Gestão e Vendas
09
set

Venda sem estoque próprio com o Dropshipping 

A maioria dos empreendedores que possuem uma loja virtual, uma das principais preocupações é o estoque e a logística no envio de produtos, não é verdade? Com a digitalização, surgiram novos modelos de vendas, entre eles o Dropshipping, a ideia principal desse conceito é deixar o estoque e a entrega do seu produto por conta de outra empresa.

Afinal, ele permite que você tenha uma loja virtual sem se preocupar com a gestão de estoque próprio e logística.

Hoje, abordaremos um pouco mais sobre esse novo modelo de vendas em um guia completo sobre o assunto, bora lá!

O que é dropshipping? 

O dropshipping nada mais é do que um novo modelo de vendas online, que permite ao empreendedor realizar suas vendas sem a necessidade de ter um estoque próprio. 

Neste modelo, a responsabilidade do lojista é somente na manutenção da sua loja virtual e a gestão de vendas, e toda a parte logística fica por conta do próprio fornecedor, neste caso, é firmado um acordo entre ambas partes para a divisão proporcional das transações.

Com isso, o lojista foca na divulgação dos seus produtos e, quando realizada a venda, o fornecedor se encarrega de enviar o item ao consumidor final.

Em resumo, a venda por dropshipping funcionará da seguinte forma:

Ilustração MarketUP

Principais vantagens do Dropshipping?

A principal vantagem que esse modelo de venda oferece aos pequenos negócios é a flexibilidade de atuar sem um estoque próprio e consequentemente, o baixo custo operacional. Além disso, o empreendedor terá a possibilidade de trabalhar com diversas variedades de produtos.

Investimento baixo para iniciar

Para quem vai começar um e-commerce do zero, o dropshipping é uma boa opção, visto que não será preciso ter itens disponíveis no estoque e não precisará se preocupar com custo logístico. Além disso, o dono de negócio economiza na compra de produtos e aluguel com espaço para armazenamento.

Apesar de não haver a necessidade do local físico, ter um CNPJ, endereço físico e Inscrição Estadual são fundamentais para vender via Dropshipping, seguindo a legislação atual.

Variedade de Produtos 

A internet possibilita que muitos produtos virem tendências para os consumidores. E o empreendedor que consegue disponibilizar a novidade no seu negócio pode se dar bem. 

Neste caso, é importante avaliar a concorrência do nicho que você pretende atuar, o preço praticado no mercado, etc. Assim, você consegue verificar as melhores condições que pode oferecer e se destacar.

Foco e concentração no Marketing digital 

Apesar da economia de tempo com estoque e logística, o empreendedor deve investir tempo na divulgação e no atendimento ao cliente.

O bom marketing é fundamental para todos os tipos de negócios, e a junção do marketing e do atendimento fará com que o nível de confiança do seu cliente aumente, gerando conversões em vendas e consequentemente a fidelização dos seus consumidores.

Aproveite recursos de marketing digital com os parceiros MarketUP

Desvantagens

Apesar de oferecer vantagens, é claro que assim como todo modelo de negócio, o dropshipping tem também algumas desvantagens, veja quais são:

Margem de Lucro pequena

No modelo de dropshipping é feito um acordo entre vendedor e fornecedor para que os valores sejam divididos corretamente. Mas, não podemos esquecer que quando se trata de venda de produtos, existem custos e tributos que tira uma parte do lucro.

Portanto, é fundamental ter um planejamento para investir nesse modelo e ter sucesso operacional e financeiro via dropshipping.

Problemas com prazo de entrega

Muitos vendedores negociam com fornecedores internacionais, o que significa que o prazo de entrega pode ser maior que o previsto. Podendo gerar uma certa insatisfação por parte do seu consumidor.

Uma dica é deixar especificado no site que o produto é internacional e colocar o número de dias para a entrega.

Tarifas Internacionais

Além de estar atento ao prazo de entrega do produto, também é essencial que o empreendedor fique por dentro das regras vigentes de importação no Brasil.

Quando um produto é importado são cobradas tarifas para permitir a entrada desses itens no país. Isso também pode gerar um custo inesperado ao seu cliente e insatisfações.

Por onde começar?

Caso você já tenha feito um plano de negócios e constatou que para sua empresa é viável investir no dropshipping, aqui vão algumas dicas:

Defina o nicho que irá atuar

Quando falamos em variedade de produtos lá em cima, não significa que você deve vender tudo no seu e-commerce. Ao escolher um nicho, você terá uma visão mais definida do seu público, e isso te ajudará a traçar estratégias mais assertivas.

Ao entender quem é seu público-alvo você conseguirá identificar melhor as dores dos seus consumidores e saber com mais precisão o que comercializar.

Escolha seus fornecedores

Como há uma relação direta entre fornecedor e consumidor final neste modelo de venda, busque fornecedores alinhados aos seus objetivos e que sejam confiáveis. O ideal é buscar referências e indicações. Até porque, em caso de problemas, como prazo de entrega ou defeito em produtos, isso cairá sobre sua marca.

Gerencie seu negócio e otimize suas vendas com o MarketUP

Utilize um sistema ERP para automatizar o negócio 

Apesar de não precisar se preocupar com controle de estoque e logística, utilizar uma ferramenta de automação vai te ajudar a organizar sua gestão de pedido de venda e financeiro.

Com o ERP MarketUP, você conta com recursos exclusivos que te ajudam desde a criação da sua loja virtual, até a gestão de vendas e finanças do seu negócio. E o melhor, tudo isso de maneira 100% gratuito e online

Com ele, você realiza todo o processo de dropshipping, cadastrando seus fornecedores e gerenciando seus pedidos de vendas, tudo de um único sistema. 

Crie sua conta gratuita no MarketUP e comece agora! 

DICA EXTRA

Varejistas: Já ouviu falar em prateleira infinita? 

O novo conceito surgiu a pouco tempo e já tem alcançado muitos empreendedores, ele representa uma combinação de solução inteligente para que os varejistas possam vender seus  produtos  que não estão mais  disponíveis em sua loja através de fornecedores terceirizados. 

A prateleira infinita é uma boa opção para quem possui loja física e deseja aprimorar a variedade de produtos e a experiência do cliente, reduzindo o estoque físico e o espaço de armazenamento. Falaremos mais sobre isso mais para frente, por enquanto, aproveite essa dica!

Gostou do conteúdo? Fique de olho no Canal PME para entender mais sobre todos os principais temas do mercado e conhecer em primeira mão as novidades da MarketUP

Aproveite também para seguir a MarketUP nas redes sociais agora.

Leia mais:

Autor:

Amanda Almeida