seu campo não é esquivar-se da responsabilidade.

4.Seja ativo nas redes sociais

Manter um perfil no LinkedIn é uma das maneiras mais fáceis de ter uma noção clara da sua rede de relacionamentos. Você  tem a opção de ver como suas conexões podem lhe oferecer um contato maior com uma determinada pessoa ou empresa, aumentando suas chances de contratação e parcerias.

5.Pense de uma forma em que todos ganham

As melhores redes de negócios são aquelas que beneficiam todos os envolvidos. Portanto, escute as solicitações de seus contatos e encontre maneiras de concedê-las quando possível. Além disso, se surgir uma oportunidade onde você possa criar valor para um contato, não hesite em se comunicar. Quanto mais você ajudar sua rede, mais ela irá ajudá-lo.

Duas características das novas relações entre pequenas e grandes empresas

Fonte: Thinkstock

Uma das ideias que vem sendo reconstruída dentro do mundo empresarial é a que diz respeito às relações entre pequenos e grandes empreendimentos. É provável que no passado muitos pequenos empreendedores vissem as grandes corporações apenas como concorrentes com as quais era quase impossível competir. Se você ainda compartilha desta visão, saiba que a realidade do mercado vem mudando nos últimos anos e, no post de hoje do Blog MarketUP, te mostraremos duas especificidades deste novo universo.

Grandes empresas querem ser fornecedoras de seu negócio

De acordo com dados do Sebrae, todos os anos são abertos cerca de 600 mil de novos negócios no país. A imensa maioria destas empresas, certamente é formada por micros e pequenos empreendimentos, os quais correspondem a 99% de todas os negócios em atividade no país. Diante deste cenário, é natural que grandes empreendimentos enxerguem as potencialidades de consumo deste mercado e busquem fornecer soluções e suprimento para as MPMEs.

Cadeias de valor: os pequenos atuando em conjunto com os grandes negócios

Fazer parte da cadeia de valor de uma grande empresa pode ser uma forte garantia de sucesso. Se você não está familiarizado com este conceito relativamente novo do mercado, basta entender que um micro ou pequeno empreendimento faz parte da cadeia produtiva de uma grande empresa, quando ele fornece produtos, serviços ou, ainda, quando atua na rede de distribuição desta grande empresa.

https://www.youtube.com/watch?v=y3vFjhqGhBA

Para os micros e pequenos empresários que ficaram interessados em fazer parte de uma cadeia de valor e estabelecer relações mais produtivas com as grandes empresas, recomendamos que busquem uma unidade do Sebrae e se informem sobre os processos de encadeamento produtivo – iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas que visa fomentar parcerias entre grandes e pequenas empresas.

Por: João F. Barros

Sebrae e Facebook lançam ferramenta de capacitação para empreendedores

Fonte: Agência Sebrae

Conheça a ferramenta gratuita que deve capacitar 200 mil pessoas durante este ano

Foi lançado nesta segunda-feira (01/09) o Empreenda com o Facebook, uma ferramenta cujo propósito é oferecer capacitação para empreendedores de todo o país. Fruto de uma parceira entre o Sebrae e o Facebook, o aplicativo gratuito funciona como um jogo online e para acessá-lo basta que o empreendedor possua um perfil  no Facebook.

Dividido em cinco etapas, o game se inicia com uma introdução a respeito da importância do marketing digital dentro do contexto atual dos negócios brasileiros. Na “fase” seguinte do jogo, o empreendedor é desafiado a criar anúncios para um estabelecimento comercial fictício. Nesta etapa serão analisados fatores como: pertinência do texto, linguagem e adequação aos objetivos do negócio proposto.

Nas fases subsequentes do game, o empreendedor terá de enfrentar etapas relacionadas ao desenvolvimento de estratégias de negócio para empresas tanto online, quanto físicas. Durante todo o processo, a cada desafio, o empreendedor poderá acumular “estrelas” que poderão ser revertidas em anúncios reais no Facebook destinado a empresa do jogador. Se atingir a pontuação máxima, o empreendedor acumulará o equivalente a R$ 200 em anúncios na rede social.

Com duração estimada de até uma hora, o jogo comporta até 50 mil usuários mensais. Caso esse número de usuários seja ultrapassado, o empreendedor entrará em uma fila de espera e será informado via mensagem sobre quando poderá iniciar o game.

De acordo com Stephanie Johnson, gerente de contas do Facebook Brasil, o jogo se baseou em informações do Sebrae para o desenvolvimento das empresas fictícias presentes no game. “Os negócios simulados no jogo foram pensados a partir de dados do Sebrae e de outras fontes relacionadas, e mostram que a maior parte dos empreendedores brasileiros atua nas áreas de varejo e comércio”, comenta Stephanie.

Segundo o diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, a parceria com o Facebook teve como principal intuito, o envolvimento de pequenos empreendedores com o mundo digital. “Essa solução educacional é sobretudo uma oportunidade de inclusão dos pequenos negócios nas redes sociais. Ao participar do jogo, o empreendedor amplia as possibilidades de sucesso do seu empreendimento”, conclui Carlos Alberto.

Para jogar o game Empreenda com o Facebook, acesse:

http://www.empreendacomofacebook.com.br/sistema/game/loginfacebookinfo

Por: Redação MarketUP

Fonte: Agência Sebrae