Usuário

Informe abaixo os dados para a criação do usuário que será o administrador do sistema

Domínio

Crie um endereço exclusivo para sua empresa acessar o sistema de gestão MarketUP

CONTA CRIADA COM SUCESSO!

Para ativar sua conta e começar a utilizar o MarketUP, basta seguir as instruções enviadas para o e-mail abaixo, utilizado no seu cadastro de administrador.

OCORREU UM PROBLEMA!

Não foi possível, neste momento, completar sua solicitaçao e criar sua conta no MarketUP. Pedimos desculpas pelo ocorrido e solicitamos que tente novamente.

TENTAR NOVAMENTE
Crie sua conta em
1 Minuto
100% grátis

Qual o melhor tipo de empresa para o meu negócio?

MarketUP > PME  > Qual o melhor tipo de empresa para o meu negócio?
tipos de empresas

Qual o melhor tipo de empresa para o meu negócio?

Sabemos que para abrir uma empresa hoje é extremamente burocrático. Além dos diversos processos, você precisa saber qual tipo de empresa seu negócio se encaixa, qual o porte sua empresa terá, entre muitas outras coisas.

 

Veja quais são os tipos mais comuns e qual modelo se enquadra para o seu empreendimento.

 

Empresário Individual (EI)

 

Nesta modalidade, não existem sócios. Apenas o proprietário, que dá o nome à companhia nos registros oficiais. Sua responsabilidade é ilimitada. O proprietário que responde integralmente pela administração e pode ter seu patrimônio confiscado para pagar dívidas contraídas pela empresa.

 

O Empresário Individual desempenha sua atividade comercial em nome próprio e, em razão de sua natureza, só pode ser composta por uma pessoa.

 

Microempresário Individual (MEI)

 

O MEI é o empresário individual com receita bruta anual até R$ 81 mil. Acima disso, o empresário precisa ser registrado como EI.

 

O MEI não pode ter mais de um funcionário. Se houver demanda de maior mão de obra, também é exigida a mudança de regime para EI.

 

Além disso, o MEI está enquadrado no Simples Nacional. Em razão de sua natureza, é isento dos tributos federais pagos normalmente pelas empresas, como o IRPJ, CSLL, PIS/COFINS e IPI. Em contrapartida, o MEI paga um valor fixo mensal destinado à Previdência Social e ao pagamento do ICMS e ISS. Esse valor varia de acordo com o seu tipo de atividade.

 

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli)

 

A Eireli é constituída por um titular, sem a necessidade de mais sócios. E requer um investimento de, no mínimo, 100 salários mínimos no ato de abertura. A diferença maior, além do capital inicial, é que o proprietário pode usar um nome empresarial e não tem seu patrimônio pessoal atrelado ao da empresa. Nesse regime, o dono só pode ter uma companhia registrada em seu nome.

 

Sociedade Empresária

 

Nesse tipo de empresa, há uma atuação coletiva entre dois ou mais sócios, com responsabilidade limitada ao capital social.

 

Sociedade Empresária Limitada (Ltda.)

 

É o tipo de empresa mais adotada no Brasil, é um modelo mais simples e protege o patrimônio pessoal dos sócios. Este tipo de empresa é aquela no qual o negócio tem dois ou mais sócios, o que explica o seu nome.

 

Quanto ao termo Limitada, refere-se ao fato de que os sócios são responsáveis financeira e administrativamente pela empresa conforme o capital social que aplicaram e a cláusula de exercício de administração do contrato social.

 

Os sócios se responsabilizam conjuntamente pelo capital social da empresa, mas essa responsabilidade se limita à quantidade de cotas que cada sócio possui na empresa.

 

 

Sociedade Simples

 

A sociedade simples é uma empresa com atuação Coletiva, ou seja, (dois) ou mais sócios. A responsabilidade dos sócios é ilimitada. Nesse tipo de empresa, estão negócios que oferecem apenas serviços.

 

A Sociedade Simples é uma pessoa jurídica para a prestação de serviços de profissão intelectual, de natureza científica, artística ou literária, sem elemento de empresa (ex. médicos, dentistas, engenheiros, arquitetos, etc.).

 

Sociedade Anônima (SA)

 

Dividida em dois tipos (capital aberto e capital fechado), a Sociedade Anônima consiste em uma divisão de capital entre sócios, chamados de acionistas.

 

Na ocorrência de capital aberto, as ações da empresa são negociadas na bolsa, registrada na Comissão de Valores de Mercado (CVM)

 

Quando o capital é fechado, a companhia não emite ações, mas pode dividi-las entre sócios e convidados, sem necessidade de ir a público pela bolsa.

 

Por: Tainá Almeida

 

VEJA MAIS:

Como uma planilha de vendas pode ajudar no controle da sua empresa

As despesas que comprometem o caixa mensal

4 erros graves para evitar na gestão do estoque

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários no Facebook