Últimas postagens

Ver todos

Software para MEI: o que é e por que é importante?

São diversos os desafios para alguém que se aventura em um microempreendedor individual (MEI). Muitas vezes, é essa pessoa que acaba cuidando de tudo, sendo mil e uma funções ao mesmo tempo. Por conta disso, ter um software para MEI integrado e que facilite a vida de quem está começando a jornada do empreendedor.


Que tal emitir as notas fiscais eletrônicas do seu estabelecimento de forma totalmente gratuita? Conheça o nosso sistema. 


O que é um software para MEI?


Antes de explicar como funciona um software para MEI, é importante — até fundamental — falar o que é um software: nada mais é do que um programa de computador que executa determinada função. Existe desde os mais básicos, como uma calculadora, até os mais complexos, como programas e aplicativos.


Entrando agora no espectro da gestão, é possível achar diversos softwares para MEI, cada um com a sua especificidade. Uns que cuidam especificamente da área financeira, um de estoque, outro para vendas/PDV, tudo depende do que é mais importante para o seu negócio.


Por isso é importante, antes de assinar ou baixar todos os softwares existentes (e são vários disponíveis), analisar qual é melhor para o seu sistema de gestão da empresa.


Por que é importante ter um software para MEI?


Como falado acima, um software existe para desempenhar ou executar tal função, a depender do sistema, e eles são fundamentais para a empresa conseguir agilizar e tornar mais assertivo os processos de rotina.


Um exemplo prático é para o MEI que possui um mercadinho de bairro. Imagina o quanto de energia e de tempo que custaria para contabilizar os ganhos do dia, além dos possíveis erros que qualquer pessoa está sujeita a cometer. Com um software de PDV, por exemplo, ele conseguiria puxar o extrato do dia com alguns cliques e sem erros de cálculo. E isso pode se estender para os mais diversos segmentos, a depender do modelo de negócio.


Assim sendo, é interessante olhar no mercado e analisar quais softwares para MEI que ou cabem do orçamento ou possuem as melhores soluções para a sua pequena empresa.


Conheça a MarketUP


Um dos maiores facilitadores é a integração de todos os programas em um só software para MEI. Onde, por ele, seria possível consultar desde a parte financeira, passando por estoque, mas ajudando também nas vendas.


Independentemente do segmento, a MarketUP possui um sistema de gestão completo, que abrange todos os modelos de negócio e permite que o microempreendedor tenha uma visão panorâmica do seu empreendimento, possuindo mais de 40 recursos disponíveis e totalmente grátis.


Com o sistema da MarketUP, é possível ganhar mais agilidade, dados e tecnologia ao seu empreendimento de uma forma totalmente gratuita, estando ao lado do microempreendedor no momento em que mais precisa.


Quer administrar com mais facilidade os recebimentos do seu negócio? Conheça a MarketUP.


Concluindo…


Ter um software para MEI é mais que fundamental no início da jornada do microempreendedor. Afinal, nessa fase é quando a pessoa acaba assumindo diversas responsabilidades e, por isso, a chance de algo sair errado acaba se tornando relativamente grande.


Assim, os programas acabam por facilitar os processos e as contas da empresa. Porém, muitos softwares e programas que não possuem integração podem fazer o caminho inverso e acabar atrapalhando ao invés de ajudar. Com a MarketUP, você possui um sistema de gestão completo e integrado, para resolver todas as questões da sua pequena empresa de maneira descomplicada, rápida e sem burocracias.


Leia mais



Gostou do conteúdo? Fique de olho no Canal PME para entender mais sobre todos os principais temas do mercado e conhecer em primeira mão as novidades da MarketUP! 


Aproveitei também para acessar o nosso site, conhecer mais sobre os nossos produtos e serviços e criar sua conta 100% gratuita.


Compartilhe nas redes sociais!

Como gerar boleto para a sua empresa? Tudo o que você precisa saber

O seu negócio está crescendo e quer adotar mais uma opção de meio de pagamento? Que tal o bom e velho boleto? Quer saber como gerar boleto para a sua empresa? Vem com a gente que vamos mostrar tudo o que você precisa saber.

O boleto nada mais é do que um título de cobrança emitido por uma instituição bancária. Além de popular, de uma forma geral, este documento é mais barato para as empresas,  seguro e permite uma maior rapidez no recebimento do dinheiro, bem como possibilita que o cliente possa fazer  o pagamento em lotéricas e bancos, principalmente para quem não tem uma conta bancária. 

Quer saber mais sobre esse meio de pagamento? Confira no texto a seguir.

 

 

COMO O BOLETO FUNCIONA?

O boleto possui um mecanismo de funcionamento bem simples, um dos fatores que explica a sua popularidade, pois o documento de cobrança tem um código de barras e um numérico, assim como valor e data de pagamento. Desta forma, o consumidor consegue pagar o título de cobrança impresso ou até em formato online.

Para gerar um boleto é preciso ter ou abrir uma conta corrente e se não optar por isso, ainda pode fazer um cadastro em uma instituição que ofereça o tipo de serviço. Hoje tanto pessoa física quanto pessoa jurídica (empresas) conseguem emitir boletos através de outros tipos de instituições como, por exemplo, fintechs e bancos digitais.

A emissão desse título também se torna fácil, uma vez que existem ferramentas seguras, que tornam esse processo mais prático, fornecendo dados de identificação do cliente e data de vencimento do documento.

O pagamento também é outra parte bastante acessível, já que pode ser feito tanto em instituições bancárias quanto em lotéricas ou em outros pontos habilitados para recebimentos. Com o débito quitado, o valor é realizado pea instituição financeira em torno de um a três dias úteis.

Neste modelo de pagamento, o empreendedor tem controle sobre quais boletos foram pagos ou não, o que torna mais prática a organização, especialmente, das contas a receber.

 

SOLUÇÃO PARA CLIENTES E EMPRESAS QUE NÃO POSSUEM CONTA BANCÁRIA

O boleto é uma das formas de pagamento mais acessíveis para quem não possui conta bancária, ou seja, os desbancarizados. Com esse meio, essa parte da população consegue manter o poder de compra e pagar no local habilitado.

E não podemos esquecer que as empresas desbancarizadas – é, elas também existem! – conseguem oferecer esse método de pagamento, utilizando os serviços de plataformas intermediadoras.

 

POR QUE GERAR BOLETO?

Hoje temos tanta tecnologia em meios de pagamento, incluindo o mais recente, o PIX. Mas, por que o boleto ainda é tão vantajoso?

Confira alguns benefícios:

 

Agilidade nas vendas e recebimento

Ainda mais em tempos de pandemia, em vez de passar o cartão pessoalmente ou ir até o consumidor para faturar o pedido, fica mais prático enviar o boleto por e-mail ou até por correio.

 

Além disso, o repasse do dinheiro do boleto leva de um a três dias para ser compensado.

 

Diminuição de custos

Esse tipo de meio de pagamento oferece um custo menor que outros como a maquininha de cartão, por exemplo. O que acaba se tornando uma vantagem. 

 

Mais controle no recebimento

O empreendedor consegue controlar com mais facilidade os documentos emitidos, desde os que foram pagos até os vencidos e que estão a vencer.

 

Maior segurança

Esse meio de pagamento é uma forma segura tanto para empresas quanto consumidores. Com os boletos registrados, os riscos de fraudes foram reduzidos.

 

Desconto para o consumidor

O boleto ainda pode ser uma estratégia para aumentar ou incentivar as vendas, já que devido a redução de custos e agilidade no recebimento, é possível oferecer um desconto para o cliente que optar por esse meio de pagamento.

 

POR QUE UTILIZAR SOFTWARE DE GESTÃO PARA EMISSÃO?

Um software de gestão ajuda e muito na automatização da cobrança, bem como na gestão financeira como um todo. Utilizar um ERP completo e que seja integrado a ferramentas que tornam mais prático esse processo é uma ótima opção.

O MarketUP é uma plataforma que oferece esse recurso de emissão de boleto, integrado a um de seus parceiros, o Wirecard. Veja como é simples e fácil emitir um boleto.

Além disso, o sistema te ajuda a controlar as contas a receber e até, como no caso da contar com serviços integrados que auxiliam no recebimento de documentos em débito.

 

Agora que você já viu as principais informações sobre boleto. Acesse a UP.store, na plataforma MarketUP e veja as opções em serviços de pagamento e financeiro, integrados ao software, que vão ajudar ainda mais o seu negócio, bem como atrair clientes!

 

Nota fiscal do consumidor eletrônica: saiba como emitir com facilidade

Todo comércio precisa emitir nota fiscal para as suas vendas. É uma forma de garantir segurança ao consumidor, bem como é uma obrigação que a maioria das empresas têm com o Fisco. Por isso, neste artigo vamos ver como emitir a nota fiscal do consumidor eletrônica (NFC-e) com facilidade e de forma correta.

Mas, antes de começar, vamos entender o que é a nota fiscal do consumidor eletrônica.

 

O que é NFC-e?

A nota fiscal do consumidor eletrônica (NFC-e) foi criada para substituir a nota fiscal de venda ao consumidor modelo 2 e o cupom fiscal emitido por ECF (emissor de cupom fiscal), ela registra as operações comerciais, ou seja, as vendas dentro do mesmo estado, por isso é  emitida para o consumidor final. 

Disponível em mais de 20 estados brasileiros, a NFC-e tem como objetivo oferecer as informações sobre o produto adquirido, como valor de compra, impostos e entre outras; além de ser importante para fiscalização e comprovação tributária. Por ser totalmente digital, sua emissão e armazenamento eletrônicos são totalmente eletrônicos, assim como outros tipos de nota a exemplo da NF-e (nota fiscal eletrônica) e NFS-e (nota fiscal de serviço eletrônica).

É interessante destacar que a nota fiscal do consumidor eletrônica é um documento digital, mas no momento em que a venda é concretizada é impresso o DANFE NFC-e, documento que é entregue ao cliente que efetuou a compra.

 

Como emitir a nota fiscal do consumidor eletrônica?

Para você, empreendedor, que tem dúvidas sobre a emissão da nota fiscal do consumidor eletrônica veja como é fácil.

Antes de elencar as etapas para a emissão, é importante entender que dois pontos são essenciais para o funcionamento da NFC-e: o software emissor, que é responsável pela emissão da nota fiscal, e o certificado digital, que tem o papel de fornecer a assinatura digital, garantindo a segurança das informações.

Agora, vamos ao processo de emissão da NFC-e:

 

1. Cadastro no Sefaz

 

Antes de tudo é preciso ter cadastro na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) – instituições estaduais vinculadas à Secretaria Especial da Fazenda – ou estar em dia com a inscrição estadual, bem como obter o Código de Segurança do Contribuinte (CSC) neste órgão. Além disso, é preciso verificar o cronograma de obrigatoriedade e identificar em qual data sua empresa se enquadra.

 

2.Certificado digital

 

O certificado digital é outro item importante para a emissão da NFC-e. O certificado digital precisa ser o A1 ou A3. Geralmente é recomendado o certificado A1,  pois ele  pode ser replicado nos PDV`s (frente de caixas);

 

3.Software emissor fiscal

 

Também é preciso escolher um software emissor de nota fiscal. Neste processo é fundamental  analisar se o mesmo possui backup automático das notas, se opera em contingência e se trata as rejeições da NFC-e. E também se atende questões de legislação estadual, segurança e estabilidade.

O sistema ERP MarketUP oferece este recurso, além de ser gratuito. Inclusive, para empreendedores do estado de São Paulo, a plataforma é  integrada com o SAT (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos). 

 

4.Infraestrutura adequada

 

É importante contar com uma infraestrutura que auxilie na emissão da NFC-e. Por exemplo: disponibilizar uma Internet  estável e de qualidade, com o objetivo de minimizar as emissões de contingência. Assim como impressora para imprimir o DANFE NFC quando solicitado pelo cliente. Apesar de não ser uma obrigatoriedade o varejista em que fornecer, caso houver pedido. E aquisição de um bom antivírus, uma vez que com a emissão da nota fiscal do consumidor  eletrônica, os caixas passam a se comunicar, através da internet, o que acaba sendo um risco para vírus.

 

5.Cadastro de produtos

 

Para que a nota fiscal do consumidor eletrônica funcione corretamente é preciso ter atenção com o cadastro de produto. Se um cadastro de produto estiver errado pode levar a rejeição da nota e causar transtornos. Por isso, atenção!

 

PDV Delivery: 4 vantagens de usar este recurso em seu restaurante

Com a chegada e ampliação dos aplicativos de entrega de comida, os restaurantes precisam utilizar um sistema que auxilie na gestão dos pedidos de delivery para melhor atender seu público. Você sabe quais são as principais vantagens de usar o recurso PDV Delivery em seu restaurante? 

Se você é dono de restaurante, saiba que utilizar a tecnologia ao seu favor é uma maneira de fazer uma gestão cada vez mais eficiente e assertiva em seu estabelecimento. Você pode implementar um PDV Delivery no seu restaurante e incluir os benefícios deste recurso em seu dia a dia, como integração entre todas as áreas, economia de tempo, atendimento aprimorado, entre outros. 

1. Integração entre todas as áreas

O PDV (Frente de Caixa) é ideal para fazer a integração entre todas as áreas do restaurante: cozinha, estoque, financeiro e outras. Assim, é possível fazer o gerenciamento do seu estabelecimento de forma completa e acompanhar a evolução do seu restaurante. Controle o estoque de insumos e produtos, fluxo de caixa, solicitação de pedidos utilizando um mesmo sistema de gestão. 

2. Economia de tempo

Usando este recurso, há uma economia de tempo no dia a dia do seu restaurante porque as tarefas são automatizadas. Se você deseja aumentar suas vendas e conseguir atender mais pedidos em um mesmo período, o recurso PDV Delivery é ideal por permitir que você tenha as melhores funcionalidades para acrescentar mais agilidade durante o processo de preparação e envio dos pedidos do seu restaurante.

3. Atendimento aprimorado e mais eficiente

Seus clientes merecem um atendimento que seja atencioso e profissional, não é? Para fidelizá-los, é importante proporcionar uma boa experiência durante todo o tempo de contato e de recebimento do pedido. Esta funcionalidade tecnológica é capaz de auxiliar seu restaurante em todas as etapas de atendimento ao cliente com mais eficiência, organização e produtividade. 

4. Logística otimizada e mais profissionalismo

Outro benefício do uso do PDV Delivery é ter uma logística otimizada ao unir todas as etapas do processo de elaboração do pedido em uma mesma plataforma. Isso garante mais eficiência no momento de realizar o atendimento, assim como apresenta mais profissionalismo para seus consumidores. 

Conheça o ERP MarketUP e implemente mais tecnologia em seu restaurante

O Software de Gestão gratuito MarketUP é eficiente e acrescenta mais agilidade para seu restaurante ao unir todas as funcionalidades que você necessita para fazer um excelente gerenciamento. 

Se você possui delivery, conte com a gente! No MarketUP você pode personalizar os dados do seu cliente, alterar o cadastro, identificar o entregador, acompanhar o status do pedido em tempo real, entre outras funcionalidades em um mesmo recurso DeliveryEntregue os pratos do seu restaurante com rapidez, qualidade e eficiência para seus clientes.

Abra já sua conta em menos de 1 minuto e sem pagar nada! Use esta tecnologia para vender ainda mais. 

O que avaliar na hora de escolher um software de gestão?

Você cansou de organizar a sua empresa somente com planilhas e está preparado para dar um passo à frente e escolher um software de gestão que colabore para digitalizar a administração do seu negócio? Para te ajudar neste momento de decisão, separamos algumas dicas para você avaliar na hora de escolher um software de gestão.

Um software de gestão tem a função de otimizar o dia a dia da empresa, contribuir para a prevenção de erros e nas tomadas de decisões. Ao automatizar a rotina e as diversas tarefas do estabelecimento, é possível integrar os diversos setores e ter controle sobre as demandas. Somado a isso, os recursos do software de gestão permitem que os processos sejam mais rápidos, possibilitando uma maior produtividade.

Veja alguns benefícios de um software de gestão empresarial:

 

Padronização dos processo:

Com um software de gestão é possível padronizar as etapas de cada processo na empresa, o que contribui para controlar a administração e o financeiro do seu negócio.

Reduzir ou prevenir erros:

Com os processos digitalizados ao utilizar um software de gestão, a tendência é existir um índice menor de erros, bem como a prevenção dos mesmos.

Automatização das tarefas:

O sistema permite a automatização das tarefas e isso traz ganho de tempo para a rotina da empresa, assim como melhora a produtividade, permitindo que a energia de funcionários e da própria gestão seja direcionada para as tomadas de decisões.

Relatório de dados:

O software de gestão permite que as informações da empresa possam ser reunidas em relatório diversos, de acordo com a necessidade e em tempo real. 

Mas, o que é importante avaliar na hora de escolher um software de gestão? Separamos abaixo alguns pontos para analisar e escolher o sistema ideal para o seu negócio.

 

6 pontos a serem avaliados antes de adquirir um software de gestão

 

1. Segurança de dados

Antes de escolher um software de gestão é muito importante checar se o mesmo possui proteção contínua dos dados. 

Lembre-se que os seus dados e dos seus clientes estarão na plataforma, por isso, verifique os recursos e tecnologia que o software de gestão utiliza.

2. Estrutura para a instalação

Certifique-se sobre o que será necessário tecnicamente para instalar o software de gestão em sua empresa. Por exemplo: computadores, tipo de conexão com a internet, enfim, se os recursos que você possui são suficiente ou se é preciso fazer alguma aquisição ou adaptação em seus equipamentos.

Atualmente existem softwares ERP 100% online, como o MarketUP, com o qual você não precisa se preocupar com a instalação ou espaço para armazenamento, já que utiliza a tecnologia cloud (nuvem). Além disso é totalmente gratuito. 

3. Sistema responsivo

Outro ponto a se observar é se o software de gestão é responsivo, ou seja, se ele se adapta a outros dispositivos além do desktop, como celulares e tablets. Além disso, é importante que neste processo a qualidade se mantenham, independente do aparelho em que estiver rodando o sistema.

Para a gestão é fundamental, pois o empresário pode estar atento ao seu negócio de qualquer lugar. Já para o estabelecimento, principalmente para os comerciais, ter uma funcionalidade como esta permite ampliar as funcionalidades, ainda mais se for um software completo, que traga tanto recursos para retaguarda quando a frente de caixa (PDV), ajudando assim tanto na gestão quanto no atendimento.

4. Custo a ser investido

Aqui é importante avaliar se terá algum custo a mais além do valor mensal com o software e isso inclui a adaptação da estrutura da sua empresa e até de equipamentos, por exemplo. 

Isso vai te ajudar a ter certeza se vale a pena, se o que o sistema oferecer está de acordo com as necessidades do seu negócio e principalmente se está de acordo com as condições financeiras da sua empresa.

Lembre-se, que há opções gratuitas e de qualidade. Por isso, não deixe de digitalizar a gestão da sua empresa!

5. Se atende às necessidades da empresa

Um software de gestão realmente eficiente é aquele que vai atender às necessidades do seu negócio. O que você espera? Faça essa pergunta.

Não adianta seguir tendências ou se empolgar com a propaganda do software se não fizer sentido para a sua empresa. Pesquise os recursos, veja se atende ao que sua empresa precisa.

 

Como fazer a transição de planilhas para um software de gestão

Por menor que seja a empresa, ou se ainda está iniciando no mercado, sua gestão não deve ser feita de qualquer maneira. Não é necessário a utilização de diversos papéis, planilhas trabalhosas de se preencher e cálculos manuais.

 

As planilhas de Excel por mais eficientes que possam parecer, nada mais é que o controle manual transportado para o computador. Embora, diminua a quantidade de papéis, as planilhas precisam ser alimentadas e geridas com os dados da empresa.

 

Ou seja, mantê-las atualizadas depende da sua intervenção. Não são raros os casos de planilhas com informações desatualizadas, causando grandes transtornos para o seu negócio. Sem contar que há grandes chances de dados serem perdidos.

 

Conforme a empresa evolui, atualizar diversos documentos que não estão interligados são problemas que o gestor passa a enfrentar.

 

Neste momento, pode ser a hora de partir para algo mais moderno e que seja mais automatizado: software de gestão.

 

Software de gestão

 

O dinamismo e a competitividade do mercado atual exigem uma gestão muito mais adequada do que o controle manual. Por isso, o software de gestão é importante.

 

Com um sistema de gestão as empresas possuem maior controle das informações e um melhor desempenho.

 

O software traz mais confiabilidade aos dados e melhora a tomada de decisão.

 

Os dados precisam ser inseridos apenas uma vez no sistema e algumas informações podem ser preenchidas de forma automática.

 

Dando ao empreendedor maior agilidade no processo de gestão.

 

Conheça melhor o software

 

Faça pesquisas e veja qual sistema atende as necessidades da empresa.

 

Faça testes, navegue, leia as indicações dadas pelo fabricante e veja como realmente funciona.

 

Nós da MarketUP disponibilizamos um sistema de gestão totalmente online e gratuito com recursos para diversos segmentos do mercado.

 

Tenha backup das informações

 

Faça uma cópia de todas as suas informações, assim tenha segurança de todos os seus dados.

 

Salve a versão mais recente de cada uma das suas planilhas, caso necessite de uma consulta futura.

 

Manter esses arquivos protegidos, garante que, independentemente de qualquer mudança que seja feita, nenhum dado importante corre o risco de ser perdido.

 

 Qual melhor momento para fazer a transição?

 

Se a sua empresa estiver em um momento de alta produção, é melhor repensar o momento para a transição.

 

O período mais indicado é aquele que interfira o menos possível nas suas operações.

 

Geralmente esse período se encontra no início ou no final do ano. Nestes períodos fica mais fácil integrar e iniciar o processo de maneira correta e com menos informações para importar.

 

Treine sua equipe para que todos consiga se adaptar com as transições e poder utilizar o sistema de forma correta.

 

Por: Tainá Almeida

 

VEJA MAIS

CRM ou ERP? Qual a diferença e qual deles você precisa?

Micro e pequenas empresas no Brasil são as que mais pagam impostos

Como fazer uma boa gestão de compras para sua empresa

MarketUP: o software de gestão para 20 segmentos de lojas

O sistema de gestão de negócios MarketUP disponibiliza um software gratuito que pode otimizar todo tipo de negócio

Quando trata-se de pequenos empreendimentos, o Brasil possui um número significativo. Segundo o Sebrae, existem 6,4 milhões de estabelecimentos, sendo que 99% são micro e pequenas empresas. A MarketUP é uma solução para estes comércios que necessitam de um software de gestão para otimizar o rendimento do negócio.

As dificuldades de gerir um pequeno empreendimento são inúmeras, desde as vendas até o estoque. E para piorar, normalmente estas partes da loja não são interligadas. Entretanto, um sistema ERP pode fazer este papel de forma automática, resultando em mais tempo para o empresário cuidar da gestão do seu negócio.

Para que você conheça s vantagens de apostar em um sistema MarketUP, vamos esclarecer quais são os recursos que todo comércio utiliza dirimente e (sempre) precisa de apoio:

Recurso de vendas

Atualmente a maioria das lojas possui um site próprio para que o público veja seus produtos. No futuro isso será uma obrigação. Pensando nisso a MarketUP disponibiliza uma Loja Virtual gratuita com os meios de pagamento mais usados do mercado. Qualquer comércio ou prestador de serviço pode usar nosso e-commerce gratuitamente. Contar com sistema de PDV (Ponto de Venda) em seu caixa também te ajudará no tráfego de clientes, tornando-o mais fluido.

Conhecer seus clientes é muito importante, ainda mais nos dias de hoje.  O recurso Clientes serve para criar estratégias e fornecer um atendimento personalizado, assim há mais chances de fidelizar seus cliente.

O recurso Notas Fiscais da MarketUP também pode emitir diversas notas: NFC-e, NF-e ou NF-e, sem intermédio prévio da Sefaz, pois já somos autorizados.

Recurso de compras

Comprar com os maiores Fornecedores do Brasil com um custo baixo? Esta experiência já está disponível e lhe permite cadastrar todas as informações dos responsáveis pelo fornecimento de suas mercadorias com dados atualizados para o contato.

Em caso de Devoluções o sistema faz o estorno total ou parcial de valores e mercadorias, ainda corrigindo automaticamente o estoque e o financeiro.

Já pensou em acessar preços que apenas os grandes varejistas podem obter? Com a Central de Compras isso também é possível. Ela possui diversas categorias de fornecedores, desde vestuário até alimentos.

Recurso de estoque

Agora, imagine uma padaria ou doceria que usa na composição de seus produtos pequenos insumos. Com o recurso MRP, os donos destes negócios terão os números exatos do que será gasto. Isso gera mais economia e menos desperdício.

O recurso Movimentação, serve para fazer o controle completo dos itens do estoque e verificar quando eles estão acabando. E logicamente, o recurso Catálogo serve para registrar tudo o que pode ser vendido em sua loja.

Os Relatórios da MarketUP ainda são de fácil entendimento e são montados de modo que você acompanhe o desempenho do negócio.

Recurso financeiro

Com a MarketUP, o módulo de Contas a Pagar mostra na tela do seu celular ou computador a situação financeira da  empresa em tempo real. Saber em tempo real as Contas a Receber também será possível.

Já com o Fluxo de Caixa você poderá acompanhar todas as movimentações financeiras da empresa. Tudo para criar um maior panorama, independente do segmento no qual sua empresa se enquadra.

E, por fim, oferecemos uma síntese financeira completa de suas receitas e gastos. A chamada DRE, ou Demonstração do Resultado do Exercício, oferece um ponto de vista importante para o empresário analisar de forma estruturada a evolução das contas.

Gostou do sistema MarketUP? Aproveite e faça seu cadastro gratuito!

Quais São os Primeiros Passos Para Abrir uma Empresa?

Abrir a sua própria empresa pode parecer algo de outro mundo ou muito trabalhoso, porém é bem mais fácil do que parece.  Se você já possui um modelo de negócio, fez uma pesquisa de mercado e análise dos custos pelo menos do primeiro ano da sua empresa, já está na hora de dar o segundo passo. Listamos alguns pontos que devem estar na cabeça de todo empresário na hora de abrir a sua primeira empresa.

A presença de um contador é fundamental

Não tente fazer tudo sozinho, porque mesmo um pequeno erro pode trazer uma grande dor de cabeça depois. As documentações precisam estar corretas para que a empresa comece atuando totalmente na legalidade. Além disso, o contador poderá avaliar qual será o melhor sistema tributário para o seu tipo de negócio e organizar dias de pagamento dos impostos.

Conte com a consultoria de quem entende a legislação trabalhista

Um advogado ou escritório de advocacia pode auxiliar na elaboração do contrato social e outros documentos necessários para a abertura da empresa. É importante estar ciente dos trâmites e legislação trabalhista para que a sua atividade esteja regulamentada, assim como seus funcionários.

Capital de giro é essencial

O sucesso de um negócio é fruto de um bom planejamento. Ao abrir uma empresa é necessário que as finanças estejam em dia, inclusive com um bom fluxo de caixa que possa cobrir despesas de pelo menos os primeiros seis meses da empresa. Pense que podem existir meses de lucro zero e isso é muito comum no início de uma empresa.

Marketing é indispensável

É muito comum ver empresários que acabaram de abrir o seu negócio recorrendo a sites online de criação de logos ou contratando pessoas que não são especializadas. Pesquise antes qual tipo de profissional é adequado para criar a sua identidade visual. Existem pequenas empresas especializadas em atender empresários iniciantes e que possuem valores mais flexíveis para a contratação de serviços. Vale a pena destinar uma parte do seu capital para investimento em estratégias de Marketing e criação de identidade visual.

Marcas que não foram registradas devem fazer rapidamente o registro

Não pense que o investimento do registro de marca deve ser deixado em segundo plano. Se você aposta no nome da sua empresa e não o registra assim que abre o negócio, corre o risco de outro empresário fazer um registro com o mesmo nome. Imagina se a sua empresa já conquistou todo um universo específico de clientes e precisa mudar de nome de uma hora para a outra? É uma situação que ninguém deseja passar.

Além disso, é importante verificar domínios disponíveis na web que façam um link com o nome da empresa. Logo depois, a criação de um site responsivo, ou seja, que podemos navegar tanto no computador, quanto em tablets e celulares, e com informações básicas faz toda a diferença na hora na hora de divulgar o seu negócio. Empresas que não possuem sites tendem a ser menos lembradas e possuem menor credibilidade.