Últimas postagens

Ver todos

Lucro ou prejuízo: qual a situação financeira da sua empresa?

Saber se seu negócio está dando lucro ou não pode ser o primeiro passo para evitar problemas financeiros que resultem em sua falência

É provável que um dos maiores erros que um empreendedor pode cometer com sua empresa seja negligenciar suas finanças. Isso porque, como sabemos, é muito comum que pequenos negócios fechem suas portas logo nos primeiros meses de existência. E erros de contabilidade, como confundir as finanças empresariais com as pessoais, costumam ser o principal causador dessa falência prematura.

Dentre estes erros tão comuns, talvez o pior seja não saber se sua empresa está dando lucro ou prejuízo. Afinal, a situação financeira do negócio costuma ser o principal indicativo para saber se as coisas vão bem ou não. E, a partir dessa informação, um empreendedor inteligente pode tomar decisões mais acertadas para garantir a longevidade de seu investimento. Além de fazer sua empresa crescer.

Se você quer saber se sua empresa está dando lucro ou prejuízo, continue lendo e preste atenção nas próximas dicas.

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

SAIBA PARA ONDE VAI SEU DINHEIRO

O primeiro passo para avaliar a situação financeira da sua empresa é, logicamente, saber para onde seu dinheiro está indo. Afinal, um negócio exige tanto gastos quanto investimentos, e manter as contas equilibradas é essencial para o sucesso do empreendimento. Para começar, coloque na ponta do lápis todas as suas despesas, como água, luz, Internet, telefone, fornecedores, salários, dívidas etc. Se preferir, uma boa maneira de se organizar é separar por categorias, como despesas fixas, variáveis, investimentos, entre várias outras.

A ideia aqui é que você saiba exatamente quais despesas você tem e quanto dinheiro é destinado a cada uma delas. Dessa maneira, você poderá determinar com mais facilidade se os gastos de operação estão muito altos e prejudicando seus lucros. O segundo passo é encontrar alternativas para diminuir gastos onde for possível, mas sem prejudicar o desempenho do seu negócio. Assim, você poderá destinar recursos para onde são mais necessários e úteis, como publicidade, contratações e melhorias em sua empresa. Ou até mesmo ajudar a pagar o quanto antes possível aquele empréstimo que permitiu a você abrir sua empresa.

contas-a-pagar-e-a-receber

CONHEÇA BEM SUA MARGEM DE LUCRO

Você sabe como calcular a margem de lucro que um produto ou serviço que sua empresa oferece tem? Conhecer sua margem de lucro é um fator importantíssimo na hora de calcular suas despesas e faturamento do mês. Mas ainda é muito comum que alguns empreendedores inexperientes se confundam ao calcular sua margem de lucro. Isso porque muitos se esquecem de considerar nos cálculos outros tipos de gastos que fazem parte do processo da venda. É o caso, por exemplo, das despesas com transporte e armazenamento, que costumam ser ignoradas e prejudicar as suas contas.

Vale lembrar também que lucro e faturamento não são a mesma coisa. Apesar destes dois termos possuírem significados muito parecidos na vida do empreendedor, confundi-los pode ser muito prejudicial. Para não restar dúvidas, explicamos: faturamento é todo dinheiro que entra por prestação de serviços ou venda de produtos. Já o lucro é o dinheiro que fica depois que todas as despesas do negócio foram devidamente quitadas. Portanto, se suas despesas estiverem muito altas, um bom faturamento não significará necessariamente um lucro satisfatório.

como-calcular-margem-de-lucro

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

FIQUE DE OLHO EM SEU FLUXO DE CAIXA

Ter o controle do seu dinheiro é o primeiro – e mais importante – passo para garantir o lucro da sua empresa. E poucos métodos são tão eficazes para isso quanto fazer o controle de fluxo de caixa do seu negócio. Esta ferramenta de controle financeiro permite que você saiba tudo que entrou ou saiu do caixa de sua empresa em determinado período de tempo. Mas, para que ela funcione, cada gasto deve ser registrado religiosamente, assim como cada faturamento.

Imagine que você realizou uma promoção em sua loja de roupas, por exemplo. Manter o controle de fluxo de caixa em dia indica se sua estratégia resultou em lucro ou prejuízo para seu negócio. Com essa informação em mãos, um empreendedor inteligente pode planejar uma estratégia de vendas mais eficaz e garantir mais lucro. Por fim, monitorar o fluxo de caixa também pode ajudá-lo a evitar a inadimplência de clientes em sua empresa. E, assim, ter as finanças de seu negócio sempre em dia.

controle-de-fluxo-de-caixa

ACOMPANHE AS FINANÇAS COM A MARKETUP

Um dos maiores obstáculos na vida de empreendedores que desejam manter as contas em dia é a falta de tempo. Entre suas várias obrigações diárias e decisões que deve tomar, avaliar a situação financeira da empresa com atenção fica quase impossível. Daí a importância do empreendedor contar com a ajuda da tecnologia, que o permite sempre ficar de olho nas finanças. É o caso do sistema de controle financeiro gratuito da MarketUP.

Com a ajuda da MarketUP, acompanhar de perto os detalhes financeiros da sua empresa fica muito mais fácil. Isso porque o sistema fornece relatórios de vendas completos e personalizados para seu negócio ao alcance de um clique. Dessa maneira, você tem um controle maior sobre contas a pagar e a receber, fluxo de caixa e muito mais. Assim, você tem mais tempo e disposição para concentrar-se em fazer seu negócio crescer ainda mais e garantir lucros maiores.

sistema-de-controle-financeiro-gratuito

Junte-se a mais de 100.000 empresas.Comece agora a utilizar o sistema ERP MarketUP 100% gratuito.

POR: LUIS CARVALHO

Potencial de lucro: aprenda a calcular o da sua empresa

Potencial de lucro é a diferença entre a receita que o negócio pode gerar e as despesas para o seu funcionamento

Empreender é uma atividade que envolve paixão, conhecimento e ousadia, mas também requer a dose certa de racionalidade e cálculo. Antes de mergulhar de cabeça em um novo negócio, o empreendedor deve conhecer o potencial de lucro para evitar surpresas futuras.

Potencial de lucro — ou potencial de rendimento — é a diferença entre a receita que o negócio pode gerar e as despesas para o seu funcionamento. Por exemplo, se você espera obter uma receita diária de R$ 500 com o volume de vendas esperado e precisa gastar R$ 300 no mesmo período para pagar funcionários, fornecedores e manutenção, seu potencial de lucro é de R$ 200 por dia.

Trata-se, evidentemente, de uma projeção. Não é possível prever com exatidão o comportamento do mercado e dos consumidores nem antecipar despesas não-recorrentes — como gastos para conserto de equipamentos essenciais, licenciamentos e taxas públicas. No entanto, quanto maior a aproximação, mais chances de obter sucesso.

Para entender melhor como projetar o lucro da sua empresa, preparamos uma lista de cinco perguntas que podem servir como guia. Confira abaixo:

1. Qual a demanda pelo produto ou serviço no longo prazo?

Antes de iniciar o negócio, é necessário realizar uma pesquisa de mercado para sondar se existe uma demanda de longo prazo — ou seja, sustentável — pelo seu produto ou serviço. Se você tem uma solução para os problemas dos seus clientes e eles estão dispostos a pagar por isso, sua empresa está pronta para decolar.

É importante que o empresário e os sócios sejam pacientes, uma vez que o lucro pode não vir nos primeiros meses. No entanto, se existe demanda, sua empresa tem maiores chances de ter mais receitas do que despesas no futuro.

2. Quem são meus concorrentes?

Para saber se você está navegando no oceano azul ou no oceano vermelho, faça uma sondagem da concorrência. Se você tem um negócio local, verifique quais as empresas que oferecem o mesmo tipo de serviço na sua cidade ou região e como você pode se diferenciar delas. Se o seu negócio é online, busque informações sobre e-commerces de produtos ou serviços com mais tempo de atuação.

3. Quem são os meus clientes?

Saber para quem você vende é tão importante quanto a venda em si. Com base em pesquisas, trace um perfil do seu cliente para saber quais são os seus problemas e necessidades. Elenque características que vão desde estado civil e gênero até o estilo de vida que ele ou ela adota. Esse perfil deve ser descrito como uma “persona”, o seu cliente ideal.

4. Qual o custo de aquisição dos clientes?

Os compradores não vão aparecer magicamente na sua loja. Você precisa ir atrás deles e, geralmente, isso implica em mais custos. Seja veiculando peças publicitárias em rádios e TVs, seja pagando um profissional de mídias sociais e SEO, você vai precisar desembolsar algo para que as pessoas conheçam seu produto.

O custo de aquisição do cliente é a diferença entre o que é investido em cada cliente e o que esse cliente pode trazer de receita para sua empresa por meio da compra de produtos. É uma análise de ROI simples: divida os custos da ação (um post patrocinado, por exemplo) pelo número de clientes e compare com o tíquete médio.

5. Há margem para reduzir os custos?

Começar uma empresa não é fácil e pode ser necessário apertar o cinto para que o negócio não vá à bancarrota nos primeiros meses. O que não gera lucro, gera desperdício; portanto, elimine o máximo de desperdícios dentro da sua empresa, seja de insumos, dinheiro ou tempo.

Uma das melhores maneiras de reduzir os desperdícios é utilizando um sistema de controle financeiro, como a MarketUP. O programa permite gerenciar diferentes contas bancárias, armazenar comprovantes na nuvem, registrar transações e gerar relatórios automaticamente. Com a rotina desburocratizada, o empreendedor pode focar apenas em entregar valor ao cliente.

Fonte: Blog Administradores

Sistema de controle financeiro: qual o seu valor para o PME

Pequenas e médias empresas devem estar focadas em um sistema de controle financeiro ágil, estável e eficiente

Atualmente, possuir uma empresa lucrativa, que cresça constantemente, não é fácil e exigem-se certas aptidões. As principais são: a execução e a gestão de um sistema de controle financeiro eficaz.

É preciso lembrar que algumas empresas fazem o serviço de controle financeiro de forma eletrônica, por meio da gestão digital das finanças, emissão de notas fiscais on-line, bem como diversas outras facilidades. Ter a ajuda de uma ferramenta tecnológica assim é bastante útil para sua empresa.

Controle financeiro: por que dar importância?

A gestão financeira é uma das maiores responsabilidades do mundo empresarial. Sabemos que a falta de um bom controle é um dos fatores decisivos para o fracasso de várias empresas do nosso país.

Não acompanhar e nem ter controle das finanças, pode prejudicar até mesmo empresas que possuem um bom volume de vendas, porque o sucesso não é inerente apenas ao setor das vendas, mas da igualdade entre os setores, juntamente a uma gestão financeira efetiva e confiável.

Logo, principalmente na crise econômica, que causa grande concorrência no mercado, ter um cuidado maior das economias da empresa é de grande valor para que o negócio prospere. Por este motivo, ele deve ser bastante priorizado.

Se o empreendedor deixar esta tarefa para depois, em pouco tempo uma situação difícil aparecerá, podendo prejudicar como a empresa funciona e acabar falindo.

Por que apostar em um software financeiro?

O primeiro benefício é diminuir a margem de erro e o tempo usado para corrigir isso. O recomendado é usar um sistema de controle financeiro, como a MarketUP. Ele é gratuito, e ajuda a gerenciar todas as suas ações como o Fluxo de Caixa, Contas a Receber e Contas a Pagar.

Com nosso sistema automatizado, você terá muito mais agilidade nos processos contábeis. Estarão a disposição gráficos, notificações, valores e outras informações importantes. O melhor de tudo, é que funciona em uma interface simples na web, sem o uso de planilhas. Faça o seus cadastro, leva apenas 1 minuto!