Últimas postagens

Ver todos

Cresce o mercado de microempreendedores no país

Fonte: Thinkstock

Em mais de 5 anos de lei regulamentando a categoria, mais de 4 milhões de microempreendedores individuais formalizaram seus trabalhos, segundo o Portal do Empreendedor. O MEI (Microempreendedor Individual) é o pequeno empresário que não possui participação em outra em empresa como titular ou sócio, e fatura no máximo 60 mil por ano no seu negócio.

Uma das maiores vantagens em se tornar um MEI legalizado é o oferecimento de CNPJ, o que facilita o pedido de empréstimos, abertura de conta bancária e emissão de notas fiscais.

Segundo a advogada Vanessa de Azevedo da Pedro Miguel Advogados Associados estão entre as vantagens os direitos a licença-maternidade, auxílio-doença, pensão por morte, auxílio reclusão e aposentadoria.

Os trabalhadores inscritos são isentos de tributos federias e pagam um valor fixo mensal de R$ 37,20 para o comércio, na indústria o valor é de R$ 41,20 e para os prestadores de serviços o valor de R$ 42,20.

Segundo o SEBRAE, 22% dos microempreendedores são vendedores de roupas, cabeleireiros e pedreiros, o que juntos somam mais de 800 mil formalizações.

Fonte: Ellen Santos